De forma bem simples e compacta, os detalhes futurísticos foram aumentando ainda mais o charme do modelo.

Desenvolvida para substituir a robusta e marcante Honda CB 650F, lançada do Salão de Motos de Milão, a nova CB 650R 2019 veio com tudo exibindo um novo conceito para a linha Neo Sport Café. A marca tirou proveito do fato de que os olhares de todos estavam distraídos, fixados ao Intermot na Colônia, para complementar a família de nakeds que abusam do estilo neoclássico. A moto chegou com mais potência e chamou atenção com seus quatro cilindros para o EICMA 2019, mesmo com a concentração voltada para o Intermot, a moto certamente evidencia que contém as características principais para ser substituta da CB 650F.

Durante o mês de outubro do ano de 2017, a Honda inseriu o novo visual Neo Sport Café (NSC) em suas motocicletas, comercializadas internacionalmente nos modelos CB 1000R, CB 300R, CB 650F e CB 125R NSC, chegou a hora de atualizar a lista e trocar a 650F pela 650R, que une o estilo retrô ao moderno.

O design foi pensado de forma que aqueles que veem a moto possam voltar aos anos 60, pois alguns traços de seu visual foram tirados de uma das Honras dessa época. De forma bem simples e compacta, os detalhes futurísticos foram aumentando ainda mais o charme do modelo como, por exemplo, a luz de LED única no respectivo conjunto ótico dianteiro. Uma das características pertencentes ao modelo dos anos 60 é basicamente o formato do farol redondo, ficando um tanto mais agressivo que a antiga versão. A silhueta carrega um aspecto arredondado e mais suave que o usual para combinar com o formato do foral frontal, também se apresenta ligeiramente com menos carenagens.

A nova naked passa a mesma impressão da CB 1000R devido às suas semelhanças, como o painel LCD da Sharp que vem com indicador de troca de marcha e de direção junto ao chamado Peak Hold, fornecendo dados para o pico de rotações do motor, além de outras informações úteis; lanternas, saídas de escapamento e motor explícitos com direito a faróis em sua composição e as duas ainda carregam consigo o mínimo possível de carenagens. Ainda não foi a público os detalhes técnicos, mas ao se basear na moto que será substituída e em fotos que surgiram, é possível ter uma base e especular algumas modificações que iriam inovar. Dentre as diferenças estipuladas estão os discos de freio, a suspensão frontal, que pode ser vista como invertida, deixando a aparência com uma leve modificação na estrutura principal do chassi e menos parecida com o formato de pétala (pelo menos nesse conceito), novo escapamento, dupla ponteira de escapamento. As únicas coisas que permanecem sem alterações são as quatro portas e o motor.

A ideia da Honda em substituir a 650F pela 650R surgiu da vontade de tornar a sua linha de nakeds mais esportiva, isso é claramente evidenciado ao investigar o motivo pelo qual mudou o “F” pelo “R”, que está no significado da letra. A consoante “F” representa a palavra “fun”, que ao traduzir do inglês quer dizer “diversão”, enquanto a letra “R” significa “Racing”, uma palavra também de origem inglês cuja definição é “corrida”, se referindo a não somente a uma estratégia de vendas, mas também estabelecendo um aspecto de velocidade. Obviamente, a marca quis deixar claro até no nome escolhido que é hora das esportivas ganharem espaço na linha naked, dando um aumento de potência durante os ajustes realizados no motor e adicionando uma posição mais agressiva na posição de pilotagem ocasionada pelo guidão cônico de 21,9 polegadas ter sido deslocado 12,7 cm para frente e 0,7 cm para baixo. Para equilibrar a mudança, o apoio dos pés foi alterado, retrocedendo a pedaleira aproximada em 3,3 c, proporcionando uma experiência de pilotagem mais aventureira para os fanáticos em potência.

Por Fabio Santos

Honda CB 65R 2019


Nova Dafra Apache RTR 200 2019 está programada para ser lançada no Brasil em breve.

A Dafra Apache RTR 200 2019 foi confirmada ainda em dezembro para chegar ao Brasil. Ela é um modelo que foi pensado e feito para atender a um público específico da montadora Dafra, se você já admirava os modelos anteriores com certeza irá amar as novidades que este lançamento tem a oferecer.

Pontuamos para você diversas informações sobre a Dafra Apache RTR 200. Acompanhe e fique por dentro das novidades!

O modelo já havia sido visto pelas ruas de São Paulo em test drive no meio do ano passado e já estava dando indícios de que logo ela iria substituir a versão anterior, a Apache 150.

O lançamento foi produzido em parceria com a montadora indiana TVS, a mesma montadora a qual se juntou com a BMW fabricar a sua primeira naked – BMW G 310R, e sua primeira trail – G 310GS, de baixa cilindrada.

A nova Apache RTR 200 tem um design bem moderno e um acabamento Premium, ela vem com uma opção de Street para um grupo bem específico explorado pela Dafra, o de 200CC.

Ela traz a evolução da versão anterior Apache 150, que teve 34.565 modelos produzidos no Brasil entre 2010 e 2014, ela foi desenvolvida na Índia, onde hoje existem outras versões, a de 160 e 180cc produzidas pela TVS.

Visualmente, a nova Apache RTR 200 não fica atrás em praticamente nada, ela têm linhas bem anguladas, carenagens agressivas e uma perfeita combinação nas cores, falando em cores em 2018 podemos conferir no Salão Duas Rodas o modelo na cor vermelho fosco, a qual ficou bem sofisticada, as outras cores ficaram em branco e preto brilhante.

Quanto a estilo, o que chamou bastante atenção foi o tanque de combustível da nova Apache RTR 200 por nos enganar a primeira vista por parecer não possuir carenagem acoplada a si, sendo assim uma peça inteira com um desenho agressivo.

A tampa do tanque, em um estilo aviação, é algo que também chama bastante atenção, pois ao invés de ser centralizada ela fica posicionada do lado direito, o que facilita na hora do abastecimento.

Para completar essa pegada agressiva, vem o banco bipartido, com entradas de ar na rabeta nos fazendo lembrar da nova Fazer 250, e o suporte de mão do garupa e o spoiler abaixo do motor.

A única coisa a qual destoou do visual foi o grande farol dianteiro.

Em seu motor tem um monocilíndrico de quatro válvulas, com injeção eletrônica e 197,7cc. Esse propulsor pode gerar uma potência máxima de 21,02cv a 8500 RPM e torque de 1,85kgf.m aos 6500 giros.

A fabricante TVS apostou no excelente custo e benefício do modelo e se tem informações que a RTR 200 faz de 0 a 60 km/hm em 3,9 segundos.

Tendo ainda uma velocidade final apontada pela TVS de 129 km/h, mas existem testes que mostram que ela chega a alcançar bem mais que isso, chegando às marcas de 149 km/h de velocidade final.

Entre as especificações técnicas o lançamento da Dafra Apache RTR 200 vem com freios a discos nas duas rodas, sendo 240 mm na traseira e 270 mm na dianteira, em conjunto ao sistema FH-CBS de frenagem combinada.

Nas suas suspensões vem com garfo telescópico com 117 mm de curso na dianteira e suspensão traseira monoamortecida com sete posições de regulagem e 105 mm de curso além das rodas são de liga – leve com 17 polegadas e equipam pneus Pirelli City Demon.

Sem contar que o câmbio é de cinco velocidades e seu tanque vem com capacidade para 12 litros de combustível e seu peso total é de 139 kg.

A previsão de chegada da nova Apache RTR 200 às concessionárias brasileiras ainda não foi confirmada, porém a própria Dafra disse que a previsão é que o modelo chegue às lojas no mês de Abril, trazendo a novidade para seus clientes ainda no primeiro semestre de 2019.

O preço da RTR 200 a ser comercializada no Brasil ainda foi divulgado, mas na Índia, uma das versões de 200cc já é comercializada pelo valor mais ou menos de R$4.800,00 em uma conversão direta de Rúpias Indianas (INR) para o Real (BRL).

Por Karla da Silva

Dafra Apache RTR 200 2019


Novo modelo deve chegar ao Brasil em 2019.

Foi apresentado pela montadora italiana Ducati no Salão de Motos de Milão (EICMA) em 2018 o seu lançamento: a nova Panigale V4 R 2019, o modelo veio totalmente reformulado e mais tecnológica, inspirada na MotoGP, como as tão queridas asas dianteiras, além disso tudo temo o motor novo e ainda mais potente.

A Ducati deixou claro que suas novas "asas" vieram para melhorar a eficiência aerodinâmica, pois foram feitas de fibras de carbono aumentando a estabilidade durante seu percurso reduzindo assim as dependências dos comandos eletrônicos de controle.

Seu motor é totalmente novo no modelo Ducati Panigale V4. Irá sair o motor V4 de 1103 cm³ e entrará o V4 de 998 cm³. Essa troca foi feita devido ao seu novo limite cúbico que foi estabelecido para o mundial de superbike WORLDSBK, para 2019.

Porém, apesar disso, a Ducati aumentou as rotações máximas e trouxe diversas outras melhorias como aumentar a potência para (224 cv) 15.250 RPM. Se for utilizado o escapamento de competição da Akrapovič, a potência irá salta para (237 cv) 15.500 RPM. Com este feito a Ducati Panigale V4 é a moto de produção com mais potência na história da Ducati.

Assim como as demais superbikes modernas, a Panigale V4 está trazendo uma tecnologia de última geração isso pelo seu potencial do sensor de medição inercial – IMU da Bosch de seis eixos, o pacote eletrônico da nova superesportiva está trazendo alguns recursos nunca vistos antes que definem novos padrões de segurança ativa e também de controle de veículos em todas as situações de condução Além de trazer a inédita derrapagem controlada durante a frenagem (ABS Cornering) apenas na roda dianteira e um Quickshift Up & Down que irá levar em conta o ângulo de inclinação da moto.

Todos esses controles foram desenvolvidos na pista junto aos pilotos oficiais e de teste da Ducati.

Tendo assim um novo motor e novos componentes internos, o peso reduziu em 2 kg se for comparado com a V4 S. Em questão de ordem de marcha, a V4 R tem um peso de apenas 193 kg, este motor V4 herda a arquitetura de quatro cilindros em V dispostos a 90° e também o diâmetro de (81 mm) dos pistões da moto de corrida.

Mas ele ganhou um curso maior (53,5 mm) o que melhora o torque em baixos e médios giros, tendo assim sua rotação máxima reduzida de uma forma que tornou a potência mais domável.

O lançamento da Ducati já chegou às lojas europeias substituindo a antiga Panigale 1299 com motor de dois cilindros, ela foi criada sobre as mesmas filosofias a qual foi utilizado pelos engenheiros italianos para assim poder desenvolver as motos de competição, a Panigale V4 foi inspirada e veio quase como um protótipo da MotoGP, porém sendo construído para oferecer um excelente desempenho na pista e uma pilotagem bem prazerosa tanto em ruas quanto em estradas.

A Panigale V4 tem suas primeiras unidades já sendo entregues nas concessionárias europeias. Sua versão de entrada tem preço sugerido de (22.590 euros -R$ 90.000).

A Ducati foi questionada sobre quando irá lançar o modelo no Brasil e então ela afirmou que a nova superesportiva de 214 cv irá chegar ao País no início de 2019 mais não foi precisa com a data.

Essa, com certeza, é o sonho dos motoqueiros de plantão, hoje sendo vista como uma moto de luxo, e com uma potência fora do normal sendo assim uma ótima escolha para quem gosta de correr e de uma adrenalina a duas rodas.

Por Karla da Silva

Ducati Panigale V4 2019


Novo modelo de moto da BMW é a união perfeita entre potência e conforto. Ela é a nova substituta da R 1200 GS Adventure.

A montadora alemã investiu pesado no que há de melhor em sua tecnologia e o resultado final disso é a BMW R 1250 GS, substituta imediata da aventureira R 1200 GS, outra moto de respeito fabricada pela mesma montadora.

O lançamento oficial da BMW R 1250 GS aconteceu em outubro de 2018 na Alemanha.

Novidades

O novo modelo evoluiu bastante em relação à R 1200 GS.

Os faróis de LED, que nas versões anteriores era opcional, agora estão disponíveis em série.

O sistema de freios é o ABS pro, que permite a frenagem da moto mesmo numa curva acentuada, evitando a perca de trajetória.

Aumentando ainda mais a segurança, o (DBC) Controle Dinâmico de Freio trabalha conjuntamente com o ABS, evitando a aceleração não intencional no caso de uma possível frenagem emergencial.

Potência

O motor um pouco maior passou de 125 para 136 cavalos, contudo manteve a sua tradicional configuração com cilindros opostos.

O torque também subiu, passando de 125 Nm para 143 Nm.

Outra novidade são as cilindradas, que passaram de 1170 cc para 1254 cc.

A R 1250 GS também contará com o sistema ShiftCam Technology.

Esse novo sistema trabalha com eixos concêntricos deslizantes, operando de forma bem parecida a uma caixa de câmbio.

Desse modo, a moto poderá alternar entre duas configurações diferentes dentro do motor: a primeira, com abertura menor e consequentemente menos tempo de válvula quando estiver trabalhando com baixos giros, e a segunda, mais agressiva, entregando maior potência quando for exigida.

A montadora alemã investiu pesado no sistema eletrônico da nova R 1250 GS.

Dentre os seus itens principais estão: o (ASC) Controle Automático de Estabilidade, dois modos de pilotagem, Hill Start Control, que auxilia o sistema de ignição nos aclives e o painel (TFT) Thin Film Transistor de 6,5 polegadas, uma mini central multimídia, onde é possível fazer e receber ligações, escutar músicas e navegar pelo GPS.

O novo modelo estará disponível em 3 versões: HP, Basic e Exclusive.

A expectativa no mercado brasileiro é de que a R 1250 GS supere o recorde de vendas da R 1200 GS, que até o momento, lidera o ranking de vendas pelo mundo.

Segundo a (Fenabrave) Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, pelo menos 2.044 unidades da moto foram vendidas por aqui, entre os meses de janeiro a agosto de 2018.

Superioridade

Em resumo, a comparação entre a R 1200 GS e a R 1250 GS é avassaladora.

Tanto na pista, como em estrada de chão batido, ela demonstra muito mais velocidade e estabilidade do que a sua antecessora.

Além disso, conta com mais segurança e precisão nos comandos.

Certamente, a montadora alemã conseguiu se superar com esse novo modelo, mostrando toda a força da BMW.

Pegando carona nessa evolução, a R 1250 RT é outra moto que segue as mesmas configurações da R 1250 GS.

Todavia, na R 1250 RT alguns itens são opcionais como: suspensão eletrônica (ESA), que adapta os amortecedores automaticamente com a situação, levando em conta a pilotagem e a velocidade, e quando necessário, faz a compensação automática, LEDS diurnos e modo de condução PRO.

Algo inovador que a BMW também disponibilizou para os dois modelos de motos é a ligação para serviços de emergência.

No caso de acidentes, o próprio sistema é ativado automaticamente realizando chamada para o SAMU.

Lançamento

A data de lançamento desses dois modelos no Brasil ainda é desconhecida.

Todavia, especula-se que será em torno de meados de 2020, com a possibilidade de lançamento antecipado até dezembro de 2019 segundo informações de sites especializados no assunto.

Para os amantes de moto, certamente valerá a pena esperar este tão desejado lançamento.

Por defilho

BMW R 1250 GS


Modelo ganha cara nova e está mais confortável de pilotar.

A moto Yamaha MT-07 passou por uma repaginada nos últimos tempos e com isso ficou ainda mais confortável, sem perder sua característica estética, marcada por aquilo que tem de mais moderno. Ficou interessado de saber mais sobre as mudanças da nova Yamaha?

Pois bem, se o leitor se interessou em saber sobre as modificações que ocorreram no veículo, ou conhece alguém que gosta de estar por dentro das novidades do mercado veicular, não deixe de conferir as informações que se seguem.

No cinema antigo, as motocicletas eram vistas como uma forma de status social, especialmente em fimes de romance, em que havia a cena clássica do homem conduzindo o veículo e a mulher na garupa. No entanto, com o tempo, esse meio de transporte deixou de ter essa visão extremamente romantizada dos cinemas e passou a ocupar as pistas do mundo inteiro, sendo imprescindível para o transporte de pessoas no cotidiano, isso porque apresenta maior versatilidade e originalidade ao ocupar menos espaço, em alguns casos possuir um custo menor na manutenção, entre outros benefícios que só quem possui uma conhece.

Os amantes de motocicletas já sabem que existem inúmeros modelos. Dessa forma, o comprador pode escolher aquele que se adequa melhor ao seu perfil, uma vez que elas podem ser utilizadas tanto no cotidiano, quanto apenas para momentos de lazer.

Pensando nisso, a Yamaha realizou algumas alterações no modedo mais vendido no Brasil, a Yamaha MT-07, com capacidade bem acima de 500cc. Calcula-se que no ano de 2017, foram emplacadas aproximadamente 1.400 unidades. Esse modelo superou em vendas fortes concorrentes de marcas como a Honda e até mesmo a Yamaha XJ6, que possui quatro cilindradas.

Sendo assim, com o intuito muito sério de continuar liderando nesse segmento de mercado, houve a necessidade de realizar algumas alterações para melhorar ainda mais a linha. Dessa maneira, a bicilíndrica passou por modificações nos assentos, deixando o modelo ainda mais confortável, além de ter tido os seus sistema de suspensões renovados e apresentar freios ABS de qualidade ainda maior.

O modelo MT-07 teve sua chegada às lojas do país em outubro, o preço chega em média a aproximadamente R$ 34.800,00.

Durante os testes, o modelo foi colocado para rodar tanto em cidades quanto em estradas de terra.

Agora é hora de apontar as alterações sofridas no design. De acordo com especialistas do assunto, o modelo ficou mais ''encorpado'', pois ganhou um farol maior. Houve outras mudanças, como na lanterna traseira e nos piscas dianteiros. No entanto, é necessário estar bastante atento às características para conseguir pereber que é um novo modelo.

Quem experimentou a motocicleta afirma que a mudança é percebida principalmente quando se monta na moto, uma vez que o assento tornou-se maior agora. O único problema é a falta de equipamentos que oferecem proteção aerodinâmica. Dessa forma, a Yamaha vende como acesssório um parabrisa bem pequeno. O equipamento é imprescindível para aqueles que planejam realizar viagens mais longas na naked.

Quanto ao motor, não houve qualquer mudança. No entanto, ele continua sendo o destaque da MT-07, possuindo um desempenho semelhante ao do modelo anterior.

O novo modelo dessa série da Yamaha está imperdível. Como foi apresentado acima, houveram inúmeras modificações para fazer com que a moto ficasse ainda melhor do que a sua versão mais antiga, de 2017. O modelo de 2019 enche os olhos de quem já tem o último modelo e dá ainda mais força para aqueles que tem vontade de adquirir uma moto dessa marca. Desse modo, para informações mais específicas sobre o novo modelo, basta acessar ao site da Yamaha, onde haverá mas informações sobre a parte técnica.

Ana Paula Oliveira Coimbra


Modelo será o mais barato da montadora e chegará às concessionárias por R$ 8.250.

Toda estreia de um novo veículo, sobretudo oriundo de uma grande marca, torna-se um evento ímpar. Recentemente, em território nacional, mais um modelo de motocicleta foi oficialmente lançado.

Trata-se da eficiente Honda Elite 125, cuja estreia comercial no Brasil estará em torno do valor de 8.250 mil, consistindo este veículo no modelo scooter mais acessível, em termos de custo, produzido pela companhia.

A moto vai aterrissar nas concessionárias neste mesmo mês de dezembro, munida de freios tipo CBS da própria série. Competindo em uma escala abaixo do modelo PCX 150, ela está destinada a disputar espaço com o novo da Yamaha, o Neo 125.

Assim, a companhia Honda fez revelar na última quarta-feira, dia 5 de dezembro de 2018, o valor oficial do novo modelo scooter para o Brasil, sendo esta a versão intitulada Elite 125, que estará disponível, como foi citado, pelo valor de 8.250, numa única versão, munida dos já citados freios combinados, em CBS da série.

Sua estreia se dará em nossas concessionárias neste mesmo mês de dezembro, que colocará em destaque o Elite 125, dado que as concessionárias da Honda são ótimas estrategistas em vendas, aqui no Brasil.

Em realidade, o modelo Elite está dentro de uma linha de nove lançamentos anunciados pelo marketing da montadora japonesa, destinados ao Brasil, cuja divulgação se dará entre o final de 2018 e o início de 2019.

Uma pequena relação dos atributos da moto segue abaixo:

Está aparelhada com um motor de um cilindro e 124,9 CC; são 9,34 CV em potência e mais 1,05 KGFM em torque; munido do câmbio automático CVT; possui um tanque com capacidade de 6,4 litros; munida de luzes de LED; a sua altura de assento é de 772 mm; equipada com freios de tipo CBS; possui um painel digital; está disponível em quatro alternativas de cor: em vermelho, em azul, em branco e em preto; além de possuir mais espaço destinado às bagagens sob o assento.

Embora exista um pequena crise assolando o segmento, a estreia do modelo Elite 125 deixa claro que esta linha mantém sua força e poderá intensificar-se nos próximos anos.

Desde que pré-estreou no mês de outubro deste mesmo ano, o modelo Elite de fato fez manter certo mistério no ar, como por exemplo, nos atributos de seu motor. Nesta versão, e por meio de seus engenheiros, a montadora fez revelar que o veículo está aparelhado de um motor inédito, com um cilindro e 124,9 CC de potência, que o torna capaz de entregar um desempenho máximo de 9,34 cavalos em 7.500 RPM, articulando-se dentro de uma força de torque em 1,05 KGFM em 6.000 RPM.

Em sua parte dianteira, o modelo Elite 125 está equipado de um garfo telescópico estruturado em curso de 90 mm, inteiramente conectado à sua roda de 12 polegadas, que utiliza o pneu na medida de 90 por 90-12. Na parte traseira, está equipada com o chamado sistema tipo monoamortecedor, que opera em regulagem para a carga da mola; possui curso de 70 mm e está munido, também, de pneu com medida de 100 por 90-10.

Em termos de dimensões, ele possui rodas muito similares ao Lead, cujo tamanho chega à escala de 12 polegadas, em sua dianteira, e a outra chega a 10 polegadas, em sua parte traseira. Apesar das medidas indicadas, esses são considerados raios pequenos, deixando claro que se trata de um modelo próprio para o meio urbano. O modelo PCX, por sua vez, está munido de rodas que medem 14 polegadas de raio, em ambos os seus eixos.

Esta pode ser uma motocicleta surpreendente, apesar de sua estrutura clássica. Vale a pena conferir.

Paulo Henrique dos Santos


Novo modelo chega com freios ABS e custa cerca de R$ 18 mil.

A Honda, fabricante japonesa com tradição no segmento de motos, está lançando no Brasil a Honda XRE 2019 ABS. Trata-se da mais nova versão de um modelo que vai completar 10 anos de mercado, agora com mudanças importantes para o consumidor.

A principal alteração, que dá nome ao modelo, é o sistema de freios ABS. É uma mudança que atende a uma exigência da legislação brasileira, que estabelece que, a partir de 2019, todas as motocicletas do país deverão contar com sistema de freios CBS e ABS. Dessa forma, a versão da XRE standard, que não continha ABS e custava R$ 16.650, não estará mais disponível.

O sistema ABS deste modelo é de duplo canal, o que resulta em ação independente para as duas rodas. Essa característica colabora com o desempenho do veículo tanto na terra quanto no asfalto.

O piloto da Honda XRE 2019 ABS encontrará uma moto 5,4 kg mais leve do que sua antecessora. A redução do peso, somada ao centro de gravidade bem distribuído, promete proporcionar ao piloto uma melhor experiência na condução da motocicleta. As configurações de seu motor, porém, continuam as mesmas: o modelo apresenta motor flex de 1 cilindro, com 291,6 cc e 25,6 cavalos. A moto possui 5 marchas e torque máximo de 2,8 kgfm.

É importante também ressaltar as mudanças no visual da Honda XRE 2019 ABS. Houve alterações na carenagem, no “bico” e no farol dianteiro, que conferiram ao modelo um tom mais moderno e o aproximaram do visual da XRE 190.

A tampa articulada ao tanque também apresenta visual moderno, com a garantia de proporcionar praticidade no momento de abastecer. A carenagem do modelo reforçam o estilo aventureiro da XRE 300. O bagageiro, por sua vez, integrado à alça de alumínio, proporciona a melhor acomodação da bagagem.

A suspensão dianteira da moto apresenta curso maior do que em motos convencionais. Já a suspensão traseira pro-link apresenta versatilidade para diferentes tipos de terreno.

O painel da XRE é totalmente digital. Ele apresenta velocímetro, marcador de nível de combustível, conta-giros, hodômetro total e parcial, relógio e luzes-espia. O farol dianteiro, piscas e a lanterna traseira são de LED, o que proporciona mais segurança ao piloto, garantindo boa visibilidade mesmo em situação em que a luminosidade estiver prejudicada.

A XRE 2019 ABS tem preço estipulado pela fabricante de R$18.200. Suas versões Rally e Adventure saem por R$ 18.690.

A primeira versão da Honda XRE começou a ser produzida no Brasil em 2009, substituindo os modelos Tornado 250 e NX4 Falcon. O modelo possui injeção eletrônica e características herdadas Tornado 250, como o banco em degraus, o globo ótico do farol rígido e balanças.

Ficha técnica:

Tipo: DOHC, monocilíndrico 4 tempos, arrefecido a ar

Cilindrada: 291,6 cc

Potência Máxima: 25,4 cv a 7.500 rpm (Gasolina) / 25,6 cv a 7.500 rpm (Etanol)

Torque Máximo: 2,76 kgf.m a 6.000 rpm (Gasolina) / 2,80 kgf.m a 6.000 rpm (Etanol)

Transmissão: 5 velocidades

Sistema de Partida: Elétrico

Diâmetro x Curso: 79,0 x 59,5 mm

Relação de Compressão: 9,0:1

Sistema Alimentação: Injeção Eletrônica PGM-FI

Combustível: Gasolina e/ou Etanol

A Honda Motor Company Limited é uma das mais importantes fabricantes de automóveis e motocicletas do mundo. A empresa foi fundada por Soichiro Honda em 1946, e é sediada em Tóquio, no Japão. A Honda chegou ao Brasil em 1971. Sua primeira fábrica brasileira foi inaugurada três anos depois, em 1974, em Manaus (AM). Atualmente existem outras duas fábricas da empresa no país, em Sumaré e Itirapina, ambos municípios do Estado de São Paulo. Além das fábricas, a Honda possui uma extensa lista de concessionárias distribuídas pelo Brasil. No site da empresa, o interessado poderá encontrar a concessionária mais próxima de sua localidade.

Por Luís Fernando Santos


Confira aqui os principais prós e contras da Nova Honda XRE 300 2019.

Para quem procura um desempenho e tanto na tração de duas rodas, essa hora é agora de aproveitar o lançamento da nova Honda XRE 300 versão 2019.

Um ponto bem interessante a ser observado são suas tendências desde a iluminação de LED com 300 cc, de alta performance a todos que comprarem esta moto.

Sua performance não deixa a desejar, por isso, quem busca e deseja aventura em momentos de lazer ou de trabalho é uma ótima alternativa para o campo e na vida agitada das cidades.

Mudanças

Uma das mudanças sentidas dos apaixonados por motocicleta foi modelo frontal que perdeu o bico, relembrando os velhos tempos de outras gerações como XRE 190.

O tanque desta nova versão 2019 manteve o mesmo padrão dos seus anteriores, com a capacidade máxima de 13,8 litros.

Outra questão a ser observada nesta linha são os painéis de LED que promete mais eficiência e mais durabilidade, sem a necessidade de fazer revisões semanais.

Também vale destacar a redução de peso desta Honda XRE 300 versão 2019, cerca de 5,4kg a menos do que suas anteriores, sendo observado do antigo peso de cerca de 153 kg para 148 kg para o próximo ano.

Vale ressaltar que os pneus mantiveram o mesmo padrão que suas linhas anteriores, 90/90- 21 na dianteira e 120/80 na traseira. Seus discos não sofreram alterações cerca de 256 milímetros de diâmetro de 21 polegadas na roda

dianteira. Na roda traseira 220 milímetros e 18 polegadas.

Tecnologia e preço

Um dos detalhes que podem ser observados nesta nova versão é o uso de tecnologia para saber a quantidade consumida e não ser pego de surpresa durante viagens e até mesmo a trabalho, podendo ser considerado um ponto positivo para quem deseja comprar está motocicleta.

O preço pode variar de acordo com a linha que for escolher. Se a pessoa quiser o modelo com freios ABS, não sai por menos de R$18.200, se preferir Rally e Adventure, terá que desembolsar cerca de R$18.690.

As cores são consideradas novidades nesta nova versão que chega as principais concessionárias do Brasil como: Vermelho, própria para o Rally, Verde Fosco ideal para quem utilizará para aventuras, Azul Perolizado e Prata Metálico, capaz de atender os consumidores mais exigentes no quesito desempenho e satisfação adquirida.

Vale a pena investir?

Para quem não gosta de sentir fortes emoções automotivas, uma moto pode ajudar bastante seja no trabalho, lazer ou na experiência proporcionada pela motocicleta, seja nas vias urbanas ou rurais.

A questão de investir de acordo com a disponibilidade de cada pessoa, ou seja, nada lhe impede de desejar uma moto bonita e estilosa andando pelas ruas da cidade, por isso, observar os prós e contras é considerado interessante.

Se a questão for analisada, o custo benefício que trará ao motociclista a pequeno, médio e longo prazo, já que é bicombustível, ou seja, pode ser abastecido tanto para gasolina quanto etanol, sendo um fator considerado importante na hora da escolha.

Vale ressaltar que esta função é de tamanho benefício pelo fato da gasolina sofrer grandes reajustes e muita das vezes o etanol ser mais compensador do que o principal produto ofertado nos grandes postos do Brasil.

A experiência repassada por grandes máquinas não substitui o desejo do comprador ou de qualquer motociclista que quer ao mesmo tempo uma moto potente que vá de encontro a paisagens deslumbrantes ou aliviar um pouco a tensão que o dia-a-dia proporciona a todas as pessoas.

Uma moto é um facilitador e apesar do preço oferecido ser um valor condizente as suas vantagens, chegar e comprar não tem igual, pois o mesmo custo que irá investir valerá a pena no futuro, sendo vantajoso a quem puder ter essa experiência da nova Honda XRE 300.

Thalles Cakan


Honda apresenta nova GL 1800 Wing 2019 com mais luxo e requinte.

A classe de motos Touring comercializada pela Honda desde a década de 70 não são simplesmente motocicletas de “estrada”, pelo seu peso, porte e requinte nos equipamentos oferecidos, elas são tratadas como objeto de desejo de inúmeros aficionados e pilotos em todas as regiões do mundo.

Apresentada pela Honda em sua nova versão 2019, a Honda GL 1800 Gold Wing e a Honda GL 1800 Gold Wing Tour traduz todo o luxo e conforto que uma motocicleta pode proporcionar para o seu usuário (e ocupantes) durante o seu guiar.

Com preços próximos a carros de luxo, a Honda oferece duas versões deste clássico sobre duas rodas, a versão mais “simples” é a Honda GL 1800 Gold Wing, oferecida somente na cor cinza, já a Honda GL 1800 Gold Wing Tour é um pouco mais equipada tem a exclusividade de ser oferecida somente na cor vermelha.

Luxo, Conforto e Mecânica diferenciados

As novas Gold Wings oferecidas vem equipadas com uma motorização de 1,8 litros movidas somente à gasolina, com 126 cavalos de potência máxima, a Honda faz questão de frisar que houve um ganho de seis cavalos em comparação a versão anterior. Além disto, o torque que este avantajado motor proporciona é de 17,34 kgfm. Toda esta potência e torque são comandados por uma transmissão de seis marchas na versão Gold Wing e outra de sete marchas conjugada com uma embreagem dupla na versão mais completa, a Gold Wing Tour.

Um motor mais potente e um câmbio mais moderno é somente parte de todo pacote tecnológico que a Honda oferece em sua moto classe Touring, fora isto o motorista conta com uma serie de acessórios como airbag (somente para o piloto), regulagens elétricas do para-brisa, uma variedade de porta-objetos, controle de velocidade, faróis com tecnologia Full LED, além dos úteis sistemas start and stop para o motor, partidas em rampas e auxílio em manobras (especialmente em marcha à ré) denominado Walking Mode pela Honda.

O painel composto por uma tela de 7 polegadas em formato digital é um show a parte, pois engloba um sistema de navegação e outro multimídia, atualizado ele aceita o Apple CarPlay também, o piloto também terá a disposição uma entrada padrão USB e Bluetooth se desejar.

Carroceira, suspensões e Freios compatíveis com o seu porte

Com capacidade para até 110 litros para bagagem na versão Gold Wing Tour e assentos individuais confortáveis, as novas versões oferecidas são mais leves que as antecessoras em 48 quilos, isto se deve pelo chassi duplo feito em alumínio fundido.

Os freios tem assistência ABS tanto nas rodas dianteiras de 18 polegadas como nas rodas traseiras de 16 polegadas, a Honda Gold Wing também oferece suspensões novas, na dianteira o destaque é para o uso de um sistema amortizante construído através um braço oscilante garantindo uma agilidade maior nas manobras de 40%, na traseira as novidades vão para o uso de uma suspensão monobraço diretamente conectada a um sistema Pro-Link. Todo este conjunto de suspensões (dianteiras e traseiras) possuem regulagens automáticas e eletrônicas permitindo à adaptação de condução de acordo com a seleção prévia feita pelo piloto.

Preços e Garantia

a Honda oferece a versão Honda Gold Wing inicialmente por R$ 136.550 e a Honda Gold Wing Tour por R$ 156.550. Apesar de toda a tecnologia e porte, os preços de venda se equivalem a muitos carros de luxo (tanto SUV como automóveis) vendidos no mercado nacional, por conta disto seu nicho é extremamente específico e restrito.

O feliz comprador de uma Honda Gold Wing terá a disposição três anos de garantia sem qualquer limite de quilometragem, fora uma útil assistência internacional oferecida pela Honda em até cinco países de nosso continente. Perfeito para os seus estradeiros compradores.

Todas as informações da GL 1800 Gold Wing 2019 estão disponíveis diretamente na web-page da Honda, através do link: https://www.honda.com.br/motos/.

Autor: Carlos B.


Conheça aqui mais detalhes sobre a nova Nova Honda Biz 2019.

A Honda já anunciou a chegada da nova Honda Biz 2019, que tem muitas novidades e um visual com design mais moderno. O modelo ainda traz cores inéditas, inclusive a prata e cinza metálicos, que são a nova tendência do mercado. Também será possível encontrar a nova aposta da Honda na cor vermelho perolizado, mas o branco perolizado, que tanto sucesso fez na versão anterior, ainda continuará disponível. Estas mudanças estão valendo para o 110i como também para o 125i, que custam R$ 7.750 e R$ 9.590, respectivamente.

O motor monocilíndrico a gasolina oferece 109 cc com 8,3 cv de potência a 7.250 RPM. No caso do modelo com 125 cc a potência vai para 9,2 cv a 7.500 RPM. Para ambos os modelos, a transmissão é semiautomática e rotativa de 4 marchas, não sendo necessário o uso da embreagem.

A 110i é mais simples, isto é percebido logo que se vê as duas próximas. O painel da 110i é menos trabalhado, mas vem com rodas raiadas e freios a tambor na dianteira. O modelo ainda conta com CBS – Combined Brake System, um moderno sistema que atua por cabos fazendo que o freio traseiro, ao ser acionado, também acione o freio dianteiro em 30% de sua capacidade.

A 125i é melhor trabalhada, seu painel é todo em LCD, conta com tecnologia blackout de fundo escurecido, que deixa o visual mais bonito. As duas versões contam com garantia de 3 anos e não há limite para quilometragem, sendo que o consumidor ainda terá direito a 7 trocas de óleo gratuitas para sua nova Biz.

O mercado nacional vem olhando para a Biz com bons olhos, ainda mais agora com o combustível em alta e a necessidade de se deslocar de forma mais rápida, principalmente nos grandes centros urbanos. Bonita, prática e econômica, a Biz continua sendo a queridinha dos brasileiros e a versão 2019 vem consolidar esse favoritismo, trazendo modernidade e tecnologia de ponta. Não há grandes novidades, mas o modelo providenciou algumas importantes melhoras, são pequenos detalhes, mas que no dia a dia farão toda diferença.

A indicação da Honda Biz continua sendo para estradas e ruas asfaltadas, ou seja, tradicionalmente nas cidades. O modelo 2019 não sofreu mudanças drásticas, talvez a empresa optou por seguir o ditado que em time que está ganhando não se deve mexer e outro motivo é que não há fortes concorrentes, o que justifica manter quase tudo do mesmo jeito.

Apesar das poucas mudanças, a Honda Biz 2019 não deixa a desejar, pelo contrário, conta com bom desempenho, é econômica e tem alguns importantes diferenciais em relação à concorrência. Tem um porta-objetos que faz toda diferença, principalmente para quem precisa carregar livros, cadernos, bolsas e também capacete. Esse porta-objetos é realmente interessante e muito prático para o dia a dia. Em relação à tecnologia, a Honda Biz 2019 oferece câmbio semiautomático para que a pilotagem fique bem mais fácil, nos grandes centros urbanos, onde é preciso mudar de marcha a todo instante, isto facilitará muito. O modelo oferece a tomada 12 V para recarga do celular em qualquer lugar e conta com injeção eletrônica, garantindo maior preciso no consumo do combustível e assim consegue melhorar ainda mais a economia no fim do mês.

O freio CBS ajuda na segurança, pois distribui melhor a frenagem entre as duas rodas e tem ainda o sistema Honda de proteção, que trava o guidão quando estacionar.

Nas laterais, pequenas mudanças nas linhas, o design foi levemente alterado, assim como a traseira. Na dianteira, um novo conjunto de faróis e o assento oferece um pouco mais de espaço.

A nova Honda Biz 2019 conseguiu manter o que já era bom e trouxe pequenas mudanças necessárias, evitando alterações radicais, o novo modelo promete continuar agradando o consumidor brasileiro.

Por Russel


Modelo chega às concessionárias em nova cor e com novidades.

A nova Honda NXR 160 Bros 2019 vem com muitas novidades que vão encantar a todos os usuários que já conhecem a modernidade da marca. Além de ter uma motorização moderna, a versão ESDD Traz a novidade da sua nova cor, é claro que os pontos positivos desse modelo não param por aqui. A nova Honda NRX 160 Bros é uma moto moderna e com design bem chamativo, ideal para os usuários mais exigentes. Seu preço de venda também é muito atrativo. Abaixo estão as principais informações sobre esse novo modelo.

Nova cor na versão ESDD

A novidade da versão ESDD é que ela tem a opção da cor branca. Além disso, o usuário conta com grafismos inovadores e modernos. Essa junção faz toda a diferença, principalmente para os consumidores mais detalhistas e com visão mais moderna.

Nova Honda NXR possui ótimo motor

Outro fator bem interessante sobre essa moto, é que ela traz uma ótima motorização. Essa informação é uma das mais buscadas por quem deseja comprar esse modelo. Pois todos os consumidores de moto, acabam optando por um modelo que tenha o motor mais potente. Foi pensando nisso que a Honda trouxe uma versão que agradasse principalmente a esse grupo. A Honda optou por manter o mesmo motor de 162,7 cm³, que faz 14,7 cv de potência máxima com rpm de 8.500. Já seu torque máximo é de 1,6 kgfm com rpm de 5.500. Esse modelo também conta com câmbio com 5 marchas, que é um dos fatores que torna essa moto ainda mais completa.

Valor da nova Honda NRX 160 Bros 2019

A nova Honda NRX 160 Bros 2019 traz um valor muito bom e já esperado por quem conhece a tecnologia da marca. O valor inicial de venda dessa moto é de R$12.250,00. Avaliando o modelo, a marca e a motorização, posso afirmar que esse valor compensa bastante. Ainda mais se tratando de um lançamento dessa marca.

Nova versão da Honda vem com mais tecnologia

Quem optar por comprar esse novo modelo da Honda, vai encontrar tecnologia de ponta. Essa moto conta com pedal de freio traseiro, partida elétrica, sistema CBS, além de aplicar 30% nos freios dianteiros. Isso torna essa moto mais completa, segura e prática na hora de pilotar. Isso a deixa mais eficaz na pista e ao mesmo tempo ela também se torna segura para quem vai pilotar. Uma combinação mais que perfeita.

Moto ideal para estradas e cidade

O novo modelo da Honda é ideal para quem gosta de pilotar em diferentes tipos de pistas. Pois ela roda muito bem na estrada e também na cidade. Por ser uma moto completa e de peças fortes, ela consegue suporta muitos impactos sofridos na hora que está sendo pilotada. Isso traz mais segurança e estabilidade para o condutor e torna esse momento mais perfeito.

Nova Honda NRX 160 Bros 2019 tem medidas exuberantes

O novo modelo da Honda tem medidas para ninguém colocar defeito. Digamos que ela é uma moto ideal, pois traz conforto ao usuário e medidas que tornam ela bem chamativa. Ela possui:

– Peso: 120 KG;

– Comprimento x largura x altura: 2067 x 809 x 1158 mm;

– Altura do assento: 842 mm;

– Distância entre eixos: 1356 mm

– Distância mínima do solo: 247 mm

Essas são as medidas do novo lançamento da Honda.

Para quem é indicada a Nova Honda NRX 160 Bros 2019?

Essa moto é indicada para os usuários que gostam de viver muitas aventuras sobre duas rodas. Que querem aproveitar toda a potência dessa máquina e mesmo assim, manter o equilíbrio e segurança. Além de ter conforto a todo tempo.

Essas são as informações sobre a Nova Honda NRX 160 Bros 2019!

Escrito por Cristiane Amaral!


Confira aqui as novidades e preço da Kawasaki Ninja H2R 2019.

É de extrema importância mostrar antes de dizer especificamente da moto H2R, a participação de suas "irmãs" que serão lançadas juntamente com ela, e devem ser descritas pois algumas herdam características das outras, e isso mostra o quão a empresa está preocupada em não apenas focar em uma e sim em todas as suas produzidas para que atuem com qualidade no mercado e atraiam cada vez mais compradores, sendo assim uma grande iniciativa, tendo junto com a H2R então, as motos H2 e H2 Carbon, terão características ligadas, porém com suas particularidades.

Foi anunciado pela Kawasaki, famosa produtora de motos de grande potência, de fato as mais conhecidas, o começo do recebimento das encomendas das motos superesportivas da marca que estarão presentes no ano de 2019, as motos que terão suas vendas iniciadas são as seguintes: Kawasaki Ninja H2, Kawasaki Ninja H2 Carbon e Kawasaki Ninja H2R, todas tem características que não contribuem para que se desenvolvam tanto dentro da cidade, sendo mais conhecidas como as famosas "motos de pista", mas independente disso, duas das citadas ainda sim poderão ser dirigidas nas ruas das cidades, excluindo deste grupo apenas a renomada H2R, que é feita especialmente para ser pilotada em autódromos, onde o ambiente é mais controlado e a segurança que é proporcionada é maior para altas velocidades. Incluindo mais vez uma característica em comum, é importante ressaltar que a produção mundial dessas motos é limitada, ou seja, relativamente poucos terão, lembrando ainda que a H2 Carbon e a H2R, como já dito no começo, herdam características da H2, que é praticamente a "base" delas.

Como citado anteriormente, as motos chegarão apenas no ano de 2019, porém, suas encomendas já poderão ser feitas, e isso inclui os três modelos citados, pois como têm base no mesmo, a produção será feita juntamente uma com a outra, então para quem ficou curioso, estas encomendas poderão ser feitas já no mês de outubro, e essas terão preços de acordo com suas potências e desenvolvimento, tanto na cidade, quanto na pista, e indiferentemente disto, terá um preço justo.

A pré-venda destas motos serão feitas a partir do hotsite que está disponível no link: www.kawasakibrasil.com/lancamento. Mas fique atento porque as pré-vendas têm limite de tempo e podem ser feitas no máximo até o dia 30 de novembro, e é importante ser ressaltado ainda que estas chegarão somente a partir do ano que vem, mais especificamente a partir de maio, então para os interessados, imagina-se que a ansiedade será grande, até pelo motivo de ser um superesportiva dentro de sua garagem.

A cor disponível para a H2R em questão do título, mais detalhadamente é a:

  • Mirror Coated Matte Spark Black.

Esta cor atribuirá uma característica diferente para a moto, até porque nela mesmo o "mirror" significa espelho, e é exatamente isso que fará sua diferenciação das outras, o aspecto espelhado, pronto para mostrar-se presente nas pistas de corrida e teste de motos. Outra coisa muito chamativa na moto é sua capacidade de "regeneração", como está sendo conhecida ultimamente, esta capacidade é a de corrigir riscos feitos na moto apenas com a colaboração do clima ambiente.

O preço como dito anteriormente, chegará justo, até porque para a felicidade dos compradores e amantes de motos, sua potência foi aumentada em 15%, que pode parecer pouco mas na verdade é algo muito grandioso e inovador, sem contar suas capacidades tecnológicas de uso e conforto, então espera-se que a H2R chegue pelo preço de R$ 357.000,00, até porque das três é a que mais tem capacidade de corrida, velocidade e se enquadra com características apenas para a pista.

Gustavo Martins


O novo modelo surge com muitas novidades, dentre elas, um estilo bem mais leve em sua estrutura e mais econômica em relação ao gasto de combustível.

Uma das grandes novidades para este ano de 2018 para quem gosta de andar sobre duas rodas é o lançamento da Bros 160 da Honda que deverá representar também uma das grandes novidades para o ano de 2019.

A marca japonesa já havia anunciado desde 2017 que não pouparia esforços para colocar no mercado uma motocicleta que deveria surgir como a líder em sua categoria do tipo mais robusta. Dito e feito. O novo modelo vem para conquistar os consumidores brasileiros que desejam muito mais que um veículo de duas rodas para andar na cidade.

Os consumidores que utilizam a motocicleta como principal meio de condução para o trabalho, mas que não dispensam uma boa corrida em estradas de areia e lama, poderão encontrar na nova Bros 160 a parceira ideal para as suas aventuras de fim de semana.

O novo modelo surge com muitas novidades, dentre elas, um estilo bem mais leve em sua estrutura, mais econômica em relação ao gasto de combustível e mesmo sendo projetada para enfrentar terrenos nada uniformes, a nova motocicleta requer um mínimo de manutenção a um baixo custo para os seus consumidores.

Para começar, a nova Bros 160 vem bastante caprichada no seu visual. Com um quadro bem mais resistente, a líder em sua categoria mostra no seu novo estilo de linhas mais arrojadas. A sua imponência pode ser conferida logo pelo seu novo tipo de farol central, bem mais esportivo, além de ser confeccionado em policarbonato, com o uso de uma reflexividade do tipo multifocal, o que é ideal para quem gosta de pilotar à noite.

Outro detalhe que chama a atenção é o novo desenho do tanque de combustível. Se você estava acostumado com o design mais arredondado das outras motocicletas da marca, na nova Bros 160, o estilo é bem mais futurista, com o logotipo da Honda estampado em letras vermelhas. Tudo isto contribui para uma concepção mais atual e bem mais esportiva.

Para quem espera por um modelo mais diversificado, pode até ficar contrariado, mas o novo modelo já chegou nas concessionárias em todo o país somente nas cores preto e branca. Talvez outras cores possam chegar ao mercado em 2019. Até lá, vamos ter que esperar um pouco mais.

Se você que esta lendo este texto, gosta de se ligar em números, então aqui vão alguns dados sobre o novo modelo que poderão fazer a diferença na hora de você escolher o modelo certo para levar para a sua garagem.

A nova Bros 160 já vem de fábrica com um motor de apenas um cilindro do tipo OHC com quatro tempos de câmbio e com resfriamento a ar.

Ela possui sistema de transmissão com cinco velocidades e com mecanismo de partida elétrica já incorporado e o seu consumo é feito a partir de gasolina, com sistema de injeção eletrônica, o que garante mais potência ao motor em situações de alta performance. A nova Honda Bros 160 chega a alcançar uma potência de até 14,6 cv a mais de 8.000 rpm.

Com um tanque de combustível com capacidade para 12 litros de gasolina, o novo modelo chega ao mercado brasileiro prometendo fazer cerca de 36 Km com apenas um litro do derivado do petróleo em terras brasileiras.

Para estas e outras vantagens que a nova geração pode oferecer, os sites especializados já estão em pleno vapor para divulgar o novo modelo. Se você tem curiosidade para saber mais sobre ela, basta acessar o seguinte endereço: https://www.honda.com.br/motos/nxr-160-bros.

Com relação ao preço, a nova geração de Bros deverá custar um pouco mais de que R$ 10.000,00, sendo um preço adequado para o tipo de categoria que o novo modelo foi projetado.

Por Emmanoel Gomes

Honda Bros 160 2019


A nova Honda CG 160 Fan 2019 virá com novidades para oferecer conforto e praticidade numa motocicleta simples e com um bom custo benefício, principalmente quando o assunto é estabilidade e economia.

Considerado um modelo popular no Brasil, a Honda CG 160 Fan 2019 promete vir com uma cara nova no início do primeiro semestre do ano que vem. Além de ser um dos modelos mais vendidos no mercado automobilístico, a Honda está sempre buscando inovar suas especificações para agradar cada vez mais seus clientes e usuários.

Dessa vez, a nova Honda CG 160 Fan 2019 virá com novidades para oferecer conforto e praticidade numa motocicleta simples e com um bom custo benefício, principalmente quando o assunto é estabilidade e economia. E, por falar em economia, a Honda promete deixar o modelo 2019 cada vez mais leve, para baixo consumo de combustível, em relação ao modelo anterior.

Disponível nas cores vermelha, branca e preta, a Honda CG 160 Fan 2019 virá com 739 mm de largura, capacidade de 1,5 litro de óleo no motor, 1996 mm de comprimento, 16,1 litros de tanque reserva no combustível, 1085 mm de altura, 116 kilos de peso total, 1.315 mm entre os eixos e 790 mm de altura nos assentos.

O motor, 162,7 cc cilindradas suporta etanol (potência máxima de 15,1 cv a 8.000 rpm e torque máximo de 1,54 kgf.m a 6.000 rpm) ou gasolina (potência máxima de 14,9 cv a 8.000 rpm e torque máximo de 1,40 kgf.m a 6.000 rpm), sendo ele arrefecido a ar, monocilíndrico 4 tempos tipo OHC, sistema de alimentação á base de Injeção Eletrônica PGM-FI, 9,5 : 1 de relação de compressão, cinco velocidades de transmissão contínua, 57,3 x 63,0 mm de diâmetro e curso e sistema de partida elétrica.

O chassi é tipo Diamond Frame, com pneus traseiros de 90/90 -18 e pneus dianteiros de 80/100 -18, suspensão dianteira de curso com garfo telescópico de 135 mm, suspensão traseira de curso com garfo telescópico 106 mm, freio dianteiro com diâmetro a disco de 240 mm e freio traseiro com diâmetro a tambor de 130 mm.

Mesmo sendo considerada uma moto simples, a nova Honda CG 160 Fan 2019 terá um design bastante moderno, com diversas configurações novas e originais de série, oferecendo excelentes sensações tanto para o motorista quanto para o passageiro na garupa.

Dentre os equipamentos listados para o modelo 2019 estão: sistema de farol com lâmpadas de 35/35 w de potência, para oferecer uma ótima capacidade de iluminação noturna e consequentemente uma maior segurança para o piloto; rodas de sistema liga-leve, sistema com lanternas traseiras com lentes de dupla camada para a obtenção de uma maior luminosidade da luz na direção de freio e um bom sistema de freios do tipo CBS (Combined Brake System).

Em relação ao consumo de combustível, os testes ainda estão sendo realizados pelo Inmetro (órgão que é responsável por fazer testes de consumo de combustível em todos os tipos de veículos automotores brasileiros), o que justifica a exigência por um produto mais econômico. Mesmo assim, há uma especulação de que se a moto for abastecida com gasolina, seu consumo fica na média de 35 km/l tanto na cidade quanto na estrada, se for abastecida com etanol, o consumo vai para 28 km/l tanto na cidade quanto na estrada.

O preço da nova Honda CG 160 Fan 2019 ainda não foi divulgado, mas tudo indica que a média do valor gira em torno de R$ 9.500, algo não muito longe do modelo atual, que custa R$ 8.900. A única coisa que pode variar são as tabelas de preços de concessionárias regionais, pois a cotação vai de acordo com a região de venda.

Outras informações a respeito da nova Honda CG 160 Fan 2019 serão divulgadas no lançamento do produto no site da própria marca ou através de concessionárias locais autorizadas.

Por Daniela Almeida da Silva

Honda CG 160 Fan 2019


Nova Honda CB300R 2019 virá com características surpreendentes em qualidade.

Os apaixonados por motos já podem contar com a mais nova queridinha da Honda, a CB300R 2019, uma modalidade que foi apresentada recentemente no Salão de Milão, na Itália. Porém, os motoqueiros brasileiros terão que esperar mais um pouco para contemplarem ela de perto, pois ainda não há nenhuma previsão de lançamento aqui no Brasil.

Mesmo assim, há a possibilidade de todos que residem fora da Itália acompanhar as novidades e os lançamentos da Nova Honda CB300R pelo mundo através de canais de informações, para ficar por dentro de todos os detalhes da marca.

Algumas pessoas vão se familiarizar bastante com a moto por causa do nome bastante comum, pois mesmo que ela tenha sido lançada em território italiano, não é a mesma comercializada aqui no Brasil. No caso, esse modelo foi substituído pela atual e popular CB Twister. Não é à toa que muitos confundem ainda pelas características da Honda CB300R seguirem uma linhagem esportista e bastante moderna, no que diz respeito ao seu design.

Conforme anunciado em Milão, a Nova Honda CB300R virá com um câmbio moderno composto de seis marchas, motor a gasolina ou a diesel com um cilíndrico de 286 cm³ suavizado a líquido que gera até 31,4 cavalos de potência a mais de 8 500 rpm, painel frontal totalmente digital, faixa de torque de 2,8 kgf.m com capacidade de diminuir nos seus 7 500 giros, iluminação em LED, suspensão na frente em forma de garfo invertido e freios em ABS com duplo canal que atua simultaneamente nas duas rodas.

Pelo que tudo indica, o Canadá será o primeiro país a começar a revender a nova moto da Honda após a sua apresentação em Milão, mas, por enquanto as lojas revendedoras estarão autorizadas a venderem somente na cor vermelha, devido à disponibilidade alta dessa cor.

Enquanto isso, aqui no Brasil os telespectadores de plantão poderão acompanhar pelo menos a qualidade e o preço da motocicleta, que atualmente gira em torno dos R$ 15.640,00. Isso é só uma especulação porque a tabela de preços pode variar no mercado de acordo com a cotação da moeda até a data do lançamento de um produto.

Algumas especificações da Honda CB300R encontra-se em sua ficha técnica, com informações como: potência máxima de 22,4 cavalos a 7.500 rpm na gasolina e 22,6 cavalos a 7.500 rpm no etanol, torque de 2,24 kgf.m a 6.000 rpm na gasolina e 2,28 kgf.m a 6.000 rpm no etanol, sistema de partida elétrica, sistema de alimentação a base de injeção eletrônica PGM-FI, transmissão de seis velocidades, curso x diâmetro 63,0 x 71,0 mm, 9,6:1 de compressão e 249,5 cc cilindradas.

O sistema elétrico é composto por bateria de 12V – 5 Ah, ignição eletrônica e faróis de 60/55 W. Já a sua capacidade de combustível comporta 16,5 litros de reserva e 1,8 litro de óleo no motor. Nas dimensões temos 2065 x 753 x 1072 mm de largura e altura, 135 kg / ABS: 137 kg de peso, 192 mm de distância do solo, 1386 mm de distância entre os eixos e 784 mm de altura do assento.

A especulação do lançamento dessa moto tem a ver com a economia e a potência que ela oferece. Seu consumo deve seguir uma média de 25 Km/l á 30 Km/l numa estrada ou numa rua normal na cidade durante o dia. Os resultados obtidos foram bem superior ao modelo anterior lançado pela Honda em até 30%.

Os compradores terão até três anos de garantia pela Honda, e no momento a única versão disponibilizada é a ABS, e a ideia é que a Honda ainda possa fazer algumas mudanças antes da motocicleta chegar no Brasil.

Por Daniela Almeida da Silva

Honda CB300R 2019

Honda CB300R 2019


Modelo tem design atraente e inovador, conseguindo chamar a atenção por onde passa. É ideal para quem precisa de praticidade no dia a dia e mesmo assim não quer abrir mão da modernidade.

A Scooter Honda PCX 150 é um dos modelos mais modernos e confortáveis dentro de sua categoria. Com design atraente e inovador, ela consegue chamar a atenção por onde passa. Ela é ideal para quem precisa de praticidade no dia a dia e mesmo assim não quer abrir mão da modernidade. Por reunir todas essas características essa moto é uma grande preocupação para sua concorrência. Então vamos conhecer outros pontos importantes da Honda PCX 150.

Honda PCX 150 tem muita potência

A maioria das pessoas que pensa em um modelo de Scooter, não associa que ela possui muita potência. E a Honda PCX 150 vai acabar com esse tipo de impressão. Ela possui motorização monocilíndrica que é a responsável por tornar essa moto potente. O motor também possui OHC com arrefecimento a líquidos a 4 tempos. A potência máxima do motor é de 13,1 cv e seu torque máximo é de 1,36 kgfm e o rpm é de 8.500. Além disso, a Honda PCX 150 tem partida elétrica e injeção eletrônica.

Medidas da Honda PCX 150

A Honda PCX 150 tem medidas ideais para uma viagem bem confortável. Ela tem tamanho padrão e isso é visto como positivo para alguns usuários, veja abaixo essas informações:

– Comprimento: 1931 mm

– Largura: 737 mm

– Altura: 1103mm

– Peso: 125 KG

– Distância entre eixos: 1315 mm

Com essas medidas a Honda PCX 150 se torna uma moto mais atraente e confortável. Deixando seus usuários mais satisfeitos.

Moto com muita modernidade

Outro detalhe bem interessante dessa moto é a sua modernidade. Pois ela possui muitas funções modernas e que ajuda tanto na hora de dirigir quanto na decisão de compra da mesma. Entre os itens modernos estão:

– Painel com relógio que além de dar mais destaque nessa parte, facilita a vida do usuário dessa moto;

– Tomada 12V;

– Iluminação de LED que deixa moto mais iluminada e ajuda a realçar ainda mais a sua beleza;

– Sistema IDLING STOP.

Itens de série da Honda PCX 150

Esse modelo não possui itens novos, porém, eles continuam sendo importantes para quem adquirir essa moto. E alguns desses itens são: Função Star&Stop que faz com que o motor desligue automaticamente, sistema de freio CBS e iluminação de LED na lanterna e nos faróis. Esses detalhes ajudam a deixar a moto mais moderna e segura, que é justamente o que a maioria dos consumidores procura na hora de comprar sua moto nova.

Preço da Honda PCX 150

Nova Honda PCX 150 possui duas versões que foram criadas para agradar a diversos tipos de usuários. A versão PCX 150 DLX tem o valor de R$10.300 já a versão PCX 150 Standart tem valor de R$10.800. Esse é um valor dentro da média e já esperado pela maioria dos usuários que já conhecem a marca “Honda”.

Cores disponíveis

As cores disponíveis dessa Scooter são: Marrom perolizado na versão DLX e Azul escuro e prata fosco na versão STF. Essas opções de cores são interessantes, pois agradam ambos os sexos, e isso tornam as vendas mais fáceis. Aliás, essa moto é unissex e, por isso, ela vai ter muita procura de modo geral.

Moto inovadora que torna o dia a dia mais fácil

A Honda PCX 150 tem ótimas características, e isso faz com que muitos consumidores se interessem por ela. Pois ela reúne muitas funções essenciais para torna o dia a dia mais prático. Com motor potente, designe moderno e atrativo, modernidade, segurança e bom preço, fica muito fácil optar por comprar esse modelo.

A Honda é uma marca consolidada e responsável por fazer diversos lançamentos de alta qualidade. Esse é o caso da Honda PCX 150!

Por Cristiane Amaral!

Honda PCX 150 2019

Honda PCX 150 2019


Nova naked da Kawasaki será lançada em breve e trará características inspiradoras e interessantes.

Buscando mais espaço ainda no mercado internacional, a empresa japonesa Kawasaki vem trazer alguns vislumbres de sua nova Z900 RS, a sua nova naked no estilo clássico.

Vindo para poder integrar o seu lineup ainda no ano de 2018, a montadora Kawasaki anuncia que a nova Z900 RS será provavelmente apresentada como sua nova aposta nesse segmento das nakeds modelo clássicas, aproveitando ainda o destaque dos holofotes no Salão Tóquio de Motor Show, no seu país de origem o Japão, que acontecerá nas datas de 25 de outubro até 5 de novembro.

Para deixar seu público-alvo ainda mais animado e ansioso, com muita expectativa para seu lançamento, o seu canal oficial postou um novo teaser que, apesar de todos os anseios, revela um pouco da nova moto, mas deixa a sua apresentação ainda muito mais marcante, como sendo um destaque de sua marca durante esse evento japonês.

Ainda foram divulgados poucos detalhes a seu respeito, e deve trazer mais inspiração em suas linhas clássicas da empresa da Kawasaki a Z1, considerada uma de suas lendas da marca por volta dos anos 1970 e a paixão dos motociclistas em todo o mundo.

Nessas poucas imagens que foram divulgadas sobre sua novidade, elas vêm apresentando linhas bem similares à já comentada motocicleta Z1, que por sua vez, fez muito sucesso por conta da sua beleza ímpar, potência e a sua versatilidade.

Com essa nova Z900 RS, a empresa da Kawasaki promete poder trazer para nossos dias modernos a sua confiança e também a sua durabilidade da famosa motocicleta Z1, mas podendo contar também com as tecnologias que foram desenvolvidas nos modelos mais recentes, como o controle de tração, os modos de pilotagem e os ajustes mais aprofundados.

A Z900 RS deverá trazer para todo o mercado também o mesmo conjunto de mecânica da recém-lançada a Streetfigther da Kawasaki Z900. Ou seja, ela contará com o seu potente motor com quatro cilindros e com 948 cilindradas.

Esse modelo deverá ser bem capaz de oferecer ao seu piloto média de 125 cavalos na sua potência sendo na Z900 padrão e ainda 125 cavalos de potência nas de 9.500 rotações e nas duas versões o mesmo torque com 10,1 kgfm.

Ainda não há nenhuma informação adicional a respeito da data que a montadora japonesa realizará o lançamento oficial da nova Kawasaki modelo Z900 RS em todo mercado internacional.

Mas todos nós esperamos que esses novos detalhes, como um conjunto mecânico, e de sistemas além dos preços possam ser divulgados ainda no Salão Tóquio de Motor Show nesse ano.

A sua montadora não divulgou ainda se esse novo modelo será também comercializado em uma escala mundial ou se ela chegará e quando chegará ao Brasil.

Por enquanto o que nos resta é aguardar por mais informações e ir acompanhando pela internet todos os detalhes dessa nova máquina de duas rodas da empresa japonesa da Kawasaki.

Com certeza se ela vir a chegar ao Brasil será um sucesso de vendas, pois assim como os brasileiros amam carros importados as motos da Kawasaki são uma preferência unânime por todo o país.

Não deixe de ficar ligado em todas novas informações sobre esse modelo, e não perca as datas de estreia se ela realmente chegar por aqui. Com certeza será uma experiência única andar sobre as duas rodas desse magnífico modelo.

Hoje as motos de alta velocidade são muito seguras, e só sofre acidente grave quem é muito imprudente e irresponsável. Portanto, aqueles que gostam de motos de alta velocidade, porém respeitam a vida e os limites de velocidade de suas rodovias com certeza poderão andar sem nenhum problema a não ser em caso de um acidente causado por uma fatalidade.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Kawasaki Z900 RS 2019

Kawasaki Z900 RS 2019

Kawasaki Z900 RS 2019


Modelo deverá chegar ao país em breve.

A Ducati SuperSport 2019 está deixando para trás a sua tradicional Ducati Red, com a montadora de bicicletas italiana anunciando uma introdução de mais uma nova cor.

Com certeza será um modelo muito bonito onde suas novas cores encaixarão ao seu modelo esporte.

Será chamada como Titanium Grey, esta sombra irá adornar o corpo da moto com um acabamento em cinza fosco, enquanto a sua armação e os seus aros na roda exibem um novo visual vermelho que dará um ótimo contraste.

No entanto, ela não sofrerá nenhuma mudança em seus preços, isso significa que a nova Ducati continuará sendo vendida pelo valor de US$ 12.995 (mais ou menos R$ 48.000) ou até US$ 14.995 (média de R$ 55.500) pela SuperSport S, sem nenhuma taxa e imposto a mais.

Embora a Ducati SuperSport tenha sido introduzida pela sua primeira vez no ano de 1972, esse modelo atual pode ser intitulado como ‘SuperSport’. Essa nova moto icônica pode agora se beneficiar com um potente motor o Testastretta que contém dois cilindros e 937 cc, resultando numa potência de 110 pôneis além de ter desenvolvido outros recursos para a sua segurança, como o seu novo freio em ABS e o controle para tração.

O seu novo painel de instrumentos é bem compacto, completo possuindo um display de LCD, que mantém o motociclista sempre informado e muito bem atualizado a todos os momentos. Sinta você mesmo à vontade para poder configurar a sua própria Ducati através do site oficial da montadora, ou se preferir pode usar a versão S, que já vem com um Quick Shift mudando para cima / baixo, e uma cobertura muito especial para o seu passageiro e um garfo totalmente bom, o Öhlins de 48 mm, além de muitas outras coisas.

Com certeza será um ótimo modelo para quem gosta de motos grandes e de alta velocidade, porém, as montadoras têm investido muito em segurança. Então mesmo sendo de alta velocidade, as empresas estão se esforçando para oferecer o máximo de segurança para seus clientes.

Hoje em dia muitas pessoas compram essas motos de alta velocidade, porém, não tem responsabilidade na hora de usar e infelizmente muitos acidentes fatais tem ocorrido. Por isso é muito importante comprar uma moto em que a empresa se importa com a segurança. Além de claro, tomar muito cuidado sempre quem for dirigir uma moto assim.

Em pista comum, não tire racha e nem ultrapasse os limites de velocidade, pois pode acabar com a sua vida ou com a vida de alguém que esteja passando por você.

Sempre pesquise muito sobre a empresa e sobre o modelo que pretende comprar, não deixe de buscar conhecer qual a filosofia de trabalho da empresa e também o histórico de suas produções.

No caso da Ducati, a empresa sempre buscou de forma íntegra produzir produtos que trarão conforto e segurança para seus clientes. Por isso é um ponto muito positivo na hora de escolher qual comprar.

Com certeza esse novo modelo virá ainda melhor do que sua versão anterior. Portanto, não temos dados ainda sobre seu consumo e outros detalhes. Porém, o que podemos esperar é que a empresa desenvolva o melhor para você.

Fique atento em todos os detalhes, não deixe de conferir sites de motos para não perder nenhum detalhe sobre essa nova moto que chegará ao Brasil muito em breve.

Se está pensando em comprar uma moto, não faça isso antes de experimentar pessoalmente a nova Ducati SuperSport 2019 e comprovar com suas próprias mãos o que estamos falando neste artigo.

Faça chuva ou sol, a nova Ducati irá colocar um grande sorriso em seu rosto.

Ricardo Ferreira Rodrigues


Conheça aqui todos os detalhes sobre a Nova Dafra Next 2019.

Apesar de ser uma companhia de existência bastante recente, a Dafra está com novidade no mercado nacional. Trata-se do modelo Next 300 2019, que começou a ser vendida em diversas concessionárias brasileiras. Esse modelo é consistente e tem mais estilo que a anterior, concorrendo com marcas de alta categoria.

A Dafra Next 2019 está munida de novas cores suplementadas à sua adesivação, que invocam grande esportividade. A moto tem mais força, equipada de um motor potencializado de injeção eletrônica e de refrigeração líquida. Um veículo possante em todo regime de rotação, posicionando-se entre as motocicletas de melhor desempenho na categoria Street, até 300cc. Outra vantagem está no resultado apresentado nos testes referentes ao melhor consumo de combustível desta categoria, constituindo uma das melhores opções tanto no desempenho nas ruas das cidades, quanto em curtas viagens.

Assim, entre as especificações técnicas do modelo Dafra Next 300 2019, estão:

Um motor de alta categoria de tipo Monocilíndrico, operante em 4 tempos; com SOHC; munido de refrigeração líquida; de injeção eletrônica; operando com 4 válvulas e com balacins.

Em termos de Cilindradas, são 278 cm³; sua potência Máxima chega a 27 CV – 9.250 RPM; o seu torque máximo é de 2.65 KGFM em 6.500 RPM; possui uma transmissão de 6 marchas; sua altura é de 1.050 mm; sua largura é de 790 mm e o seu comprimento está em 2.005 mm; no que tange à medida da distância do seu entre eixos, são 1.335 mm. Nas partes mais específicas de sua estrutura, ela possui uma altura mínima do solo de 170 mm; a altura do banco é de 790 mm; o seu peso seco, bruto, é de167 kg; a suspensão dianteira é de tipo telescópica, em 125 mm; a sua suspensão traseira é de tipo braço oscilante, ou seja, mono amortecida em 110 mm. O tipo de freio dianteiro é a Disco 287 mm e o freio traseiro é a Disco 220 mm; suas rodas são de liga leve em aro raio 17″; o tipo de pneu dianteiro é de 110 por 70 e 17 sem medir a câmara; o pneu traseiro possui 130 por 70 e 17 sem medir a câmara. O sistema de partida é de tipo elétrico.

A mesma Dafra Next 2019 tem capacidade de tanque de combustível de até 14 litros. Ela está disponível nas cores vermelha e preta; o chassi é de tipo Diamond; o sistema de freios consiste no FH-CBS, ou do tipo Full Hidraulic Combined System, munido de Caliper dianteiro estilo Radial.

No que tange ao seu valor no mercado, a nova Dafra Next 300 2019 pode ser considerada um modelo ideal de motocicleta, super moderna, a qual ocupa posição de destaque na busca pelas melhores, entre aqueles consumidores que desejam atingir experiências inéditas em cima de duas rodas.

Deste modo, é evidente e natural que o preço da Next 300 2019 esteja um pouco elevado, quando comparado à sua anterior versão. Este novo modelo está sendo comercializado nas concessionárias brasileiras a partir do valor de 14.590,00 reais. Para uma motocicleta deste grau o preço está bastante acessível.

Nesta perspectiva que se abre com a estreia e a venda, a Dafra Next 300 tornou-se, em pouco tempo, um dos modelos mais vendidos desta marca, e um dos veículos mais bem sucedidos. A versão Next está de volta com uma nova motorização que une ao seu design arrojado, estilo Naked, uma confortável posição em termos de pilotagem, combinando sua forma à de uma Street.

O mercado que anda sobre duas rodas é tão famoso e competitivo quanto o de quatro rodas, portanto, vale a pena conferir esta novidade.


Veja aqui mais detalhes sobre as novas motos da BMW.

As novas BMW F 750 e F 850 GS chegam ao Brasil no final deste ano e estão repletas de novidades para quem gosta de moto moderna, potente e com tecnologia de ponta. As duas motos serão montadas em Manaus, Amazonas e somente no último trimestre deste ano que estão à venda, mas já é possível conferir tudo que estas duas motos irão oferecer, pois além de contarem com belíssimo design, são potentes e proporcionam maior segurança ao piloto.

Dorit Mangold, que é gerente de produtos da BMW, disse que nestas motos não há uma só peça dos modelos antigos. A declaração dada por Mangold no Salão de Milão em 2017, mostrou que a marca investiu pesado para ter modelos exclusivos, que vão de encontro às atuais exigências do mercado. A empresa alemã quis produzir motos mais versáteis, modernas, que atendem perfeitamente o dia a dia na cidade, como também são ótimas para longas viagens.

Os engenheiros trabalharam para deixar o motor mais potente e a F 850 GS oferece 95 cv. Colocaram o virabrequim a 90 graus e fizeram outras alterações que acabaram deixando o som bem mais forte. Para acabar com quase toda vibração, foram colocados dois eixos contrabalanceiros. Na F 750 GS é encontrado o mesmo motor, só que mais brando, com 77 cv, 7.500 giros e 8,4 kgfm a 6.000 rpm. É um motor praticamente novo, que apresenta um desempenho muito melhor, com menos vibrações, chegando a 190 km/h.

Outra novidade muito bem vinda é a embreagem anti-deslizante. A transmissão final ainda é de responsabilidade da corrente, mas o conjunto agora encontra-se do lado esquerdo. A BMW se preocupou também em deixar o modelo mais estável, por isso, no lugar do quadro em treliça, optou por um de dupla trave superior em aço, que recebeu muito bem o novo motor.

Outro detalhe que merece atenção foi a mudança realizada na parte 'ciclística', onde o tanque foi acomodado de uma forma mais convencional, ficando entre o assento e a coluna de direção. Antes ficava atrás, sob o banco. A capacidade agora é de 1 litro a menos que a versão anterior, são 15 litros o limite, o que para muitos acaba sendo um problema, principalmente quem gosta de longas viagens, mas a BMW garante que o modelo está mais econômico e este 1 litro a menos não dará diferença para a versão antiga.

Um melhor centro de gravidade foi obtido graças ao novo conjunto ciclístico, além da melhor distribuição do peso, tudo isso resulta em maior segurança para o piloto, além de deixar as novas F 750/850 GS bem mais ágeis, mas sem prejudicar a estabilidade quando são alcançadas maiores velocidades nas estradas.

A intenção da BMW foi deixar a F 850 GS mais no estio off-road, por isso o modelo vem com garfos invertidos, enquanto a 750 GS conta com garfo telescópico. A balança traseira ganhou monoamortecedor centralizado e mola progressiva para a F 850 e somente o modelo aventureiro é que tem ajuste eletrônico das suspensões.

Mas o que mais diferencia a F 850 da F 750 são as rodas. A 850 GS tem rodas raiadas, raios externos, a dianteira é de 21 polegadas e a traseira de 17. A 750 GS é mais baixa, com a roda dianteira de 19 polegadas e a traseira de 17, sendo rodas raiadas.

O painel de TFT deverá estar presente apenas na F 850 GS, mas ambas contam com acelerador eletrônico, tanto para o modo Road como também Rain, além do controle de estabilidade e os freios anti-travamento, que são fundamentais para a segurança do piloto. Mas a BMW preparou muito mais, por exemplo, a 850 GS conta com 3 modos de pilotagem, controle de tração dinâmico e o ABS otimizado para quando for fazer uma curva.

A F 700 GS está sendo vendida a R$ 39.950, enquanto a F 800 GS custa R$ 45.900. Para os novos modelos, certamente os preços terão um acréscimo.

Por Russel


Modelo é uma moto esportiva, com um grande desenvolvimento nas pistas, sendo moderna e muita bonita.

Claramente no cenário nacional podemos observar a quantidade de motos esportivas que temos, e isso tudo devido ao quão chamativas são as mesmas, não só na parte estética, mas em seu desenvolvimento, e uma bem notada neste cenário é a Honda CB 650F, não tão popular como a Honda CB 600 por exemplo, mas bem comercializada e muito bonita. É uma esportiva, tem um grande desenvolvimento nas pistas, muitos usam para grandes e pequenas viagens, e para a cidade apesar de ser boa, não é tão recomendada, devido ao peso, peças próprias para estrada, e algumas outras coisas. Neste ano ela ganha a versão 2019, que promete muito, tanto em maior desempenho quanto em melhor aparência.

Começando então por sua aparência, é notável o quão mais agressiva e robusta ficou a moto, aliás, essa era a intenção da Honda. Como na maioria das produzidas atualmente, tanto pela Honda quanto por outra marca, as linhas expressam mais a ideia da agressividade, mas não são apenas linhas, elas ainda assim entram em harmonia com o resto da montagem da moto. Seu guidão também teve uma modificação, agora está localizado um pouco mais para baixo reforçando ainda mais a forma de esportiva, isso muda diretamente na posição de quem pilota, mas como não foi muita coisa para baixo o condutor não verá muita diferença.

A montadora também pensou no conforto de seus condutores, diminuindo o centro de gravidade da moto e isso influência diretamente no maior conforto de quem conduz, permitindo estabilidade maior, e na verdade é isso que os pilotos buscam atualmente, força, conforto e aparência boa.

Mais uma coisa que ajuda na estabilidade e conforto são os freios ABS que para quem não está familiarizado são aqueles que evitam que as rodas travem quando se faz uma frenagem brusca, consequentemente evitando uma queda, acidente ou algo do tipo. Quem dirige uma moto sem ABS, quando muda para uma que tem esse sistema, sente bastante a diferença, e provavelmente quando muda não deseja voltar para uma que não tenha.

Seus faróis também ajudam muito por ser de LED, isso por que farol de LED, além de transmitir a ideia da moto esportiva em estética, ainda pode proporcionar ao condutor uma visão mais ampla e maior segurança, pois se tiver conduzindo a noite pode observar caso tenha algum perigo próximo com frenagem ou desvio mais fácil.

Ainda na questão de segurança podemos citar suas suspensões que na versão anterior já eram muito efetivas e boas, agora estão ainda melhores, trazendo um sistema muito usado ultimamente apenas nas melhores motos produzidas, que é o SDBV que significa Showa Dual Bending Valve, que em comparação com o anterior é mais leve e garante maior confortabilidade ao ser usado, além da estabilidade ser maior e a sensação de segurança também aumentar.

Já na parte de visualização do condutor o painel de LED mostra fácil interpretação e isso ajuda muito em uma hora de observação rápida do painel e saber onde fica cada informação, pois essa organização permite isso.

O ronco da moto também é algo que chama muito a atenção, principalmente de pessoas que vêm a CB 650F passando, isso devido aos seus 4 cilindros, o escapamento único que é composto por 4 saídas, famoso 4×1 ajuda ainda mais o barulho, e ele ainda pode aumentar mas isso é opcional de cada um, pois terá que tirar o escape original para colocar um mais esportivo, isso pode resultar talvez na perca de garantia.

Resumindo então, para quem deseja comprar uma dessas nesse novo modelo é super recomendável e pode-se notar o tanto de qualidades individuais que foram adaptadas em relação a mesma moto mas no modelo ainda 2018.

Por Gustavo Martins

Honda CB 650F 2019


O modelo BMW F 850 GS 2019 possui design robusto, moderno e totalmente único.

Você está procurando uma big trail de média cilindrada para andar tanto no asfalto das estradas como nos trechos que não são asfaltados? Talvez a BMW F 850 GS 2019 seja a moto ideal para o que você está procurando!

Quer saber um pouco mais sobre essa novidade que foi apresentada no último Salão de Milão? Então confira o post a seguir e fique por dentro de todas as informações acerca da moto big trail BMW F 850 GS 2019!

Conheça a moto BMW F 850 GS 2019 e apaixone-se por esse motor incrível

Como todos os amantes de carros e motos já sabem, o Salão de Milão apresenta diversas novidades no mundo dos motores. A BMW aproveitou a oportunidade e lançou, entre muitos outros modelos, a motocicleta big trail de média cilindrada BMW F 850 GS 2019 que, segundo a empresa, funciona tão bem na estrada asfaltada, como em locais que não possuem asfalto.

Saiba tudo sobre o design da nova moto de média cilindrada da BMW

A novidade marca BMW possui um design único que encantou a todos que visitaram a feira mundialmente famosa Salão de Milão. A motocicleta assinada pela BMW modelo BMW F 850 GS 2019 possui design robusto, moderno e totalmente único.

A imponente moto da BMW ganhou uma estrutura metálica de aço tubular o que possibilitou que o seu visual ficasse ainda mais moderno, essa estrutura é ideal para práticas esportivas como off road.

Além disso, a nova motocicleta da BMW é equipada com um painel de instrumentos todo iluminado com luzes alaranjadas, a qual acende automaticamente nos ambientes escuros. O display de 5.5 polegadas também é um belo diferencial no design visual da moto da BMW, com tela TFT o painel mostra para o piloto todas as informações necessárias na hora do tráfego, tais como: nível do combustível, marcha engatada, temperatura do motor, hodômetro total e parcial e informações importantes sobre o tanque do veículo, além disso, o painel é equipado com velocímetro, conta giros, cronômetro, saída 12V para acessórios em geral, relógio e luzes de LED.

Incrível, não é mesmo?! A moto nova da BMW é ainda mais completa, seus bancos de assento são de altura diferentes, controle de tração ASC, comando de punhos de fácil acessibilidade, entre outras coisas.

Saiba mais sobre o motor dessa incrível máquina da BMW

O motor da moto BMW F 850 GS é bicilíntrico de 853 centímetros super potente, são 95 cavalos de potência que permitem com que o motorista corra de maneira segura e tranquila nas estradas do mundo. O motor é de quatro tempos e o sistema de arrefecimento é líquido. Seu disco dianteiro é duplo e o traseiro é simples. A suspensão da moto BMW F 850 GS é com ajuste eletrônico. O sistema ABS é acompanhado com sistema eletrônico. Os pneus da moto são de 12 polegadas.

Segurança do motorista

A motocicleta da BMW a qual estamos alando vem equipada com um sistema chamado eCall prórpio da BMW o qual é instalado na moto, e funciona por meio de satélite. O eCall permite que o piloto dono da motocicleta consiga pedir ajuda e seja rastreado, caso necessite, em caso de algum acidente.

Confira as informações da ficha técnica da moto BMW F 850 GS

INFORMAÇÕES SOBRE O MOTOR

TIPO DO MOTOR: Arrefecido com água, 4 tempos, dois eixos de cames na cabeça do cilindro, 4 válvulas por cilindros, lubrificação por cárter seco.

CURSO x DIÂMETRO: 77 mm X 84 mm

POTÊNCIA: 94 cavalos

TORQUE MÁXIMO: 92 Nm a 6250 rpm

VELOCIDADE MÁXIMA: + 200 km/h

Confira mais informações sobre a moto no site oficial da BMW www.bmw-motorrad.com.br/br/pt/index.html?gclid=CjwKCAjwsdfZBRAkEiwAh2z65tU1Cfdj2LV6Zbj6swpPKnPU7M4iIJg3BplYY7PD0FYEfPsQg8_LgBoC3AcQAvD_BwE.

Por Carolina B.

BMW F 850 GS 2019





CONTINUE NAVEGANDO: