Disputa entre Yamaha Lander 250 vs Honda XRE 300



Em virtude da pandemia do novo coronavírus, muitos setores sofreram com o decréscimo nas vendas. Entretanto, esse último trimestre de 2020 parece ensaiar passos em busca da reestruturação econômica.

Com a proximidade do fim do ano, muitos sujeitos economizaram ou estão planejando adquirir novos produtos, o que pode contribuir para a superação da crise global. Os setores estão adotando novas estratégias para trazer os clientes de volta aos seus estabelecimentos ou consumir/comprar produtos de suas marcas.



Um desses mercados é o de motocicletas, que é um meio de transporte que parece atrair muito gente. Os grandes centros urbanos costumam sofrer com inúmeros engarrafamentos, além de, oferecer transporte público de má qualidade. Por isso, muita gente acaba preferindo alternativas mais viáveis para minimizar essas problemáticas.

Nesse sentido, a escolha por motos parece ser uma delas, por ser menor, se comparada a um carro, possui maior facilidade de deslocamento e também gasta menos combustível.



Além disso, muitos sujeitos são apaixonados por motocicletas, existem diversos grupos que realizam trilhas e até viagens para outros países no transporte. Relatando que preferem a facilidade que a moto proporciona, além disso o valor para adquirir a motocicleta é menor, como também o custo para mantê-la, realizar sua manutenção e menor consumo de combustível, e outra grande vantagem é a maior facilidade para estacionar, considerando o seu tamanho.

Também é mais vantajosa quanto a revenda, pois é um transporte que não costuma sofrer desvalorização tão rápido, justamente por possuir itens mais vantajosos como os já citados acima. Não se pode esquecer ainda, que a moto oferece menores índices de poluição, e tem custo menor nos pedágios.

Leia também:  Setor de motos apresenta crescimento nas vendas em novembro

Com isso, ao que tudo indica o mercado de motocicletas segue aquecido no Brasil. De acordo com dados da Federação Nacional da distribuição de veículos automotores (FENABRAVE), que analisou os números de emplacamentos do último mês de setembro e divulgou dados entre duas motos de marcas concorrentes diretas que são a Yamaha e a Honda.

O modelo Yamaha Lander 250, alcançou em setembro cerca de 1.506 emplacamentos, contra 811 unidades da Honda XRE 300, que é sua concorrente direta. Além disso, os dados afirmam que o modelo da Yamaha superou em números de emplacamentos os dois modelos somados há Honda, que são a Honda XRE 300 e XRE 190.

Alguns fatores que podem indicar essa preferência dos consumidores é o preço mais baixo do modelo da Yamaha, se comparado ao da Honda. A moto custa R$ 18.690,00 mil reais. Além disso, o modelo também possui fama de resistente e econômica.

A Yamaha lançou nesse ano o modelo 2021 da Lander 250, que tem como destaque a cor bege nomeada de “Dakar areia”. A expectativa é de que o modelo alcance o topo de vendas.

Outro importante fator comparativo entre os dois modelos de motocicletas é a garantia. O modelo da Yamaha conta com 4 anos de garantia, enquanto que a Honda XRE 300 promete 3 anos.

O modelo da Yamaha traz em sua composição o conceito de movimento dinâmico, possuindo um tanque imponente, além de dianteira marcante e motor e suspensão dianteira que são na cor preta. Além disso, a moto possui um assento amplo e confortável, proporcionando ao condutor e seu passageiro maior tranquilidade e conforto. Por ter o guidão mais alto, o modelo proporciona ao condutor uma viagem mais relaxada, e isso funciona em qualquer tipo de terreno, seja eles, em pista ou estradas de terras.

Leia também:  Yamaha YZF-R1 2013 - Novidades e Preço

Os modelos da Yamanha e da Honda aparecem como principais referências para quem quer adquirir uma motocicleta de qualidade. Para os amantes de aventura essas motos são ideais para pegar a estrada e se divertir em trilha com os amigos e familiares.

Valdeilma Freitas

Outros Conteúdos Interessantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *