Modelo foi inteiramente atualizado, possuindo diversos atrativos.

Uma das marcas mais famosas, tradicionais e antigas de fabricantes de motos, verdadeira criadora das motocicletas, a Harley Davidson Motor Cycles, inaugurada nos Estados Unidos no ano de 1903, está promovendo o lançamento de seu mais novo projeto: Harley-Davidson Sport Glide Softail. Esta companhia norte-americana vai comemorar os seus 115 anos de existência em grande estilo no ano de 2018, já que fez estrear nesta última terça-feira, dia 7 de novembro, a até então inédita Sport Glide, em Milão, no EICMA (Esposizione Internazionale Ciclo Motociclo e Accessori).

Este é o mais recente modelo, constituindo o número nove desta linha, ou seja, ela está dentro da série Softail, mesmo assim, a nova moto está inteiramente atualizada. Este modelo possui qualidades variadas, entre elas o ser conversível, portanto, se trata de uma genuína Bagger, perfeita para longas viagens, aparelhada com uma proteção em novo design de aerodinâmica, além de estar munida de malas laterais mais firmes e resistentes, sendo que, também, ela tem capacidade de ser prontamente adaptada para um tipo Custom, bem mais versátil, garantindo maior eficiência no desempenho cotidiano.

A nova moto, Sport Glide, está munida de uma menor carenagem, cuja origem, para quem é especialista no assunto, é intuitivamente percebida como inspiração baseada na estrutura Batwing, própria dos modelos da série de Touring, podendo ser hábil e imediatamente desconectada ou instalada novamente, utilizando os grampos próprios de liberação rápida.

De acordo com informações auferidas da companhia, por mais condensada que seja essa versão, o grupo de características que constitui a parte da frente do veículo está projetada para driblar o vento que atinge o tronco do piloto, evitando, também, turbulências na parte do capacete, entretanto, os consumidores mais exigentes poderão optar pela instalação de uma proteção maior, com a substituição do para-brisa desta série por um de maiores dimensões.

As bagagens instaladas nas laterais têm capacidade de serem removidas e recolocadas de modo muito prático. São malas acopláveis, muito firmes, resistentes, possuem um mecanismo de trava por meio de chaves e códigos, além disso, as duas bagagens, quando unidas, possuem estrutura para 25,5 litros. Portanto, esta é uma das melhores Harley já produzidas.

Assim, sendo uma companhia muito prevenida a respeito das possíveis situações e preferências, este mesmo modelo conta com um conjunto de acessórios para os consumidores mais exigentes. A Sport Glide, por melhor que seja ainda pode conter menos espaço para algumas das pessoas que por ela se apaixonaram. Nesse sentido, a companhia da Harley-Davidson projetou uma série de atributos adicionais, para atender à demanda que certamente surgirá. Esse conjunto de acessórios contém desde bagageiros até um tipo de rack próprio para instalação de um excelente tour-pack, inteiro. Todo esse aparato possui uma íntegra relação entre suas partes, formando um conjunto de pronta liberação de modo a esta nova moto não ficar privada de sua característica essencial.

Este modelo está munido de um motor do tipo Milwaukee-Eight 107. Os seus atributos técnicos somados ao conjunto de equipamentos são todos próprios da linha Softail, 2018. Foi projetado um chassi inteiramente novo, além de novas suspensões, contendo a tecnologia de luzes em LED, aparelhada com dispositivos que geram controle da velocidade automaticamente, a partida pode ser acionada na ausência de chave, foram incluídas duas tomadas especiais para dispositivos USB e possui o melhor sistema de freios da atualidade, o ABS.

A motocicleta Sport Glide possui, também, um tipo inédito de suspensão na parte da frente, a qual foi projetada de modo invertido, portando barras de 43 mm; na parte de trás está instalado o monoamortecedor, que está munido de um sistema muito eficiente ajustes para pré-carga remoto. As chamadas direcionais, feitas de alumínio, estão adornadas de ilustrações esportivas. Na parte dianteira a espessura está em 18” e na parte de trás a espessura é de16”. Este modelo não conta com o chamado Kit Touring, assemelhando-se mais ao modelo Low Rider.

A moto, em si, é muito charmosa, muito bem desenhada, apesar de baixa, e configura o tipo mais desejado de motocicleta na atualidade.

Por Paulo Henrique dos Santos


Nova versão conta com um design mais imponente e agressivo.

A Harley-Davidson apresentou o seu novo modelo: a Street Rod 750, que tem como foco o uso nos centros urbanos, e que teve como base o modelo Street 750. A nova versão conta com um design mais imponente e agressivo. Além disso, o motor de 2 cilindros ficou cerca de 20% mais potente e também com 10% a mais de torque. Entre outros diferenciais, a Street – Rod conta com motorização High Output Revolution X V-Twin que tem 749 cm³ e também freios ABS de série.

A linha Street da marca é a que tem preços mais acessíveis para o consumidor, porém ainda não pode ser encontrada no País. Nos Estados Unidos, estima-se que a nova versão seja vendida por cerca de US$ 8.699,00.

Outra novidade apresentada pela marca é o novo modelo Roadster, que inclui combinações de recursos da linha premium como, por exemplo, freios dianteiros de disco duplo, suspensão traseira especial, além de braçadeira tripla robusta. Um dos diferenciais é o torque de baixa rotação que faz parte do modelo do motor Evolution V-Twin de 1200 cc, e o estilo único e inconfundível da marca que tem detalhes próprios como o guidão rebaixado, para-lama traseiro cortado, tampa no distribuidor com aletas e também a presença de protetores do escapamento preto com aberturas.

O modelo Street Bob destaca-se pelo desempenho devido à presença do chassi da Dyna, que é feito em estilo mais simples, despojado e hardcore e pela presença do motor V-Twin. A pilotagem é feita de forma muito segura, pois o chassi foi fabricado de forma extremamente rígida e, além disso, os componentes de suspensão e freios, também, fazem parte de uma categoria superior. Está versão destaca-se pela presença das rodas personalizadas de borracha premium, que foram criadas para proporcionar durabilidade, desempenho e emoção para o piloto.

O design poderoso faz parte do modelo Fat Bob, que conta com um exclusivo farol dianteiro e também lanterna traseira LED personalizada. A versão destaca-se também pelos pneus largos que foram montados em rodas de alumínio usinadas e pelo desempenho do motor Twin Cam 103 e freios a disco duplo, o que torna a pilotagem diferenciada e com muita emoção.

Por Babi

Harley-Davidson Street Rod 750


Condições especiais para aquisição por financiamento são oferecidas pela Harley-Davidson no Brasil para a linha 2016.

As concessionárias brasileiras já receberam a linha 2016 da Harley. São mais de dez modelos das custom mais famosas do mundo. E, atentando ao mercado recessivo brasileiro – em meio à crise econômica – a Financial Services da marca oferece condições especiais para aquisição por financiamento.

O setor financeiro da montadora firmou taxa de 0,99% ao mês e parcelamento com valor fixo para até 24 meses no pagamento do saldo. Para que o financiamento seja concedido, a entrada deve ser de no mínimo 50% sobre o valor total da motocicleta desejada.

Entre toda a nova família de Harleys, as Sportster são as que mais chamam atenção dos amantes de motos.

A Iron 883 cilindradas tem o acabamento quase todo em preto, design agressivo e tanque de gasolina em estilo clássico da marca com capacidade para 12,5 litros. O guidão e comandos nele são simples e com acabamento preto, em visual minimalista. As lanternas traseiras são de LED e têm os piscas integrados. As rodas são de liga de alumínio com freio ABS. O amortecedor traseiro tem regulagem de altura. A Iron sai por R$ 42,9 mil. O opcional é a pintura diferenciada Hardy Candy Custom, que adiciona mais R$ 1,5 mil ao valor de venda.

Já a Forty-Eight tem como cor original o bordô e a capacidade do tanque é de 7,9 litros. Ela tem pneus personalizados, mais robustos que outros modelos. O motor de 1.200 cilindradas também tem predominância da cor preta, porém as tampas são cromadas. O velocímetro, culturalmente de mostrador único, tem conta-giros e indicador de marchas. Os freios de ABS tiveram aumento nos discos em relação à versão anterior da moto para melhor desempenho. A Forty-Eight tem valor de R$ 50,7 mil. As cores opcionais, tom de vermelho diferente e Hardy Candy Custom, custam respectivamente R$ 350 e R$ 1,1 mil.

Por Bruno Klein

Harley Iron 883

Harley-Davidson Forty-Eight

Fotos: Divulgação


Modelo Softail Breakout é uma das principais novidades da linha 2015 da Harley-Davidson.

A grande fabricante de motocicletas Harley-Davidson fez o lançamento de uma de suas principais novidades da linha 2015 que é o modelo Softail Breakout, junto com esta novidade a marca também trouxe outras duas novidades que são os modelos: Street Bob e Low Rider.

A Softail Breakout será comercializada nas concessionárias da empresa em todo país a partir de R$ 58.700. Esta motocicleta chama bastante atenção, devido ao fato dela não ter a aparência de um modelo de linha de produção comum, tendo em vista que logo a primeira vista a impressão de quem a visualiza é de que esta moto tenha passado por uma customização.

Por ser muito bonita, por onde passa esta moto sempre acaba despertando os olhares do público, principalmente, se a que for vista for a que possui um esquema de pintura especial brilhante denominado Hardy Candy Custom,  apesar desta pintura deixá-la ainda mais bonita, se o consumidor quiser ter este opcional  terá que desembolsar um valor de R$ 60.350 pela moto.

Há ainda uma opção de valor intermediário, opção esta que vem com dois tons de cores e é comercializada pelo valor de R$ 59.150. Realmente a moto é bem grande e apresenta um motor bem avantajado, contudo devido ao fato dela ter um assento baixo em relação ao solo a sua condução é feita com muita facilidade, outro fator que ajuda a facilitar a condução é o fato de que a maior parte do peso dela fica distribuída na sua parte inferior, todavia não ache que esta é uma motocicleta das mais leves, pois tem um peso de 309 kg.

A Breakout, apesar de ser uma versão mais acessível, ela manteve o mesmo estilo já visto por aqui trazido pela CVO Breakout, a qual era vendida pelo valor de R$ 98.600, mas esta versão mais barata possui um efeito estético bastante similar.

Quanto à motorização esta motocicleta possui um motor de dois cilindros e 1.585 cc e um toque 11,8 Kgfm a 2750 rpm, conjunto este que trabalha com o câmbio de 6 marchas. 

Por Adriano Oliveira

Harley-Davidson Softail Breakout 2015

Harley-Davidson Softail Breakout 2015

Fotos: Divulgação


Nas próprias palavras do diretor de design do projeto Livewire, Kirk Rasmussen, a nova moto “é uma ótima motocicleta que, por acaso, é elétrica”. Ao menos é assim que ele descreve a versão da Harley-Davidson. O modelo em termos gerais está mais leve com 208 kg.

Outros aspectos que chamam a atenção é a agilidade da motocicleta. A aceleração entra na linha do impressionante. Para ter mais exatidão nesse ponto basta dizer que de 0 a 100 km/h ela leva 3,8 segundos.

Curiosamente a Livewire chega como a primeira motocicleta movida a eletricidade. A produção está a cargo da fábrica de Milwaukee, nos Estados Unidos que, diga-se de passagem, acabou ficando famosa pelo ruído bem característico de seus motores V2.

Apesar de todas as notícias e barulho em volta do modelo é importante lembrar que tudo ainda está em fase de desenvolvimento. De qualquer maneira o dito projeto já anda pelas concessionárias dos Estados Unidos desde o mês de junho do ano passado. Claro, que o objetivo é que os interessados e curiosos que podem vir a ser clientes conheçam o produto.

Já para o mercado europeu ainda não há previsão de estreia por lá do modelo. Entretanto, as informações são de que os testes lá começarão em breve.

O que vale mesmo destacar é que esse projeto ainda está em fase de estudo e deverá um pouco até chegar ao mercado. Para começar a moto não conta com embreagem e muito menos câmbio. Se você está se perguntando sobre a transmissão final fique sabendo que ela é feita por correia dentada.

Outro aspecto que tem despertado comentários é sobre a questão das suspensões tanto na parte dianteira quanto na parte traseira. A maioria dos especialistas aponta que as mesmas são duras demais até mesmo para as ruas da América do Norte. Mas isso quer apenas dizer que os ajustes estão por vir e são possíveis.

O tempo de recarga da Livewire é de três horas e isso em uma tomada de 220V.

Por Denisson Soares

Harley-Davidson Livewire

Harley-Davidson Livewire

Harley-Davidson Livewire

Fotos: Divulgação


Você sabia que a marca Harley-Davidson está completando 110 anos? Agora já sabe, e de quebra fica sabendo que para comemorar o aniversário a marca preparou a venda de um super modelo considerado a primeira grande Harley- Davidson.

Se você se animou com a notícia corra, pois a edição conta com um número limitado de motocicletas, cerca de aproximadamente 1.450 unidades devem ser produzidas em todo o mundo.

Este novo modelo casa uma sutil combinação, o preto e a cor bronze se comunicam perfeitamente com o brasão feito especialmente para a comemoração do aniversário.

O novo modelo garantirá um torque muito maior e terá menos vibrações, típicas de motores menores.

O modelo nomeado de Dyna Super Glide Custom está com preços fantásticos, cada exemplar sai por singelos R$ 41.000,00, afinal, é a big twin mais acessível da categoria.

Abusando do cromado, a versão de aniversário conta ainda com duas saídas de escapamento e guidão no mais tradicional estilo chifre de boi, incitando o piloto a encarar a estrada em longas viagem pelo mundo.

Por Fernando Setoue


As novidades no mercado de motos não param e desta vez a Harley-Davidson apresentou quatro novos modelos de moto em comemoração aos 110 anos da empresa.

O primeiro modelo é a electra Glide Ultra Limited que vem com um motor de 1.700 centímetros cúbicos, freios Brembo e câmbio com seis marchas.

Além disso, esse modelo vem com quatro alto-falantes, malas rígidas, manoplas com aquecimento e controle automático de suas principais funções.

A Fat Boy Special vem com um aspecto mais dark tendo um motor com 2 cilindros e 1.600 centímetros cúbicos em um câmbio com seis marchas.

Outro lançamento é a Heritage Softail Classic que possui um motor com 1.600 centímetros cúbicos e 02 cilindros com freios do tipo ABS em um câmbio de seis marchas.

E, por último, a Dyna super Glide Custom que possui um motor de 1.600 centímetros cúbicos e dois cilindros, computador de bordo, freios do tipo ABS e câmbio com seis marchas.

Para adquirir uma destas motos é preciso que os apaixonados por motos desembolsem valores que vão entre R$41.900,00 a R$74.900,00.

Por Ana Camila Neves Morais


A Harley-Davidson, famosa montadora de motos em todo o mundo, anunciou a inauguração de sua 12ª concessionária no Brasil.

A mais nova loja da marca vem com o nome de Newroad Harley-Davidson e foi construída dentro dos padrões da empresa e está localizada na cidade de Fortaleza no estado do Ceará sendo esta a 1ª concessionária da Harley na região Nordeste do Brasil.

A escolha de Fortaleza como o local desta nova loja foi feita com base em dados da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuidores de Veículos Automotores) a qual indicou uma venda 61% mais alta de motos acida de 600 cilindradas (como os modelos da Harley-Davidson) nesta cidade em um total de 525 motocicletas emplacadas.

Dentre os serviços oferecidos estão a venda de motos, oficinas mecânica, venda de roupas e acessórios personalizados da Harley-Davidson além de ser um local de encontro para os apaixonados por motos.

Por Ana Camila Neves Morais


A música ‘Born to be Wild’, da banda Steppenwolf, remete imediatamente aos motoqueiros, tanto que ela é considerada um hino para eles. Ao citar motos e estrada, muitos devem fazer a associação com uma das marcas mais poderosas desse segmento, a Harley-Davidson, que divulgou o início de suas operações de vendas por aqui, no Brasil.

Nas próximas semanas, os consumidores terão à disposição as grandes novidades da fabricante, com preços que variam de R$ 25.900 a R$ 65.700. De acordo com Longino Morawski, diretor-superintendente da Harley-Davidson do Brasil, o país faz parte da estratégia de progresso da marca para além dos Estados Unidos.

Um dos modelos mais bem-recebidos em todo o mundo é o Fat Boy, com importância inicial de R$ 44.900. O exemplar, assim como outras motocicletas da Harley, acompanha sistema de freios ABS e novo computador de bordo. Existe também a família Touring, com a Ultra Classic Electra Glide e a Road King Classic, com valores iniciais de R$ 63.900 e R$ 53.900, respectivamente.

Alguns desses modelos contam com sistema de som com quatro alto-falantes, além de conexão para iPod. Para vislumbrar cada um dos modelos, o interessado deve se dirigir a São Paulo, Campinas ou Belo Horizonte.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Fonte: Assessoria de Imprensa


A Harley-Davidson está trazendo para o Brasil a XL 883N Iron, uma motocicleta com estilo simples e sem modernidades. Nela não vamos encontrar sistema de navegação ou rádio com conexão para iPod. O painel de instrumento tem apenas o básico, velocímetro analógico, relógio e hodômetro digital (total e parcial).

O modelo faz parte da família “Dark Custom” e tem quase todo o corpo pintado em cores escuras, das pedaleiras às rodas.

O motor é o tradicional Evolution V2, de 883 cm³, refrigerado a ar. A potência não foi informada pela montadora, mas a velocidade máxima é de 140 km/h. O propulsor conta ainda com injeção eletrônica e câmbio de cinco marchas.

Completando o conjunto mecânico temos a suspensão telescópica na dianteira e a bichoque na traseira, freios a disco simples e rodas de liga leve aro 19 na frente e aro 16 na traseira. O tanque de combustível tem capacidade para 12,5 litros e não exige o uso da gasolina de alta octanagem, ao contrário de outros modelos da linha Sportster.

A XL 883N Iron será vendida nas cores preta e amarela.

Os preços ainda não foram definidos, mas especula-se que ficará entre R$ 28.000 e R$ 32.000.

Por André Gonçalves





CONTINUE NAVEGANDO: