Ducati Diavel 1260 S 2020 – Análise da Moto





Modelo se destaca pelo conforto de custom e desempenho de esportiva.

Com novo visual e uma proposta diferente, a Ducati Diavel 1260, possui o desempenho de uma naked esportiva, que surpreendeu muita gente desde o seu lançamento em 2011. Com uma nova geração que deve chegar ao Brasil, com um novo motor, com capacidade maior, e alterações ciclísticas melhoradas ergonomicamente, a versão S deve ser vendida por R$ 94.900,00.

Preço bem alto

Com um preço bem imponente, a custom tem desempenho de esportiva e a posição de pilotagem deixa o corpo mais relaxado, como em uma naked, que agora possui motor esportivo de marca italiana. O motor é o mesmo que equipa a Monster 1200, com dois cilindros em L, arrefecimento líquido, 9.500 rpm, propulsor de 162 CV e 1262 cm³, além do torque de 13,6 kgfm.




O destaque ainda fica com as válvulas que são variáveis, que melhoram ainda mais o torque, principalmente em baixo regimes, sem prejudicar os altos giros. Tudo isso vale o preço? O investimento foi alto para melhorar a performance da Ducati Diavel 1260 e cabe a cada um avaliar de acordo com a necessidade.

Pacotes eletrônicos

O novo modelo da Ducati também possui pacote eletrônico dos mais modernos do mercado, com controle de tração, sistema anti derrapagem, três modos diferentes de pilotagem, freios ABS e tudo mais que tiver direito.


Todo esse controle é feito de modo fácil, assim como o motor, que se dá muito bem com o Power cruiser. As acelerações podem ser vigorosas, em casos de fazer o piloto ter q se segurar firme no guidão, e tomar cuidado para rodar em velocidades mais altas.

Para quem gosta de acelerar na saída, deve tomar cuidado com o tranco, mas para trocar de marchas no câmbio, que possui seis velocidades, não é necessário usar a embreagem, já que o modelo possui quick-shift. A aceleração lembra muito uma moto superesportiva, por ter um controle de largada semelhante a drag bike.

Desempenho

O bom desempenho da Ducati Diavel 1260, é o que faz valer o seu preço, apesar de ter um consumo de combustível muito alto, o computador de bordo da motocicleta indica que o desempenho beira os 16 km/litro. Além disso, é válido ressaltar que o painel é completo e possui tela colorida de TFT, que pode dificultar a leitura em dias muito ensolarados.

Conforto

Em cerca de mais de 100 km de avaliação, a Ducati Diavel 1260 mostra todo seu lado custom de ser. O assento é mais baixo, o que deixa a pilotagem mais confortável, o punho esquerdo possui o Cruise Control (piloto automático) que pode ser um bom companheiro para viagens.

A garupa da moto deixa as pernas bem flexionadas e isso serve como apoio, que costuma variar em modelos da Ducati, podendo inclusive ser vendidos a parte alguns acessórios para deixar essa região mais confortável. Além das malas laterais e até o para brisa para desviar o vento.

Perfil

Embora essa seja uma moto mais longa, medindo aí seus 1,6 m de distância entre os eixos, a Ducati Diavel 1260 é muito mais reta do que outros modelos dessa categoria. Também passou por uma redução de ângulo, que deixou a motocicleta bem mais ágil para mudar de direção. O pneu, apesar de ter 240 mm de largura, nem aparenta ser tão largo, já que a facilidade em mudar de direção é fácil em ziguezague.

Sem concorrentes diretos, algumas apostas são feitas no mercado, para competir com a Ducati Diavel 1260, mas sem muita expectativa de sucesso. No Brasil a antecessora teve grande repercussão e nada menos é esperado desse novo modelo. A única bola fora desse lançamento ainda é o preço, que pode chegar aos R$ 94.900,00, contando ainda com uma manutenção ainda mais cara.

Por Susan NogArt

Compartilhar:


Quer deixar um comentário?

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios estão marcados *