Honda CG 160 2018 – Principais Mudanças e Preço



  

Confira aqui as novidades presentes na nova Honda CG 160 2018.

Os motociclistas brasileiros que são fãs da mais famosa e popular motocicleta brasileira, a Honda CG 160, deverão contar agora com algumas mudanças nas novas versões a partir de 2018.

A novidade é que o modelo deverá agora sair de fábrica com um novo sistema combinado de freios, além de modificações feitas na suspensão dianteira do novo modelo.

Com novas modificações consideradas para melhorar sua mecânica, a Honda CG 160 deverá contar também com novos preços, dependendo do tipo de modelo que deverá chegar nas lojas ainda neste ano.

O que se sabe por intermédio dos especialistas de plantão é que a CG 160 deverá custar a partir de R$ 7.900,00, no caso, para o modelo Start, que vem com um sistema de freio a tambor.

Para os outros dois modelos da série, a versão Fan e a Titan, os novos valores deverão ficar em R$ 8.990,00 e R$ 10.190,00, respectivamente. Estes dois últimos modelos possuem sistema de freio a disco na dianteira e a tambor na traseira, enquanto a mais barata o sistema é a tambor nas duas rodas.

Qual a novidade no novo sistema de freio da Honda CG160 ?

Para atender a uma exigência imposta pelo novo Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que determinou que todos os modelos de motos no Brasil deverão adotar o sistema de freio ABS ou CBS até o ano de 2019, a Honda lança agora no seu modelo mais vendido em território brasileiro o sistema de frenagem do tipo CBS (antes era só vendido na versão Titan, em 2016).

Como funciona o sistema CBS ?

O novo sistema adotado para todas versões da CG 160 é o chamado CBS, do inglês, Combined Braking System, que que dizer um sistema combinado de frenagem.

Para os menos experientes, ao contrários do tradicional sistema combinado de disco e tambor, onde a força de frenagem era igual tanto para o eixo dianteiro quanto para o traseiro, neste novo mecânismo, o peso é distribuído de modo proporcional entre ambos.

Assim sendo, quando o motociclista acionar os freios, mesmo sendo somente o traseiro, o mecânismo acionado para a frenagem da motocicleta deverá ser distribuído automaticamente em cerca de 34% para o eixo dianteiro e 66% para o traseiro.





A intenção da Honda é tentar compensar um mau hábito dos motociclistas brasileiros que só querem usar o freio na traseira.

Ela alerta ainda que para uma maior segurança na hora de frear a moto, o uso do sistema de freio nas duas rodas se torna muito mais eficiente e mais seguro para o motociclista.

Nova suspensão com maior leveza e melhor dirigibilidade

Outra grande novidade para quem está pensando em adquirir um modelo novo ou trocar a sua moto usada é o novo tipo de suspensão utilizado nas novas CG 160 a partir de 2018.

Pelo atual sistema utilizado, as chamadas ‘ bengalas’, tanto na dianteira quanto na traseira, são utilizadas tanto para o amortecimento quanto para o sistema hidráulico.

No novo sistema adotado, o chamado SFF (Separated Function Fork), as funções são separadas. Uma delas é utilizada somente para amortecer o impacto, enquanto a outra é usada para abrigar a primeira. Deste modo, há um reforço na função de proteção e uma maior leveza para dirigir o novo modelo e melhorar tanto a estabilidade quanto a segurança do condutor.

Outra novidade é o novo painel de utilização da nova CG 160

Os novos modelos 2018 deverão chegar nas lojas brasileiras com um novo painel, mais moderno e todo digital e no melhor estilo Blackout. Mas isto somente para as versões Fan e Titan. A Start continua com o modelo de contagiros tradicional.

Apesar das mudanças, a Honda optou por manter o mesmo motor do tipo monocilíndrico e cabeçote OHC, com quatro tempos e com arrefecimento a ar e com injeção eletrônica. Ele pode ser movido tanto a etanol quanto a gasolina e possui uma rotação de 8.000 rpm.

Portanto, quem pensa em adquirir a sua nova CG160, ela vem com boas novidades, principalmente para quem está muito preocupado tanto com a segurança como com a economia de consumo, dois itens bastante valorizados pela Honda.

Liana Gifoni



Compartilhar:

Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *