Confira aqui as novidades e o preço da Vespa 946 Emporio Armani.

Após voltar com as suas vendas em território brasileiro, a Vespa já está com o preço definido para seu novo modelo, a Vespa 946 Emporio Armani.

O novo lançamento da marca já dá início suas vendas com preço começando em R$ 59.830, um preço que permitiria comprar quase dois veículos populares aqui no Brasil.

A nova Vespa é filha de uma parceria que foi realizada entre o grupo Piaggio, o qual é dona da marca de mesmo nome e o estilista Giorgio Armani.

Além de seu preço ser bem alto no Brasil, o valor da scooter chega bem próximo de grandes motos com altas cilindradas, como por exemplo, a BMW R 1200 GS, a qual chega a custa até R$ 63.900.

Vespa 946 Emporio Armani vem com uma nova coloração

O novo Scooter, modelo 946 Emporio Armani, conta com uma coloração especial, que possui tons de cinza com leves toques de verde, sendo visível apenas em certas condições de iluminação.

A motocicleta foi fabricada em uma edição especial da Vespa modelo 946, um modelo que ao mesmo tempo em que reúne alguns elementos clássicos, possui um visual bem futurista.

Na moto Vespa 946 Emporio Armani, foi adotado também um tom mais opaco para as partes metálicas, enquanto na parte lateral do scooter está estampado o nome "Emporio Armani”, em referência a parceria firmada com a marca do estilista.

Na parte que fica logo acima do farol dianteiro, está localizado a famosa águia, que é o logotipo característico da tradicional marca de Giorgio Armani.

Vespa chega novamente ao mercado brasileiro

Fazendo parte do Grupo Piaggio, o scooter Vespa retornou e mais uma vez está em território brasileiro no mês outubro através de uma parceria firmada com um grupo investidor, conhecido como Asset Becley. Já foram iniciadas suas vendas, com os modelos vindos do exterior, porém, a parceria há algum tempo está estudando e já está nos planos da companhia realizar a montagem do scooter, a partir do ano de 2018, na cidade de Manaus, no Amazonas, região norte do Brasil.

FILIPE R SILVA


Alguns aspectos negativos influenciam na escolha de ter ou não um scooter no Brasil.

Ainda que os scooters sejam os modelos de motocicletas mais populares na Europa e estejam cada vez mais em ascensão no Brasil, há algumas desvantagens em se optar por esse tipo de meio de locomoção por aqui. Como já é sabido de todos, as motos, de um modo geral, são mais econômicas e mais velozes com relação aos carros, especialmente no que se refere ao trânsito brasileiro cada dia mais caótico e cansativo. Assim, levando isso em consideração, que aspectos negativos são esses ao se comprar um scooter no Brasil?

O preço inicial para se adquirir esse modelo de moto muitas vezes sai mais alto que algumas motos convencionais e carros seminovos; logo, é importante se pensar em uma boa economia antes de se comprar o scooter.

Diferente de outros países, no Brasil é preciso fazer motoescola para se obter a CNH do tipo A para ser condutor de um scooter. Em outros lugares  do mundo é possível guiar um scooter de até 125 cilindradas com a CNH B para dirigir carros.

Em geral quem tem um scooter no Brasil também tem uma motocicleta convencional e, muitas vezes, incorre no equívoco de usá-las do mesmo jeito. Por exemplo, se na Europa o scooter é útil por conta do trajeto em ruas estreitas e percursos mais curtos e dentro do tráfego das cidades, no Brasil, é possível encontrar esses modelos transitado em vias expressas e nas estradas, de modo que esses veículos menores e com menos velocidade ficam vulneráveis nesse tipo de pistas e acabam congestionando o trânsito dos demais veículos.

Outro ponto é que a falta de uso das pernas para manobras mais corriqueiras, uma vez que se senta na scooter e não se monta, o condutor se vê mais suscetível às irregularidades da rua e menos habilidade com as pernas para equilibrar a moto nessas ocasiões.

No caso de haver necessidade de se realizar viagens periódicas ou se transitar constantemente para caminhos mais longos, o condutor de um scooter deve ficar atento para o fato de que, embora esse modelo seja bem econômico, ele ainda precisa ser abastecido. Muitas vezes seu tanque de combustível é pequeno, de modo que ficar longe de um posto de gasolina não é a melhor opção.

Por Flávia Alves Figueirêdo Souza

Scooter

Foto: Divulgação





CONTINUE NAVEGANDO: