Queda nas vendas de motos no 1º semestre



  

Queda registrada nas vendas de motocicletas foi de 10,5% no 1º semestre de 2015. Honda foi a responsável por 80% das vendas, seguida da Yamaha e da Suzuki.

Durante o primeiro semestre do ano foram emplacadas 641.796 motocicletas em todo país, o que representa uma queda de 10,5% em relação ao mesmo período do ano passado, que alcançou 717.707 unidades vendidas. O resultado foi considerado o pior desde o ano de 2006. Os dados foram divulgados pela Fenebrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores).

Segundo a organização, a Honda foi responsável por aproximadamente 80% das vendas de motocicletas realizadas no primeiro semestre deste ano, vendendo 519.575 unidades. A japonesa Yamaha emplacou 76.058 unidades, alcançando a marca de 11,8%. Já a montadora Suzuki garantiu 1,5% das vendas.  As montadoras Dafra e Shineray foram responsáveis pelo restante das vendas do segmento.

Isso ocorre porque a economia brasileira tem passado por maus momentos desde o início do ano. O aumento do dólar, o aumento da taxa básica Selic e o aumento da inflação fizeram com que os brasileiros deixassem de consumir vários produtos, dentre eles as motocicletas. Além disso, as instituições financeiras diminuíram o volume de financiamento para venda de imóveis e automóveis.

Em maio do ano passado, foram comercializadas 105.506 motocicletas. Já em junho deste ano foram emplacadas 101.130 unidades, o que representa uma queda de 4,1%. Se compararmos as vendas do mês de junho de 2014, a queda é de 2,63%. Apesar da diminuição de vendas em relação ao ano passado, o segmento de motocicletas é o menos afetado pela economia até o momento.





Segundo dados da Fenabrave, houve queda de 20,7% na venda de veículos automobilísticos (carros, ônibus, veículos comerciais leves e ônibus). A organização acredita que os consumidores brasileiros estão deixando de comprar automóveis para adquirir motocicletas, o que de certa forma está auxiliando o segmento.

A Fenabrave prevê que até o final do ano sejam emplacadas aproximadamente 1.301.204. Se o resultado for confirmado, haverá queda de 9% em relação às vendas realizadas no ano passado.

Por Wendel George Peripato

Venda de motos

Foto: Divulgação



Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *