Confira aqui as novidades e preço da Kawasaki Ninja H2R 2019.

É de extrema importância mostrar antes de dizer especificamente da moto H2R, a participação de suas "irmãs" que serão lançadas juntamente com ela, e devem ser descritas pois algumas herdam características das outras, e isso mostra o quão a empresa está preocupada em não apenas focar em uma e sim em todas as suas produzidas para que atuem com qualidade no mercado e atraiam cada vez mais compradores, sendo assim uma grande iniciativa, tendo junto com a H2R então, as motos H2 e H2 Carbon, terão características ligadas, porém com suas particularidades.

Foi anunciado pela Kawasaki, famosa produtora de motos de grande potência, de fato as mais conhecidas, o começo do recebimento das encomendas das motos superesportivas da marca que estarão presentes no ano de 2019, as motos que terão suas vendas iniciadas são as seguintes: Kawasaki Ninja H2, Kawasaki Ninja H2 Carbon e Kawasaki Ninja H2R, todas tem características que não contribuem para que se desenvolvam tanto dentro da cidade, sendo mais conhecidas como as famosas "motos de pista", mas independente disso, duas das citadas ainda sim poderão ser dirigidas nas ruas das cidades, excluindo deste grupo apenas a renomada H2R, que é feita especialmente para ser pilotada em autódromos, onde o ambiente é mais controlado e a segurança que é proporcionada é maior para altas velocidades. Incluindo mais vez uma característica em comum, é importante ressaltar que a produção mundial dessas motos é limitada, ou seja, relativamente poucos terão, lembrando ainda que a H2 Carbon e a H2R, como já dito no começo, herdam características da H2, que é praticamente a "base" delas.

Como citado anteriormente, as motos chegarão apenas no ano de 2019, porém, suas encomendas já poderão ser feitas, e isso inclui os três modelos citados, pois como têm base no mesmo, a produção será feita juntamente uma com a outra, então para quem ficou curioso, estas encomendas poderão ser feitas já no mês de outubro, e essas terão preços de acordo com suas potências e desenvolvimento, tanto na cidade, quanto na pista, e indiferentemente disto, terá um preço justo.

A pré-venda destas motos serão feitas a partir do hotsite que está disponível no link: www.kawasakibrasil.com/lancamento. Mas fique atento porque as pré-vendas têm limite de tempo e podem ser feitas no máximo até o dia 30 de novembro, e é importante ser ressaltado ainda que estas chegarão somente a partir do ano que vem, mais especificamente a partir de maio, então para os interessados, imagina-se que a ansiedade será grande, até pelo motivo de ser um superesportiva dentro de sua garagem.

A cor disponível para a H2R em questão do título, mais detalhadamente é a:

  • Mirror Coated Matte Spark Black.

Esta cor atribuirá uma característica diferente para a moto, até porque nela mesmo o "mirror" significa espelho, e é exatamente isso que fará sua diferenciação das outras, o aspecto espelhado, pronto para mostrar-se presente nas pistas de corrida e teste de motos. Outra coisa muito chamativa na moto é sua capacidade de "regeneração", como está sendo conhecida ultimamente, esta capacidade é a de corrigir riscos feitos na moto apenas com a colaboração do clima ambiente.

O preço como dito anteriormente, chegará justo, até porque para a felicidade dos compradores e amantes de motos, sua potência foi aumentada em 15%, que pode parecer pouco mas na verdade é algo muito grandioso e inovador, sem contar suas capacidades tecnológicas de uso e conforto, então espera-se que a H2R chegue pelo preço de R$ 357.000,00, até porque das três é a que mais tem capacidade de corrida, velocidade e se enquadra com características apenas para a pista.

Gustavo Martins


Nova naked da Kawasaki será lançada em breve e trará características inspiradoras e interessantes.

Buscando mais espaço ainda no mercado internacional, a empresa japonesa Kawasaki vem trazer alguns vislumbres de sua nova Z900 RS, a sua nova naked no estilo clássico.

Vindo para poder integrar o seu lineup ainda no ano de 2018, a montadora Kawasaki anuncia que a nova Z900 RS será provavelmente apresentada como sua nova aposta nesse segmento das nakeds modelo clássicas, aproveitando ainda o destaque dos holofotes no Salão Tóquio de Motor Show, no seu país de origem o Japão, que acontecerá nas datas de 25 de outubro até 5 de novembro.

Para deixar seu público-alvo ainda mais animado e ansioso, com muita expectativa para seu lançamento, o seu canal oficial postou um novo teaser que, apesar de todos os anseios, revela um pouco da nova moto, mas deixa a sua apresentação ainda muito mais marcante, como sendo um destaque de sua marca durante esse evento japonês.

Ainda foram divulgados poucos detalhes a seu respeito, e deve trazer mais inspiração em suas linhas clássicas da empresa da Kawasaki a Z1, considerada uma de suas lendas da marca por volta dos anos 1970 e a paixão dos motociclistas em todo o mundo.

Nessas poucas imagens que foram divulgadas sobre sua novidade, elas vêm apresentando linhas bem similares à já comentada motocicleta Z1, que por sua vez, fez muito sucesso por conta da sua beleza ímpar, potência e a sua versatilidade.

Com essa nova Z900 RS, a empresa da Kawasaki promete poder trazer para nossos dias modernos a sua confiança e também a sua durabilidade da famosa motocicleta Z1, mas podendo contar também com as tecnologias que foram desenvolvidas nos modelos mais recentes, como o controle de tração, os modos de pilotagem e os ajustes mais aprofundados.

A Z900 RS deverá trazer para todo o mercado também o mesmo conjunto de mecânica da recém-lançada a Streetfigther da Kawasaki Z900. Ou seja, ela contará com o seu potente motor com quatro cilindros e com 948 cilindradas.

Esse modelo deverá ser bem capaz de oferecer ao seu piloto média de 125 cavalos na sua potência sendo na Z900 padrão e ainda 125 cavalos de potência nas de 9.500 rotações e nas duas versões o mesmo torque com 10,1 kgfm.

Ainda não há nenhuma informação adicional a respeito da data que a montadora japonesa realizará o lançamento oficial da nova Kawasaki modelo Z900 RS em todo mercado internacional.

Mas todos nós esperamos que esses novos detalhes, como um conjunto mecânico, e de sistemas além dos preços possam ser divulgados ainda no Salão Tóquio de Motor Show nesse ano.

A sua montadora não divulgou ainda se esse novo modelo será também comercializado em uma escala mundial ou se ela chegará e quando chegará ao Brasil.

Por enquanto o que nos resta é aguardar por mais informações e ir acompanhando pela internet todos os detalhes dessa nova máquina de duas rodas da empresa japonesa da Kawasaki.

Com certeza se ela vir a chegar ao Brasil será um sucesso de vendas, pois assim como os brasileiros amam carros importados as motos da Kawasaki são uma preferência unânime por todo o país.

Não deixe de ficar ligado em todas novas informações sobre esse modelo, e não perca as datas de estreia se ela realmente chegar por aqui. Com certeza será uma experiência única andar sobre as duas rodas desse magnífico modelo.

Hoje as motos de alta velocidade são muito seguras, e só sofre acidente grave quem é muito imprudente e irresponsável. Portanto, aqueles que gostam de motos de alta velocidade, porém respeitam a vida e os limites de velocidade de suas rodovias com certeza poderão andar sem nenhum problema a não ser em caso de um acidente causado por uma fatalidade.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Kawasaki Z900 RS 2019

Kawasaki Z900 RS 2019

Kawasaki Z900 RS 2019


Kawasaki anunciou que todas as versões do modelo Versys 300 tiveram redução nos preços no Brasil.

Foi anunciado no Brasil que a Kawasaki reduzirá os preços de todas as versões da Versys-X 300. Ela foi lançada no país em setembro de 2017, e seu valor inicial era de R$ 22.900 e agora foi para R$ 19.900. Uma baixa considerável por ser uma moto tão potente.

Ela abaixou para poder brigar de frente com a BMW G 310, que tem como valor inicial R$ 24.900, porém ela vem com freio ABS já incluso de fábrica.

Todos os modelos tiveram baixa sendo que a mais barata agora custa R$ 19.900 e a mais cara R$ 25.900, que é a versão Tourer.

Lembrando que a Versys-X 300 possui o mesmo motor da Ninja esportiva 300, porém ela teve o aumento de 1 cavalo na sua potência. Sua embreagem conta com o sistema Assistido e Antideslizante, evitando que sua roda traseira trave em reduções bruscas de suas marchas.

Ela possui um chassi longo e suspensões avantajadas, para poder dar o charme de um modelo verdadeiramente aventureiro. Seus guidões são altos e as suas pedaleiras na posição que deixa suas pernas bem confortáveis. Ideal para quem gosta de viajar em uma moto aventureira.

Suas raias são de 19 polegadas dianteira e 17 traseira, pneus mistos com câmera de ar. Ela possui um disco simples de freio de 290 mm no freio da frente e 220 mm traseiro. Possui também sistema ABS opcional na sua versão básica e de série na versão Tourer que é a mais cara dos seus modelos.

Ela possui um lindo velocímetro digital com indicador de marcha, incluindo no painel hodômetro completo, medidor de combustível, média de seu consumo, temperatura externa, relógio e indicador de pilotagem o ECO.

Todas essas características você poderá encontrar em qualquer uma das versões da Versys. O pequeno diferencial está nos acessórios adicionais da sua versão top de linha a Tourer. Ela possui bolsas laterais, faróis de neblina de LED, ela vem até com uma tomada de 12 volts ideal para quem gosta de acampar, protetores de manete e motor, e um cavalete central.

Com certeza uma ótima opção para quem gosta de motos aventureiras, e usa para longas viagens. É muito econômica e confortável, trazendo para o motorista uma ótima sensação de poder ao pilotar sua moto.

Ela, além de tudo isso, é também muito potente, e econômica. Oferecendo tudo que você necessita em um só modelo. Com certeza absoluta é uma das melhores opções no mercado na atualidade.

Outro ponto muito positivo é essa abaixada considerável no seu valor. Tornando-se a melhor em custo-benefício sem dúvidas nenhuma.

Se você está pensando em comprar uma moto de grande porte, não perca tempo corra agora mesmo para uma concessionária Kawasaki e faça um teste drive em uma das versões. Para conferir de perto toda essa potência, dessa máquina de duas rodas.

A Kawasaki com certeza é uma das melhores montadoras mundialmente falando, e com esse preço super acessível é uma ótima opção de mercado, antigamente só pessoas milionárias podiam possuir uma Kawasaki ou Suzuki. Hoje o mercado mudou muito, e com o surgimento de outras marcas na categoria, seus preços ficaram muito acessíveis tornando possível realizar seu sonho de comprar uma dessas motos.

Portanto, se você é um dos que sempre sonhou em adquiri uma Kawasaki essa é sua grande oportunidade, de comprar uma ótima moto com um preço superacessível.

Não deixe para depois, pois esse valor pode sofrer alterações, corra e aproveite essa grande oportunidade.

Não deixe para depois, esses valores podem sofrer mudanças por algum fator externo fazendo com que perca essa chance única.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Kawasaki Versys-X 300


A Kawasaki Ninja H2 SX foi uma das atrações do Salão Duas Rodas de Milão.

O lançamento da Kawasaki aconteceu no Salão Duas Rodas de Milão, que começou nesta terça-feira, dia 7 de novembro de 2017. A moto Ninja H2 SX deu o que falar e arrancou muitos suspiros mesmo daqueles que não se abalam fácil. Essa moto significou mais do que um modelo novo da marca Kawasaki, a Ninja expandiu a família de motos estilo supercharged da marca Kawasaki.

Neste post iremos te contar como é essa super máquina, além de contar como foi o lançamento e o que esperar do mercado. Confira e tente segurar os suspiros!

Super potência e design arrojado, eis um resumo para a Kawasaki Ninja H2 SX

Dentro das milhares novidades e lançamentos no Salão Duas Rodas em Milão, que é o maior evento de lançamento e novidades de motos do mundo, a Kawasaki surgiu com uma enorme máquina para representar a sua marca. A Ninja H2 SX é muito potente, ela pode chegar a 210 cv de potência. Muita coisa, não é?! Não para por aí, a moto é muito mais que potente. Veja no post!

Muito além de um tubo convencional ou um novo acabamento, a nova Kawasaki ganhou muitas novidades

O modelo novo da Kawasaki se uniu ao modelo H2 e ao outro modelo H2R, formando assim uma linha de motocicletas que utilizam uma ótima tecnologia no motor: a sobrealimentação de ar, desse jeito o dispositivo utiliza um tipo de compressor para levar mais ar dentro do motor da moto, ao invés de utilizar gases de escape com objetivo de girar a turbina do motor, como muitas motos por aí.

Para o modelo Ninja H2 SX, os engenheiros responsáveis desenvolveram um modelo mais avançado de motor, o que deu às motos Ninjas características especiais, mas um tanto contida para o modelo de lançamento, deste jeito a moto se mantém mais confortável para o piloto que poderá dirigir por horas a fio, para por exemplo, pegar estrada e fazer uma viagem. Além de essas mudanças que formam um modelo espetacular, ergonomia da Ninja H2 SX se manteve mais reta e ereta, e estará acompanhada de malas de bagagem. Ou seja, o visual da moto lançada pela Kawasaki é totalmente inovador e muito bonito!

Potente, bonita e tecnológica – Ninja H2 SX é tudo o que você precisa para uma boa viagem ou um rápido passeio

É claro que motocicletas como a nova Kawasaki Ninja H2 SX arrancam olhares e suspiros de qualquer um, não é difícil se imaginar pilotando uma bela moto como essa que estamos falando no post.

Uma das mais faladas do Salão Duas Rodas e será ainda mais quanto inaugurarem as vendas para o modelo.

Outro item que faz os olhos de qualquer um brilhar é o painel desta máquina bela e potente: os dispositivos eletrônicos não foram deixados de lado na hora do planejamento deste eficaz projeto da Kawasaki, coisas como controle de tração, diversos modos de pilotagem pré programados e seguros freios ABS estão muito presentes na moto Ninja H2 SX. Não tem quem não goste e almeje uma beleza dessas.

Valores, datas de início de vendas e outras informações comerciais

O lançamento desta máquina suprema que é a Kawasaki Ninja é muito recente, ela foi apresentada ao público no dia 07 de novembro, e por isso não temos as informações sobre quanto irá custar para possuir essa motocicleta. O certo é que ela merece um bom pagamento, já que tem tudo o que qualquer um precisa para viajar bem tendo o vento da liberdade batendo no seu rosto.

Por David Ferreira

Kawasaki Ninja H2 SX


Nova moto irá substituir a Ninja 300 e terá como concorrente a Yamaha YFZ-R3.

A evolução é fato consumado, tanto no mundo biológico, quanto no mundo material e mecânico. Uma espécie ou um modelo sempre vem superar outro. Este é o caso da nova moto Kawasaki Ninja 400, cuja estreia demonstrou que a mesma deverá tomar o lugar da Ninja 300. Munida de um novo e mais potente motor, essa moto inédita atinge a escala de até 45 CV de potência. A empresa fabricante aproveitou a ocasião para exibir outro novo modelo: a Naked Retrô-Z900RS, no evento ocorrido no tradicional Salão de Tóquio, nesse mesmo ano de 2017.

A nova Kawasaki exibida no famoso Salão de Tóquio, em 2017, foi a mais recente moto lançada, intitulada Ninja 400, cujo design interior e exterior foi projetado no sentido de superar a já famosa Ninja 300. Esta nova versão está portando um chassi, um motor e um visual inteiramente inédito, ou seja, nunca antes visto ou experimentado, sendo que a motocicleta está em constante processo de evolução no sentido de fazer frente à grande concorrência que a Yamaha YFZ-R3 proporciona.

Potencializada com um tipo de motor munido com uma mais alta capacidade de cilindradas, a alcunhada "Ninjinha" atinge a força e rapidez de 45 CV ou HP, de poder automotivo, já que a versão anterior, a Ninja 300, está limitada ao grau de 39 cavalos-força. O renovado propulsor agora está aparelhado com 399 CC, em cilindradas e incluindo mais dois cilindros paralelos. Inovação em tecnologia.

Na parte dianteira da motocicleta, foi instalado um novo equipamento que consiste em um disco de freio com 290 mm em seu diâmetro. Em relação à parte traseira do mesmo veículo, esta está aparelhada com o mesmo tipo de dispositivo, mas com 220 mm de diâmetro. A tecnologia dos freios tipo ABS entra como uma opção. Além destes atributos importantes e sublimados, agora o tanque possui capacidade de segurar 14 litros de combustível, sendo que o novo modelo possui um peso integral de exatamente 172 kg, no caso da versão desprovida do dispositivo de freios em ABS, porém, os consumidores que decidam adquirir a versão munida de freios ABS estarão levando uma moto com um peso integral que chega a 174 kg, pois estando equipada com o citado dispositivo, mais componentes são adicionados à sua estrutura.

Assim como a estreia na Ninja 400, a companhia e montadora, de origem japonesa, aproveitou o momento ideal para exibir e demonstrar o valor de um novo modelo em visual, estilo retrô: a chamada Z900-RS. Tão bonita e atraente quanto a Ninja. Assim como o título do veículo faz compreender, esta motocicleta funciona por meio dos mesmos padrões da Naked moderna Z900, certamente produzida na mesma plataforma, entretanto, sofreu muitas e profundas alterações em seu visual, no sentido de promover um resgate do modelo clássico, tão conhecido, tão popular. O seu motor foi potencializado, acompanhando o processo de evolução da mecânica, com o intuito produzir um melhor sistema de torque, com giros mais baixos.

Ao olhar para as imagens das duas novas motos, salta aos olhos a evidência tanto no avanço do design, quanto na potência. A Ninja é tipicamente o estilo de moto esportiva, mais alta, em que o piloto precisa se inclinar bem para manter a precisão na arrancada; certamente muito confortável, dado o estilo do selim; o grosso cano de escape mira o céu em sua posição; a carcaça que cobre a parte de cima é bem desenhada e dá um aspecto mais ou menos futurista para a moto.

Em relação ao modelo Retrô, a Kawasaki Z900-RS, este mantem o clássico formato das motos japonesas, com seu tanque arredondado, na cor vermelha e com assento mais baixo, tal como a moto já é; mantém o seu farol dianteiro redondo, diferente da Ninja, que é retangular, mas tão eficiente quanto. É uma espécie de relançamento clássico munido de uma potência tecnológica moderna. Vale a pena conferir. Os interessados e em condições de adquirir uma moto com essa excelência podem acessar o site da Kawasaki para conferir as imagens e atualizações.

Paulo Henrique dos Santos


Modelo chega ao país custando cerca de R$ 32 mil.

Para os amantes da velocidade e da liberdade experimentada sobre duas rodas, nada poderia soar mais como música como o roncar do motor de uma Kawasaki. Nisto, a fabricante japonesa não decepciona e para a alegria dos seus milhares de fãs em todo o planeta, a nova Z650 chega ao mercado por um preço que poderia surpreender muita gente, menos aos fiéis consumidores da marca.

Com o objetivo de substituir a ER-6n, a nova Z650 passou uma mudança completa em seu estilo. E esta repaginação poderá se fazer sentir tanto no novo design quanto no seu desempenho. Feita para agradar tanto aos usuários experientes quanto aqueles que estão começando os primeiros passos no veículo de apenas duas rodas, o novo modelo se destaca pela facilidade em ser dirigida.

De sua irmã mais velha , a nova naked herdou ainda o motor de 643 cm³ e o motor de 68 com dois cilindros e cerca de 6,7kgfm, com torque superior a 6.400 rpm. Com um câmbio de seis marchas, a fabricante se preocupou em garantir uma maior potência em valores de baixo torque, além da capacidade de atingir uma grande velocidade em alta rotação.

Outro ponto que chama a atenção é o baixo peso, com quadro de apenas 15kg, o que confere uma maior agilidade e maior capacidade de atingir altas velocidades. Na sequência de trocas de marcha, a nova Kawasaki atingiu somente 187Kg.

O novo modelo deverá chegar às concessionárias brasileiras nas cores preto fosco em preto brilhante, branco com preto brilhante e na famosa cor ‘verde kawasaki’ com preto brilhante, que já se tornou uma marca registrada da marca.

A intenção da fabricante japonesa é que a nova naked possa compor a linha de produção de sua série Z, ficando o novo modelo entre as sua primas, a Z300 e a Z800, que deverá sair de linha e dará lugar a nova Z900.

Apesar de ser um novo modelo, cheio de inovações e totalmente remodelada para atingir um público mais abrangente de consumidores, a Z650 permanece abaixo do modelo considerado o ‘top’ de linha da Kawasaki: a Z1000.

Sem esquecer um dos principais itens para quem gosta de pilotar a sua Kawasaki, a montadora não esqueceu a segurança e neste quesito equipou o novo modelo com discos duplos de freio na dianteira mais grossos ( 300mm) que na traseira (200mm), todos do tipo ABS. Além disto, a suspensão traseira pode ser ajustada de acordo com o peso que se quer carregar e, na dianteira, o garfo passou a ter mais de 40 mm de espessura.

Quem é fã da marca e sempre sonhou com uma Kawasaki, com certeza não vai se importar em desembolsar quase R$ 33.000,00 para levar o novo modelo para a garagem de casa.

Emmanoel Gomes


Modelo já pode ser encomendado por R$ 164 mil.

A moto esportiva Kawasaki Ninja H2 Carbon já chegou ao País e os interessados já podem encomendar o seu modelo por R$ 164 mil. Apresentada no Salão de Colônia, que está localizado na Alemanha, no ano passado, a marca japonesa utiliza como base a linha H2, que tem o preço estimado em cerca de R$ 152 mil. Entre as principais novidades destacam-se a presença da fibra de carbono na parte superior, o chassi verde e a pintura prata, que realça o modelo esportivo. Além disso, a Kawasaki Ninja conta com o emblema histórico da marca, que está localizado na parte da frente, que é conhecido como “river mark”.

A mecânica se manteve, ou seja, continua sendo o motor de 998 cc, que utiliza compressor e pode chegar a 200 cavalos de potência, mas podendo alcançar até 210 cavalos com o sistema raim ar. Outra novidade é que a moto esportiva ganhou um sistema eletrônico que conta com 06 modos de comportamento e, assim, permite que tenham alterações no funcionamento do controle de tração e também dos freios ABS. Entretanto, serão produzidas apenas 120 unidades da nova Kawasaki Ninja H2 Carbon.

Outra novidade apresentada pela marca foi o novo modelo da versão Ninja 650, que conta com um design inovador e irreverente. A versão tem motor de 69 cavalo de potência, representando 6,8% mais economia que o último modelo, de acordo com a marca. Além disso, a moto está cerca de 19 kg mais leve. Entre outros destaques, a moto conta com o chassi que é feito em treliça e a balança em alumínio.

A Kawasaki apresentou na Intermot, realizada em 2016, o modelo Ninja ZX-10 RR, que é considerado a edição especial do modelo esportivo ZX-10R. A nova versão acompanha um kit de corrida, que é ideal para os amantes de velocidade, e torna a moto mais leve e segura para o piloto. Além disso, o modelo esportivo conta com rodas de alumínio (que têm 07 polegadas e são calçadas com pneus Pirelli), além de novos ajustes que foram feitos na suspensão, na tração e nos freios. As vendas estão previstas para serem iniciadas em fevereiro deste ano, porém, apenas 1000 unidades serão produzidas pela marca japonesa.

Por Babi


Confira aqui o preço e a ficha técnica da nova Kawasaki Vulcan 650 2017.

Em 2001 a Harley Davidson mudou o tom na maneira como eram produzidas as motos Custom. Na época a marca colocou no mercado a V-Road que trazia um estilo mais agressivo e diversos elementos de naked. O aspecto que mais se destacou com esse lançamento foi a questão básica de que a fabricante mostrou de todas as formas possíveis que no campo das custom o visual clássico e ornamentado ou ainda uma personalidade “sem destino” e “bandida” não eram a “essência” obrigatória das custom.

Depois que a V-Road mostrou o que era possível, outras fabricantes começaram a seguir o seu exemplo e aos poucos foram aplicando algumas “pitadas desse novo tempero”. Mais de uma década depois dessa “inovação”, o sucesso das vendas nessa linha ainda é bem tímido. De fato, as motos custom clássicas continuam como as preferidas. Entretanto, uma breve olhada no comportamento delas nas pistas deixa claro as vantagens.

E nesse caminho chegamos a Kawasaki Vulcan 650 S. O modelo conta com ingredientes fundamentais das chamadas “power custom”. Os preços da moto ficam entre R$27.290 e R$31.490 (ABS). Basicamente o visual da Vulcan 650 S é de uma V-Road em miniatura: Os faróis são quase triangulares, os cantos são arredondados e são envoltos por uma moldura em preto fosco, o para-lamas dianteiro é relativamente pequeno e a rabeta comprida.

O motor

O tempero aqui fica por conta do motor. No meio do quadro vamos encontrar um dois em linha muito conhecido (é o mesmo que está na trail Versys 650, naked ER-6N e também na versão carenada Ninja 650). Aqui vamos ter 649cm³, 6,4 kgfm de torque com 61 cv de potência, uma faixa de uso estreita e a estruturação feita para girar alto impressionam mais pela velocidade do que pela arrancada propriamente dita. É interessante observar que nas custom tradicionais o que acontece é exatamente o oposto disso. Ou seja, chamam a atenção na arrancada.

Outro aspecto interessante que podemos destacar é o ponto de que o quadro e o motor são compartilhados. Além disso, temos uma suspensão traseira monochoque, ajustável em sete níveis e com pré-carga de mola.

A Kawasaki Vulcan 650 S não é barata, porém, a moto não tem rivais diretas. E mesmo assim, o preço se mostra bem coerente com o “conjunto da obra”. Para entender melhor um degrau abaixo da Vulcan 650 S vamos encontrar a Dafra Horizon 250, que sai por R$17 mil, mas que tem características significativamente bem mais inferiores.

Já no patamar de cima as que chegam mais perto da Vulcan 650 S são a Suzuki Boulevard 800 (de R$ 36 mil) e a Harley Iron 883 (de R$ 43 mil)!

Por Denisson Soares


As motos serão substitutas das versões ER – 6N e a Z800 e foram divulgadas na 74º edição do Salão de Motos de Milão, na Itália.

Desde 1973 que a empresa Kawasaki atua no Brasil fornecendo serviços e equipamentos para grandes indústrias aeroespaciais, navais, de construção, entre outras.

Após 35 anos, a empresa inaugurou sua primeira concessionária no Brasil, na região de São Paulo e depois de um ano notou-se que houve uma grande expansão da marca gerando confiança da empresa no país e então a mesma inaugurou em Manaus no dia de outubro de 2008 a primeira unidade produtiva da Kawasaki em território Latino – Americano.

A marca tem sempre uma forte atenção na hora da produção de suas máquinas com o meio ambiente e os seres humanos, tornando-a líder em tecnologia, inovação e expansão de um novo século.

Recentemente, após o término do Salão de motos da Alemanha a empresa divulgou os seus dois novos lançamentos, as novas Z650 e Z900.

As máquinas serão substitutas das versões ER – 6N e a Z800 e foram divulgadas na 74º edição do Salão de motos de Milão na Itália que aconteceu nos dias 10 e 13 de novembro de 2016.

A Z650 inovará com um motor 649cc enquadrada nas novas exigências feita pelo Programa Euro 4 que tem como objetivo reduzir as emissões de gases poluentes e com isso a potência também foi reduzida para mais ou menos 68 cv dos modelos antigos . A nova versão ainda conta com embreagem deslizante e um assento com 790 milímetros de altura.

Comparando com o seu modelo antigo ER – 6N, a Z650 chegou com seu peso reduzido, diferença que poderá resultar em uma melhor potência.

Mas as atenções foram todas voltadas para a nervosa Z900, que substitui a Z800 europeia.

Está versão vem de fábrica com uma suspensão com garfo invertido, amortecedores de 41mm, ajuste de pré-carga , suspensão traseira regulável, freios equipados com ABS e pinças de 30mm, motor de 948 cc podendo atingir 128 cv e assento de 794mm ideal para pilotos de estaturas baixas.

As cores dispostas para as duas versões são: branco perolizado, preto metálico e verde metálico.

Os preços e datas para lançamentos no Brasil ainda não foram divulgadas.

Por Bruna Tabara dos Santos

Kawasaki Z650 e Z900


Novo modelo é a aposta da Kawasaki na categoria das motos aventureiras de baixa cilindrada.

A fabricante japonesa de motocicletas Kawasaki é mais uma entre as diversas montadoras que tem vindo apostando forte nas motos chamadas de aventureiras que contam com baixa cilindrada. Agora, a Kawasaki lança o modelo Versys-X 300.

Após a montadora BMW ter lançado seu modelo G 310 GS, a fabricante conhecida por sua cor verde buscou expandir sua linha Versys, fazendo uso do mesmo propulsor que já era utilizado na Kawasaki Ninja 300 e também na Kawasaki Z300.

O modelo teve sua estreia realizada no Salão da cidade de Milão (EICMA 2016), porém, até o momento não se sabe nenhuma informação referente ao seu desembarque em território brasileiro.

A nova Kawasaki Versys-X 300 foi dotada de um propulsor que possui dois cilindros e conta com 296 cilindradas, com refrigeração realizada através de líquido, o mesmo motor utilizado em suas “irmãs”, porém, recebeu algumas alterações em seu funcionamento, para que assim pudesse dar prioridade ao seu bom funcionamento e desempenho, mesmo em giros baixos e médios.

De acordo com informações transmitidas pela marca japonesa de motocicletas, tais mudanças acabaram por deixar o propulsor ainda mais econômico do que já era, dando uma grande autonomia para o mesmo, permitindo assim percorrer uma distância de até 400 km sem a necessidade de reabastecer. Embora se tenha esses detalhes, a empresa oriental até o momento ainda não divulgou nenhum detalhe referente ao seu poder de potência ou torque, porém, seus consumidores já esperam ansiosamente por esses dados.

Embora o novo lançamento da marca faça uso de um motor que já é bem conhecido por seus consumidores, foi necessário desenhar o restante do conjunto de forma específica para a Versys, a qual conta com suspensões, chassi e visual inéditos.

Com relação ao estilo de pilotagem, a posição do piloto ainda continua com o estilo aventureiro, com pedaleiras que deixam as pernas do condutor relaxadas e também conta com um guidão alto.

Na parte dianteira da motocicleta foi utilizada rodas raiadas, com raio de 19 polegadas e na parte traseira, rodas com aro de 17 polegadas.

FILIPE R SILVA


Montadora apresentou o teaser da nova Ninja, modelo ZX-10R 2016, que traz novo design e atualizações.

Uma das motocicletas mais desejadas do mundo é a Ninja, da Kawasaki. Esse modelo marcou gerações por ser uma supermotor, com potência e design arrojados e, agora, a montadora oriental acaba de revelar duas imagens em um teaser que apresenta a nova Ninja, modelo ZX-10R 2016.

Pelas imagens reveladas, é possível perceber que a carenagem ganha novo design, mas sem perder a essência de agressividade bem característica da Ninja. A clássica cor verde, também aparece nesse teaser, que deixou muitos fãs ainda mais aguçados por esse novo modelo.

Ainda não há muitas informações oficiais confirmadas pela Kawasaki, mas o que a montadora informou até agora é que a nova Ninja ganhará um novo sistema de freios, além de uma atualização na suspensão. Detalhes específicos sobre esses itens não foram revelados.

O líder do projeto, Yoshimoto Matsuda, disse que a base dos modelos antigos foi utilizada para criar esse modelo 2016, mas a motocicleta deve ganhar melhor desempenho depois dessas atualizações. Participaram também do projeto, os pilotos Tom Sykes e Jonathan Rea, que auxiliaram no projeto para deixar a Ninja mais competitiva e potente desde a sua criação.

Como era de se esperar, a nova Ninja será um dos modelos mais aguardados para os próximos salões de motocicletas, e talvez até dos que incluem veículos de quatro rodas. Especula-se que ela deve aparecer para o público no Salão de Milão, na Itália.

Informações adicionais, como valor de entrada e configurações mecânicas (como potência, cilindradas, bloco de motor) ainda não foram divulgadas. Também ainda não se sabe em quais mercados a Ninja ZX-10R 2016 será comercializada, nem se o Brasil está nessa lista.

Porém, se for seguir as configurações mecânicas do modelo atual, obviamente podemos esperar uma motocicleta com uma superpotência, capaz inclusive de superar os carros de rua mais velozes do mundo.  

Por Felipe Villares

Teaser Kawasaki Ninja ZX-10R 2016

Foto: Divulgação


Modelo chegará às concessionárias em julho com preço inicial de R$ 17.990 e terá 2 versões: standard e ABS.

No dia 11 de junho a Kawasaki anunciou uma das novidades mais aguardadas deste ano: o preço da Z300. A notícia é esperada desde abril, quando o modelo Z300 foi anunciada junto com outra 4 novidades que incluiam a Ninja H2 e a Vulcan S.

O modelo chegará às concessionárias em julho e terá preço inicial de R$ 17.990. Esse valor, no entanto, não inclui o frete até a residência do comprador ou o seguro da moto.  O novo modelo contará com duas versões: standard e ABS. As cores disponíveis para a versão sem  ABS são verde, cinza ou laranja, O modelo com ABS disponível será o topo de linha e tem preço sugerido de R$ 19.990. O modelo completo porém continuará somente com a opção da tradicional cor verde.

A motocicleta tem a mesma base da esportiva Ninja 300, sem a carenagem. O modelo conta também com inspiração baseada no visual do modelo Z800. O modelo Z300 vem com um estilo visual mais agressivo, conhecido como Naked e é mais apropriada para o dia a dia.

O motor da nova Z300 é o mesmo do modelo Ninja 300, bicilíndrico que rende cerca de 39 cavalos de potência a 11.000 rpm e incríveis 2,8 kgfm de torque a 10.000 rpm. Outras atrações do modelo serão o câmbio de seis velocidades e o quadro em estilo Diamond, em aço.

Se você quer uma motocicleta veloz, com um design arrojado e com boa funcionalidade para seu dia a dia, o modelo Z300 é o indicado para você. A Kawasaki acredita que em breve esse novo modelo tome o lugar da Ninja 300 como seu modelo líder de vendas. No ano de 2014 foram vendidas cerca de 2.478 unidades do modelo Ninja 300 no Brasil. A fabricante está bem otimista com as novas funcionalidades do modelo Z300 e os consumidores esperam ansiosos pela sua chegada ao mercado.

Por Patrícia Generoso

Kawasaki Z300

Kawasaki Z300

Kawasaki Z300

Fotos: Divulgação


Confira as características da nova moto

Após ter sido revelada no Salão de Milão no ano de 2014, os amantes das motocicletas agora podem deixar a expectativa de lado, pois a nova Kawasaki Ninja modelo H2 desembarcará no Brasil no mês de junho. Esta motocicleta foi desenvolvida com um estilo futurista e para dar um ar de beleza e elegância nesse modelo a Kawasaki optou por utilizar uma pintura na cor prata, a qual ainda conta com um efeito reflexivo.

Para quem gosta de potência e velocidade essa motocicleta também não deixou a desejar nesse quesito, haja vista que ela foi equipada com um motor de quatro cilindros, o qual é capaz de produzir uma potência de nada mais nada menos do que 210 cilindradas, o que junto com um câmbio de seis velocidades e que dispensa o uso de embreagem, por causa da ajuda de um quick-shifter, essa é uma motocicleta que foi retirada das pistas e adaptada ao uso convencional. Esse motor citado é o mesmo modelo de motor que foi utilizado na moto de corrida voltada para competições a Ninja H2R, porém ele teve que ter a sua potência reduzida, porque neste modelo de corrida a potência do motor é de 998cv.

Porém, toda essa potência teve quer ser aliada a itens de segurança para que a motocicleta seja segura e confiável para que a estiver pilotando, logo a montadora inseriu de série itens importantes, tais como, freios ABS, controle eletrônico de tração, bem como um sistema inovador, que nunca foi utilizado pela Kawasaki, trata-se de uma balança do tipo monobraço.

Contudo, se você se animou e gostou dessa novidade, o grande fator desanimador é o valor no qual esta motocicleta será comercializada aqui no país, uma vez que o valor será de R$ 120 mil, valor este que para se investir em uma motocicleta é muito alto, a não ser para quem realmente for apaixonado por motocicletas de luxo e tiver dinheiro disponível para tal investimento. Em princípio, sabendo que talvez a demanda por aqui seja baixa a Kawasaki já divulgou que inicialmente só irá trazer para o país 28 unidades para iniciar a comercialização.   

Por Adriano Oliveira

Kawasaki Ninja H2

Kawasaki Ninja H2

Fotos: Divulgação


A montadora japonesa Kawasaki confirmou que venderá no Brasil o modelo Ninja H2 que é sucesso de vendas no exterior. A empresa que não revelou a data de lançamento e o preço do veículo, afirmou em nota que o veículo deverá ser vendido "em breve" em território nacional.

O modelo possui base na versão H2R, motocicleta projetada para pista que possui 300 cavalos de potência. O coração do modelo é composto por um motor de quatro cilindros, com 998 cilindradas, que geram impressionantes 200 cavalos de potência. O motor possui câmbio de seis velocidades, e conta com a tecnologia quick shifter, sendo possível realizar a troca de velocidade sem utilizar a embreagem. Quanto ao peso, o modelo possui 238 kg sem contar o tanque de gasolina e fluidos utilizados. Seu tanque tem capacidade para acomodar 17 litros de gasolina.

O design é inovador e robusto. O material prata é utilizado para causar um efeito refletivo nas carenagens, dando a impressão que se está olhando para um espelho. A motocicleta de luxo possui tecnologia de controle de tração e freios ABS, que garante ao motociclista maior estabilidade e segurança nas pistas. Além disso, o modelo conta com suspensão monobraço, o sistema de suspensão é utilizado para ganhar desempenho e garantir o máximo de contato entre a roda e o terreno. A inspiração para a Ninja H2 teve grande influência no passado da empresa. A motocicleta Mach IV, contava com motor de 2 tempos e possuía 750 cv de potência, também era chamada de H2. Ambos os modelos contam com uma grande taxa de aceleração e potência. O símbolo utilizado na motocicleta foi utilizado pelo fundador da empresa na fabricação de seus primeiros navios. A inspiração para a Ninja H2 teve grande influência no passado da empresa. A motocicleta Mach IV, contava com motor de 2 tempos e possuía 750 cv de potência, também era chamada de H2.

A empresa, que não revelou a data de lançamento e o preço do veículo, afirmou em nota que o veículo deverá ser vendido "em breve" em território nacional.

Por Wendel George Peripato

Kawasaki Ninja H2

Kawasaki Ninja H2

Fotos: Divulgação


A Comet 650R, da Kasinski, é moto ideal para quem gosta de pilotar modelos do tipo esportivo. Ela tem um desing moderno,é de alata cilindrada e bastante agradável, super confortável de controlar.  As traseiras com Leds e os  89,6 cv de potência que ela oferece são pontos muito interessantes e que tornam essa moto ainda mais fascinante.

O preço,por sua vez, procura ser competitivo de acordo com seu segmento,com sua linha  de atuação em termos de mercado e público consumidor.  Seus preços, portanto, variam entre R$ 24.300  e R$ 24.800, dependendo da pintura e do modelo escolhidopelo cliente.

Ela pesa 198 kg e tem  motor de V2 de 650 cm³ roletado.Suas características são, sem nenhuma dúvida,muito boas para quem ainda é iniante em pilotar máquinas, motos esportivas. No mais, no que diz respeito as cores, a Comet 650R possui as seguintes opções nesse sentido: vermelha, preta, branca e preta ou vermelha e preta.  

Seja como for,para não esquecer de informar o leitor sobre ospontos negativos dessa moto,o fato é que elapeca por não ter sistema de freios ABS como algumas rivais.  No entanto, numa visão geral, ela passa no teste.

Por Madson Lima de Oliveira


Acaba de estrear na Alemanha, mais precisamente no Salão de Colônia, realizado no início de outubro, a nova moto da Kawasaki. Trata-se do modelo Z800, que na verdade se configura como uma versão atualizada da Kawasaki Z750.

Segundo informações da montadora, a antiga versão foi completamente reformulada, havendo mudanças tanto no visual, quanto na parte mecânica. Em termos de estética, a moto teve alterações no chassi e nos faróis, entretanto, o design se manteve com a mesma essência moderna. Em relação à motorização, a nova versão agora conta com uma potência maior, pois o propulsor de 4 cilindros passou a ter 148 cilindradas.

Mesmo sendo uma grande novidade para o mercado, a Z800 deve seguir caminhos parecidos aos percorridos pela Ninja 300, também da Kawasaki. Assim como o lançamento, a Ninja 300 foi toda incrementada no que diz respeito ao motor e suas cilindradas, recebendo em consequência disso o aumento das cilindradas e da potência.

Conforme a Assessoria de Imprensa da marca, os preços de comercialização permanecerão em sigilo até o lançamento nas concessionárias, além disso, não há previsão de estreia no Brasil.

Por Larissa Mendes de Oliveira


A Kawasaki recentemente fez uma apresentação em São Paulo de dois novos modelos de motos que farão parte de sua linha de 2013. Os modelos foram batizados de Naked ER-6n e Sport Touring ZX-14R e trazem uma mecânica e um visual totalmente renovados.

A ER-6n foi vista pela primeira vez no Salão de Milão e está disponível desde junho no Brasil, nas cores preta e na tradicional verde da Kawasaki. Os preços sugeridos para este modelo são de R$ 25.990 para a versão Standard e R$ 28.880 para o modelo que vem equipado com freios ABS.

Já a ZX-14R finalmente chegará ao mercado nacional após ter feito grande sucesso no exterior. Mesmo possuindo uma nomenclatura bem parecida com a sua antecessora, a nova versão foi totalmente renovada e promete continuar competindo com a Suzuki GSX-R 1300 Hayabusa, para ver quem leva o título de moto de série mais rápida.

A ZX-14R será fabricada em Manaus e terá duas versões disponíveis com preços diferentes. O modelo sem freios ABS será comercializado por R$ 56.900 somente na cor preta e a versão com freios ABS será vendida por R$ 60.990 apenas na cor verde.


Transitar por ruas e estradas brasileiras é basicamente um desafio em horários de pico. A quantidade de carros, motos, caminhões e ônibus têm tornado a vivência nos grandes centros urbanos e até em cidades do interior cada vez mais difícil. Os governos estaduais e federais procuram se valer de obras viárias para sanar os principais problemas.

Os motoqueiros, porém, levam vantagem nessa questão. Aquelas famosas corridas entre os carros ganha um novo motivador, e embora essa recorrência (andar pelos corredores) não seja lá muito aceita, não existem meios eficazes de coibição. Visando o mercado brasileiro, a Kawasaki lança o modelo Ninja 650R.

A motocicleta possui motor bicilíndrico capaz de desenvolver 649 cavalos de potência (quatro tempos), bem como injeção eletrônica e refrigeração líquida.

A versão com dispositivo ABS sai por R$ 30.650, enquanto o modelo sem esse equipamento fica em R$ 28.400. Ambos os valores incluem frete para São Paulo e Rio de Janeiro.

Por Luiz Felipe T. Erdei


O mercado brasileiro de motos vai receber em breve mais uma novidade: trata-se da mais nova versão do modelo Ninja da Kawasaki.

A Ninja 2011 apresenta um visual que passa longe daquele das versões passadas e vem com inovações no sistema de controle de tração. Outra novidade fica a cargo do recurso S-KTRC, que confere potência de 201 cavalos à moto, e faz com que a motocicleta otimize a sua capacidade de acordo com o tipo de pilotagem que pode ser urbano, esportivo e piso molhado.

A versão 2011 da moto chama-se ZX-10R e tem previsão para aportar por aqui a partir do dia 15 de abril e vai ser comercializada por R$ 59.990. O preço não é baixo, mas a fabricante garantiu que o valor é mesmo para o modelo brasileiro e o japonês.

A princípio a moto está sendo trazida direto do Japão, mas a montadora afirmou que o preço da moto permanecerá o mesmo quando ela passar a ser fabricada em solo brasileiro, prevista para o segundo semestre deste ano.

Por Andrea Gomes

Fonte: G1


Você que está de olho na moto Ninja ZK-10R versão 2010, da Kawasaki, pode aproveitar o bom desconto oferecido pela fabricante para quem adquirir o modelo até o dia 31 de março ou enquanto ainda tiver unidades em estoque (o que vier primeiro). O preço original, R$ 58.880, foi reduzido para R$ 52.990.

A superesportiva, que tem um design bastante arrojado, é produzida com base nas pistas de corrida, mas adaptada para ruas e estradas. O motor de 4 cilindros e 998 cc pode atingir 188 cv de potência ou ainda 200 cv, se utilizado o sistema RAM Air (indução direta do ar). O câmbio manual tem 6 marchas.

Para garantir o conforto durante a pilotagem, a ZK-10R tem um sistema de suspensão exclusivo, além de freios com disco duplo na dianteira e simples na traseira. A Ninja pode ser encontrada nas cores Lime Green ou Metallic Spark Black.

Por André Gonçalves


A Kawasaki Naked Z750, que já havia conquistado os brasileiros devido ao seu visual esportivo, agora será montada no Brasil e trará freios ABS de fábrica. Esta moto possui um motor de 4 cilindros (750 cm³), tem peso de aproximadamente 200kg e gera 106 cv de potência.

Preço? Cerca de R$ 37 mil. A versão tradicional (sem ABS) custa perto de R$ 34 mil.

Porém, para quem paga R$ 34 mil na normal, e pensando na segurança que o ABS proporciona, é bem interessante desembolsar R$ 3 mil a mais para se proteger.





CONTINUE NAVEGANDO: