Honda CB 650R 2019 – Características, Especificações




De forma bem simples e compacta, os detalhes futurísticos foram aumentando ainda mais o charme do modelo.

Desenvolvida para substituir a robusta e marcante Honda CB 650F, lançada do Salão de Motos de Milão, a nova CB 650R 2019 veio com tudo exibindo um novo conceito para a linha Neo Sport Café. A marca tirou proveito do fato de que os olhares de todos estavam distraídos, fixados ao Intermot na Colônia, para complementar a família de nakeds que abusam do estilo neoclássico. A moto chegou com mais potência e chamou atenção com seus quatro cilindros para o EICMA 2019, mesmo com a concentração voltada para o Intermot, a moto certamente evidencia que contém as características principais para ser substituta da CB 650F.

Durante o mês de outubro do ano de 2017, a Honda inseriu o novo visual Neo Sport Café (NSC) em suas motocicletas, comercializadas internacionalmente nos modelos CB 1000R, CB 300R, CB 650F e CB 125R NSC, chegou a hora de atualizar a lista e trocar a 650F pela 650R, que une o estilo retrô ao moderno.


O design foi pensado de forma que aqueles que veem a moto possam voltar aos anos 60, pois alguns traços de seu visual foram tirados de uma das Honras dessa época. De forma bem simples e compacta, os detalhes futurísticos foram aumentando ainda mais o charme do modelo como, por exemplo, a luz de LED única no respectivo conjunto ótico dianteiro. Uma das características pertencentes ao modelo dos anos 60 é basicamente o formato do farol redondo, ficando um tanto mais agressivo que a antiga versão. A silhueta carrega um aspecto arredondado e mais suave que o usual para combinar com o formato do foral frontal, também se apresenta ligeiramente com menos carenagens.

A nova naked passa a mesma impressão da CB 1000R devido às suas semelhanças, como o painel LCD da Sharp que vem com indicador de troca de marcha e de direção junto ao chamado Peak Hold, fornecendo dados para o pico de rotações do motor, além de outras informações úteis; lanternas, saídas de escapamento e motor explícitos com direito a faróis em sua composição e as duas ainda carregam consigo o mínimo possível de carenagens. Ainda não foi a público os detalhes técnicos, mas ao se basear na moto que será substituída e em fotos que surgiram, é possível ter uma base e especular algumas modificações que iriam inovar. Dentre as diferenças estipuladas estão os discos de freio, a suspensão frontal, que pode ser vista como invertida, deixando a aparência com uma leve modificação na estrutura principal do chassi e menos parecida com o formato de pétala (pelo menos nesse conceito), novo escapamento, dupla ponteira de escapamento. As únicas coisas que permanecem sem alterações são as quatro portas e o motor.

A ideia da Honda em substituir a 650F pela 650R surgiu da vontade de tornar a sua linha de nakeds mais esportiva, isso é claramente evidenciado ao investigar o motivo pelo qual mudou o “F” pelo “R”, que está no significado da letra. A consoante “F” representa a palavra “fun”, que ao traduzir do inglês quer dizer “diversão”, enquanto a letra “R” significa “Racing”, uma palavra também de origem inglês cuja definição é “corrida”, se referindo a não somente a uma estratégia de vendas, mas também estabelecendo um aspecto de velocidade. Obviamente, a marca quis deixar claro até no nome escolhido que é hora das esportivas ganharem espaço na linha naked, dando um aumento de potência durante os ajustes realizados no motor e adicionando uma posição mais agressiva na posição de pilotagem ocasionada pelo guidão cônico de 21,9 polegadas ter sido deslocado 12,7 cm para frente e 0,7 cm para baixo. Para equilibrar a mudança, o apoio dos pés foi alterado, retrocedendo a pedaleira aproximada em 3,3 c, proporcionando uma experiência de pilotagem mais aventureira para os fanáticos em potência.


Por Fabio Santos

Honda CB 65R 2019

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *