Confira aqui o preço e a ficha técnica da nova Kawasaki Vulcan 650 2017.

Em 2001 a Harley Davidson mudou o tom na maneira como eram produzidas as motos Custom. Na época a marca colocou no mercado a V-Road que trazia um estilo mais agressivo e diversos elementos de naked. O aspecto que mais se destacou com esse lançamento foi a questão básica de que a fabricante mostrou de todas as formas possíveis que no campo das custom o visual clássico e ornamentado ou ainda uma personalidade “sem destino” e “bandida” não eram a “essência” obrigatória das custom.

Depois que a V-Road mostrou o que era possível, outras fabricantes começaram a seguir o seu exemplo e aos poucos foram aplicando algumas “pitadas desse novo tempero”. Mais de uma década depois dessa “inovação”, o sucesso das vendas nessa linha ainda é bem tímido. De fato, as motos custom clássicas continuam como as preferidas. Entretanto, uma breve olhada no comportamento delas nas pistas deixa claro as vantagens.

E nesse caminho chegamos a Kawasaki Vulcan 650 S. O modelo conta com ingredientes fundamentais das chamadas “power custom”. Os preços da moto ficam entre R$27.290 e R$31.490 (ABS). Basicamente o visual da Vulcan 650 S é de uma V-Road em miniatura: Os faróis são quase triangulares, os cantos são arredondados e são envoltos por uma moldura em preto fosco, o para-lamas dianteiro é relativamente pequeno e a rabeta comprida.

O motor

O tempero aqui fica por conta do motor. No meio do quadro vamos encontrar um dois em linha muito conhecido (é o mesmo que está na trail Versys 650, naked ER-6N e também na versão carenada Ninja 650). Aqui vamos ter 649cm³, 6,4 kgfm de torque com 61 cv de potência, uma faixa de uso estreita e a estruturação feita para girar alto impressionam mais pela velocidade do que pela arrancada propriamente dita. É interessante observar que nas custom tradicionais o que acontece é exatamente o oposto disso. Ou seja, chamam a atenção na arrancada.

Outro aspecto interessante que podemos destacar é o ponto de que o quadro e o motor são compartilhados. Além disso, temos uma suspensão traseira monochoque, ajustável em sete níveis e com pré-carga de mola.

A Kawasaki Vulcan 650 S não é barata, porém, a moto não tem rivais diretas. E mesmo assim, o preço se mostra bem coerente com o “conjunto da obra”. Para entender melhor um degrau abaixo da Vulcan 650 S vamos encontrar a Dafra Horizon 250, que sai por R$17 mil, mas que tem características significativamente bem mais inferiores.

Já no patamar de cima as que chegam mais perto da Vulcan 650 S são a Suzuki Boulevard 800 (de R$ 36 mil) e a Harley Iron 883 (de R$ 43 mil)!

Por Denisson Soares


Novo modelo é a aposta da Kawasaki na categoria das motos aventureiras de baixa cilindrada.

A fabricante japonesa de motocicletas Kawasaki é mais uma entre as diversas montadoras que tem vindo apostando forte nas motos chamadas de aventureiras que contam com baixa cilindrada. Agora, a Kawasaki lança o modelo Versys-X 300.

Após a montadora BMW ter lançado seu modelo G 310 GS, a fabricante conhecida por sua cor verde buscou expandir sua linha Versys, fazendo uso do mesmo propulsor que já era utilizado na Kawasaki Ninja 300 e também na Kawasaki Z300.

O modelo teve sua estreia realizada no Salão da cidade de Milão (EICMA 2016), porém, até o momento não se sabe nenhuma informação referente ao seu desembarque em território brasileiro.

A nova Kawasaki Versys-X 300 foi dotada de um propulsor que possui dois cilindros e conta com 296 cilindradas, com refrigeração realizada através de líquido, o mesmo motor utilizado em suas “irmãs”, porém, recebeu algumas alterações em seu funcionamento, para que assim pudesse dar prioridade ao seu bom funcionamento e desempenho, mesmo em giros baixos e médios.

De acordo com informações transmitidas pela marca japonesa de motocicletas, tais mudanças acabaram por deixar o propulsor ainda mais econômico do que já era, dando uma grande autonomia para o mesmo, permitindo assim percorrer uma distância de até 400 km sem a necessidade de reabastecer. Embora se tenha esses detalhes, a empresa oriental até o momento ainda não divulgou nenhum detalhe referente ao seu poder de potência ou torque, porém, seus consumidores já esperam ansiosamente por esses dados.

Embora o novo lançamento da marca faça uso de um motor que já é bem conhecido por seus consumidores, foi necessário desenhar o restante do conjunto de forma específica para a Versys, a qual conta com suspensões, chassi e visual inéditos.

Com relação ao estilo de pilotagem, a posição do piloto ainda continua com o estilo aventureiro, com pedaleiras que deixam as pernas do condutor relaxadas e também conta com um guidão alto.

Na parte dianteira da motocicleta foi utilizada rodas raiadas, com raio de 19 polegadas e na parte traseira, rodas com aro de 17 polegadas.

FILIPE R SILVA





CONTINUE NAVEGANDO: