Honda Biz 2022 – Lançamento, Características


A nova Honda Biz 125 2022 está aportando no mercado internacional e está disponível em variadas cores e grafismos, apresentando a mesma e eficiente robustez, a versatilidade padrão e bom desempenho econômico.

Novidade na praça automotiva está chamando a atenção dos consumidores no mercado de motos.


Os representantes da multinacional Honda estão estreando a série Biz 125, edição 2022. Trata-se de um misto de scooter e moto, que está aportando no mercado internacional e está disponível em variadas cores e grafismos, apresentando a mesma e eficiente robustez, a versatilidade padrão e bom desempenho econômico, sendo esses traços que consagraram o veículo no mercado mundial de duas rodas desde o final da década de 1990. Esta é uma das motos mais bem-sucedidas, nesse segmento, o todo o planeta, substituindo a anterior Honda Dream 100.


Segundo es especialistas que avaliam o modelo em estreia, a série Biz constitui o páreo dois em termos de motos diminutas adaptadas para o perímetro urbano, por conta de sua estrutura mesclada, como foi citado acima, embora seja mais scooter.


Destaques:

Esta minimoto é não apenas elegante e prática, mas, muito fácil de pilotar, mesmo para as pessoas que nunca subiram ne em uma garupa (não pilote sem CNH). Trata-se de uma das mais preferidas entre os jovens e, sobretudo, entre as mulheres, devido à facilidade de pilotar, de lidar com a sua estrutura (mais leve), mais confortável e mais elegante, por assim dizer, delicada; apresenta um quadro mais rebaixado e a capa frontal protetora foi redesenhada, não fugindo no contorno clássico, mas, um pouco mais ampla.


Por ser um moto de menor porte, e própria para as ruas das cidades, as rodas possuem as seguintes dimensões: aro raio 17 polegadas na frente e aro raio 14 polegadas na roda traseira. Está preparada para até dois ocupantes, com folga de conforto, na garupa, bem como espaço para acondicionar os capacetes.

Assim como os demais modelos atuais, está munida de painel digital; de alça retrátil para pendurar sacolas de compras; entrada de fonte em 12V para recarga de smartphones. São duas versões: motor de 110 cm³ e de 125 cm³. O sistema de câmbio é semiautomático em quatro marchas.

O esquema de pedais é, como sempre, desprovido da embreagem, permitindo a redução de velocidade da quarta para a primeira apenas mantendo o pé pressionado gradativamente o pedal, recuando gradativamente, também. Outro detalhe: o sistema de freios é o padrão de todas as motocicletas comercializadas no Brasil, ou seja, o sistema de freios combinados tipo CBS, garantindo maior precisão e segurança na direção.

Destaques nos motores:

Ambos estão munidos de injeção eletrônica que garantem maior economia no consumo, superando o período dos carburadores, a partir de um novo tanque com capacidade de 5,1 litros, suficiente para manter a melhor autonomia urbana da scooter mista.

Na parte traseira o veículo conta com a presença de alças em liga leve, voltadas ao conforto e segurança do passageiro, bem como o já citado espalho sob a garupa, para os capacetes. A bateria de ferramentas opera de modo a estender a relação coroa-corrente-pinhão.

A série está munida de rodas raiadas na versão Biz 110i; de liga leve para a Biz 125. Ambas utilizam modelos de pneus em 60 por 100 M17 na roda dianteira, e de 80 por 100 M14 no aro traseiro. Sistema de freios tipo disco com 220 milímetros na versão 125 e tambor no porte de 130 milímetros na versão 110i. O sistema de freio traseiro é de 110 milímetros para as duas versões.

O detalhe da garupa apresenta pedais para apoio, ligados firmemente ao quadro, mantendo a suspensão de trás em uma balança equilibrada junto à dupla de amortecedores estruturadas em molas ajustáveis. Vale observar, também, o garfo dianteiro telescópico com dois amortecedores.

Por Paulo Henrique dos Santos



Outros Conteúdos Interessantes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.