O novo modelo surge com muitas novidades, dentre elas, um estilo bem mais leve em sua estrutura e mais econômica em relação ao gasto de combustível.

Uma das grandes novidades para este ano de 2018 para quem gosta de andar sobre duas rodas é o lançamento da Bros 160 da Honda que deverá representar também uma das grandes novidades para o ano de 2019.

A marca japonesa já havia anunciado desde 2017 que não pouparia esforços para colocar no mercado uma motocicleta que deveria surgir como a líder em sua categoria do tipo mais robusta. Dito e feito. O novo modelo vem para conquistar os consumidores brasileiros que desejam muito mais que um veículo de duas rodas para andar na cidade.

Os consumidores que utilizam a motocicleta como principal meio de condução para o trabalho, mas que não dispensam uma boa corrida em estradas de areia e lama, poderão encontrar na nova Bros 160 a parceira ideal para as suas aventuras de fim de semana.

O novo modelo surge com muitas novidades, dentre elas, um estilo bem mais leve em sua estrutura, mais econômica em relação ao gasto de combustível e mesmo sendo projetada para enfrentar terrenos nada uniformes, a nova motocicleta requer um mínimo de manutenção a um baixo custo para os seus consumidores.

Para começar, a nova Bros 160 vem bastante caprichada no seu visual. Com um quadro bem mais resistente, a líder em sua categoria mostra no seu novo estilo de linhas mais arrojadas. A sua imponência pode ser conferida logo pelo seu novo tipo de farol central, bem mais esportivo, além de ser confeccionado em policarbonato, com o uso de uma reflexividade do tipo multifocal, o que é ideal para quem gosta de pilotar à noite.

Outro detalhe que chama a atenção é o novo desenho do tanque de combustível. Se você estava acostumado com o design mais arredondado das outras motocicletas da marca, na nova Bros 160, o estilo é bem mais futurista, com o logotipo da Honda estampado em letras vermelhas. Tudo isto contribui para uma concepção mais atual e bem mais esportiva.

Para quem espera por um modelo mais diversificado, pode até ficar contrariado, mas o novo modelo já chegou nas concessionárias em todo o país somente nas cores preto e branca. Talvez outras cores possam chegar ao mercado em 2019. Até lá, vamos ter que esperar um pouco mais.

Se você que esta lendo este texto, gosta de se ligar em números, então aqui vão alguns dados sobre o novo modelo que poderão fazer a diferença na hora de você escolher o modelo certo para levar para a sua garagem.

A nova Bros 160 já vem de fábrica com um motor de apenas um cilindro do tipo OHC com quatro tempos de câmbio e com resfriamento a ar.

Ela possui sistema de transmissão com cinco velocidades e com mecanismo de partida elétrica já incorporado e o seu consumo é feito a partir de gasolina, com sistema de injeção eletrônica, o que garante mais potência ao motor em situações de alta performance. A nova Honda Bros 160 chega a alcançar uma potência de até 14,6 cv a mais de 8.000 rpm.

Com um tanque de combustível com capacidade para 12 litros de gasolina, o novo modelo chega ao mercado brasileiro prometendo fazer cerca de 36 Km com apenas um litro do derivado do petróleo em terras brasileiras.

Para estas e outras vantagens que a nova geração pode oferecer, os sites especializados já estão em pleno vapor para divulgar o novo modelo. Se você tem curiosidade para saber mais sobre ela, basta acessar o seguinte endereço: https://www.honda.com.br/motos/nxr-160-bros.

Com relação ao preço, a nova geração de Bros deverá custar um pouco mais de que R$ 10.000,00, sendo um preço adequado para o tipo de categoria que o novo modelo foi projetado.

Por Emmanoel Gomes

Honda Bros 160 2019


A nova Honda CG 160 Fan 2019 virá com novidades para oferecer conforto e praticidade numa motocicleta simples e com um bom custo benefício, principalmente quando o assunto é estabilidade e economia.

Considerado um modelo popular no Brasil, a Honda CG 160 Fan 2019 promete vir com uma cara nova no início do primeiro semestre do ano que vem. Além de ser um dos modelos mais vendidos no mercado automobilístico, a Honda está sempre buscando inovar suas especificações para agradar cada vez mais seus clientes e usuários.

Dessa vez, a nova Honda CG 160 Fan 2019 virá com novidades para oferecer conforto e praticidade numa motocicleta simples e com um bom custo benefício, principalmente quando o assunto é estabilidade e economia. E, por falar em economia, a Honda promete deixar o modelo 2019 cada vez mais leve, para baixo consumo de combustível, em relação ao modelo anterior.

Disponível nas cores vermelha, branca e preta, a Honda CG 160 Fan 2019 virá com 739 mm de largura, capacidade de 1,5 litro de óleo no motor, 1996 mm de comprimento, 16,1 litros de tanque reserva no combustível, 1085 mm de altura, 116 kilos de peso total, 1.315 mm entre os eixos e 790 mm de altura nos assentos.

O motor, 162,7 cc cilindradas suporta etanol (potência máxima de 15,1 cv a 8.000 rpm e torque máximo de 1,54 kgf.m a 6.000 rpm) ou gasolina (potência máxima de 14,9 cv a 8.000 rpm e torque máximo de 1,40 kgf.m a 6.000 rpm), sendo ele arrefecido a ar, monocilíndrico 4 tempos tipo OHC, sistema de alimentação á base de Injeção Eletrônica PGM-FI, 9,5 : 1 de relação de compressão, cinco velocidades de transmissão contínua, 57,3 x 63,0 mm de diâmetro e curso e sistema de partida elétrica.

O chassi é tipo Diamond Frame, com pneus traseiros de 90/90 -18 e pneus dianteiros de 80/100 -18, suspensão dianteira de curso com garfo telescópico de 135 mm, suspensão traseira de curso com garfo telescópico 106 mm, freio dianteiro com diâmetro a disco de 240 mm e freio traseiro com diâmetro a tambor de 130 mm.

Mesmo sendo considerada uma moto simples, a nova Honda CG 160 Fan 2019 terá um design bastante moderno, com diversas configurações novas e originais de série, oferecendo excelentes sensações tanto para o motorista quanto para o passageiro na garupa.

Dentre os equipamentos listados para o modelo 2019 estão: sistema de farol com lâmpadas de 35/35 w de potência, para oferecer uma ótima capacidade de iluminação noturna e consequentemente uma maior segurança para o piloto; rodas de sistema liga-leve, sistema com lanternas traseiras com lentes de dupla camada para a obtenção de uma maior luminosidade da luz na direção de freio e um bom sistema de freios do tipo CBS (Combined Brake System).

Em relação ao consumo de combustível, os testes ainda estão sendo realizados pelo Inmetro (órgão que é responsável por fazer testes de consumo de combustível em todos os tipos de veículos automotores brasileiros), o que justifica a exigência por um produto mais econômico. Mesmo assim, há uma especulação de que se a moto for abastecida com gasolina, seu consumo fica na média de 35 km/l tanto na cidade quanto na estrada, se for abastecida com etanol, o consumo vai para 28 km/l tanto na cidade quanto na estrada.

O preço da nova Honda CG 160 Fan 2019 ainda não foi divulgado, mas tudo indica que a média do valor gira em torno de R$ 9.500, algo não muito longe do modelo atual, que custa R$ 8.900. A única coisa que pode variar são as tabelas de preços de concessionárias regionais, pois a cotação vai de acordo com a região de venda.

Outras informações a respeito da nova Honda CG 160 Fan 2019 serão divulgadas no lançamento do produto no site da própria marca ou através de concessionárias locais autorizadas.

Por Daniela Almeida da Silva

Honda CG 160 Fan 2019


Nova Honda CB300R 2019 virá com características surpreendentes em qualidade.

Os apaixonados por motos já podem contar com a mais nova queridinha da Honda, a CB300R 2019, uma modalidade que foi apresentada recentemente no Salão de Milão, na Itália. Porém, os motoqueiros brasileiros terão que esperar mais um pouco para contemplarem ela de perto, pois ainda não há nenhuma previsão de lançamento aqui no Brasil.

Mesmo assim, há a possibilidade de todos que residem fora da Itália acompanhar as novidades e os lançamentos da Nova Honda CB300R pelo mundo através de canais de informações, para ficar por dentro de todos os detalhes da marca.

Algumas pessoas vão se familiarizar bastante com a moto por causa do nome bastante comum, pois mesmo que ela tenha sido lançada em território italiano, não é a mesma comercializada aqui no Brasil. No caso, esse modelo foi substituído pela atual e popular CB Twister. Não é à toa que muitos confundem ainda pelas características da Honda CB300R seguirem uma linhagem esportista e bastante moderna, no que diz respeito ao seu design.

Conforme anunciado em Milão, a Nova Honda CB300R virá com um câmbio moderno composto de seis marchas, motor a gasolina ou a diesel com um cilíndrico de 286 cm³ suavizado a líquido que gera até 31,4 cavalos de potência a mais de 8 500 rpm, painel frontal totalmente digital, faixa de torque de 2,8 kgf.m com capacidade de diminuir nos seus 7 500 giros, iluminação em LED, suspensão na frente em forma de garfo invertido e freios em ABS com duplo canal que atua simultaneamente nas duas rodas.

Pelo que tudo indica, o Canadá será o primeiro país a começar a revender a nova moto da Honda após a sua apresentação em Milão, mas, por enquanto as lojas revendedoras estarão autorizadas a venderem somente na cor vermelha, devido à disponibilidade alta dessa cor.

Enquanto isso, aqui no Brasil os telespectadores de plantão poderão acompanhar pelo menos a qualidade e o preço da motocicleta, que atualmente gira em torno dos R$ 15.640,00. Isso é só uma especulação porque a tabela de preços pode variar no mercado de acordo com a cotação da moeda até a data do lançamento de um produto.

Algumas especificações da Honda CB300R encontra-se em sua ficha técnica, com informações como: potência máxima de 22,4 cavalos a 7.500 rpm na gasolina e 22,6 cavalos a 7.500 rpm no etanol, torque de 2,24 kgf.m a 6.000 rpm na gasolina e 2,28 kgf.m a 6.000 rpm no etanol, sistema de partida elétrica, sistema de alimentação a base de injeção eletrônica PGM-FI, transmissão de seis velocidades, curso x diâmetro 63,0 x 71,0 mm, 9,6:1 de compressão e 249,5 cc cilindradas.

O sistema elétrico é composto por bateria de 12V – 5 Ah, ignição eletrônica e faróis de 60/55 W. Já a sua capacidade de combustível comporta 16,5 litros de reserva e 1,8 litro de óleo no motor. Nas dimensões temos 2065 x 753 x 1072 mm de largura e altura, 135 kg / ABS: 137 kg de peso, 192 mm de distância do solo, 1386 mm de distância entre os eixos e 784 mm de altura do assento.

A especulação do lançamento dessa moto tem a ver com a economia e a potência que ela oferece. Seu consumo deve seguir uma média de 25 Km/l á 30 Km/l numa estrada ou numa rua normal na cidade durante o dia. Os resultados obtidos foram bem superior ao modelo anterior lançado pela Honda em até 30%.

Os compradores terão até três anos de garantia pela Honda, e no momento a única versão disponibilizada é a ABS, e a ideia é que a Honda ainda possa fazer algumas mudanças antes da motocicleta chegar no Brasil.

Por Daniela Almeida da Silva

Honda CB300R 2019

Honda CB300R 2019


Modelo tem design atraente e inovador, conseguindo chamar a atenção por onde passa. É ideal para quem precisa de praticidade no dia a dia e mesmo assim não quer abrir mão da modernidade.

A Scooter Honda PCX 150 é um dos modelos mais modernos e confortáveis dentro de sua categoria. Com design atraente e inovador, ela consegue chamar a atenção por onde passa. Ela é ideal para quem precisa de praticidade no dia a dia e mesmo assim não quer abrir mão da modernidade. Por reunir todas essas características essa moto é uma grande preocupação para sua concorrência. Então vamos conhecer outros pontos importantes da Honda PCX 150.

Honda PCX 150 tem muita potência

A maioria das pessoas que pensa em um modelo de Scooter, não associa que ela possui muita potência. E a Honda PCX 150 vai acabar com esse tipo de impressão. Ela possui motorização monocilíndrica que é a responsável por tornar essa moto potente. O motor também possui OHC com arrefecimento a líquidos a 4 tempos. A potência máxima do motor é de 13,1 cv e seu torque máximo é de 1,36 kgfm e o rpm é de 8.500. Além disso, a Honda PCX 150 tem partida elétrica e injeção eletrônica.

Medidas da Honda PCX 150

A Honda PCX 150 tem medidas ideais para uma viagem bem confortável. Ela tem tamanho padrão e isso é visto como positivo para alguns usuários, veja abaixo essas informações:

– Comprimento: 1931 mm

– Largura: 737 mm

– Altura: 1103mm

– Peso: 125 KG

– Distância entre eixos: 1315 mm

Com essas medidas a Honda PCX 150 se torna uma moto mais atraente e confortável. Deixando seus usuários mais satisfeitos.

Moto com muita modernidade

Outro detalhe bem interessante dessa moto é a sua modernidade. Pois ela possui muitas funções modernas e que ajuda tanto na hora de dirigir quanto na decisão de compra da mesma. Entre os itens modernos estão:

– Painel com relógio que além de dar mais destaque nessa parte, facilita a vida do usuário dessa moto;

– Tomada 12V;

– Iluminação de LED que deixa moto mais iluminada e ajuda a realçar ainda mais a sua beleza;

– Sistema IDLING STOP.

Itens de série da Honda PCX 150

Esse modelo não possui itens novos, porém, eles continuam sendo importantes para quem adquirir essa moto. E alguns desses itens são: Função Star&Stop que faz com que o motor desligue automaticamente, sistema de freio CBS e iluminação de LED na lanterna e nos faróis. Esses detalhes ajudam a deixar a moto mais moderna e segura, que é justamente o que a maioria dos consumidores procura na hora de comprar sua moto nova.

Preço da Honda PCX 150

Nova Honda PCX 150 possui duas versões que foram criadas para agradar a diversos tipos de usuários. A versão PCX 150 DLX tem o valor de R$10.300 já a versão PCX 150 Standart tem valor de R$10.800. Esse é um valor dentro da média e já esperado pela maioria dos usuários que já conhecem a marca “Honda”.

Cores disponíveis

As cores disponíveis dessa Scooter são: Marrom perolizado na versão DLX e Azul escuro e prata fosco na versão STF. Essas opções de cores são interessantes, pois agradam ambos os sexos, e isso tornam as vendas mais fáceis. Aliás, essa moto é unissex e, por isso, ela vai ter muita procura de modo geral.

Moto inovadora que torna o dia a dia mais fácil

A Honda PCX 150 tem ótimas características, e isso faz com que muitos consumidores se interessem por ela. Pois ela reúne muitas funções essenciais para torna o dia a dia mais prático. Com motor potente, designe moderno e atrativo, modernidade, segurança e bom preço, fica muito fácil optar por comprar esse modelo.

A Honda é uma marca consolidada e responsável por fazer diversos lançamentos de alta qualidade. Esse é o caso da Honda PCX 150!

Por Cristiane Amaral!

Honda PCX 150 2019

Honda PCX 150 2019


Modelo sucesso dos anos 60 está de volta e traz muita nostalgia e estilo.

Os admiradores fiéis de motocicletas consideradas verdadeiros ícones no mundo moto ciclístico não vão deixar passar em branco esta verdadeira pérola: a Triumph Bonneville T 100. Considerada um verdadeiro marco neste tipo de indústria, o modelo vem ressurgindo em novas versões ao longo de vários anos, entretanto, sem perder o seu tom clássico, motivo pelo qual a faz um verdadeiro 'tesouro' para os consumidores que não abrem mão da sofisticação e de um estilo incomparável.

Tudo na Boneville T 100 transporta para um tempo nostálgico, em plenos anos 60 quando este tipo de motocicleta era ‘cultuado’ pelos jovens da época como um símbolo de liberdade e de expressão da juventude da época. Certamente, alguém se lembra de ter visto um modelo destes em um daqueles famosos filmes de Hollywood onde tudo era sinônimo de rebeldia.

Mas deixando os detalhes glamorosos da época, mais do que uma integrante de algum cenário cinematográfico, a T100 está para a indústria de duas rodas como um verdadeiro marco dos avanços do mercado em pleno final dos anos 50 e início dos anos 60 quando o primeiro modelo chegou ao mercado europeu, mais precisamente o inglês.

Era 1959 e a primeira versão chegou primeiro para os consumidores britânicos com um motor de dois cilindros dispostos paralelamente e com um design tão original que se tornou a principal marca deste tipo de moto e que até hoje permanece nos modelos atuais já à disposição em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Quem já teve a oportunidade de pilotar uma máquina desta, com toda a certeza, teve a mesma sensação dos primeiros modelos feitos no ano do seu lançamento.

Uma das muitas características deste modelo exclusivo, é o seu famoso guidão posicionado mais para trás e que permite ao guiador manter-se o tempo todo ereto. Esta configuração é a mesma dos anos 60, 70, 80 e que atravessou todas essas gerações ao longo do tempo.

Para se ter uma ideia, na época em que foi lançada, o modelo original possui além do motor bicilíndrico, um sistema de suspensão em quatro e freios inovadores para a época.

Esta configuração foi mantida no modelo atual que, diga-se de passagem, já é montada aqui mesmo no Brasil, na unidade da empresa em Manaus.

Para não ficar para trás nos avanços tecnológicos ao longo do tempo, a Bonevile T 100 incorporou vários itens que garantiram a sua preferência junto a um grupo mais seletivo de consumidores.

Por exemplo, os novos modelos possuem sistema de injeção do tipo multiponto, com o sistema tradicional de refrigeração a ar. Apesar disto, a nova versão mantém a mesma estrutura com os tradicionais carburadores, tudo isto para conservar o seu estilo retrô.

Os guiadores que gostam de valorizar mais o estilo não têm o que reclamar, pois apesar do glamour ao longo do tempo, a T 100 vai de 0 a 100 Km/h em cerca de 5 segundos e pode atingir tranquilamente uma velocidade de 190 Km/h. Tudo isto com um motor que atinge quase 70 cvs de potência.

Para quem se preocupa com segurança, o modelo vem com dois discos de freios de 310 e 250 mm respectivamente para as rodas dianteiras e traseiras e pneus tamanho 19 (aro dianteiro) e tamanho 17 (aro traseiro).

O câmbio, do tipo manual possui cinco velocidades e permite a troca de tempo de modo suave, sem comprometer a perda de potência entre uma e outra.

Com relação ao preço, a Bonneville T100 surge no mercado por um valor inferior à suas principais concorrentes mais sofisticadas como a BMW/ Rotax e o consumidor poderá ter uma em sua garagem caso esteja disposto a desembolsar uma quantia de cerca de R$ 30.000,00.

Por Emmanoel Gomes

Triumph Bonneville T 100


Nova naked da Kawasaki será lançada em breve e trará características inspiradoras e interessantes.

Buscando mais espaço ainda no mercado internacional, a empresa japonesa Kawasaki vem trazer alguns vislumbres de sua nova Z900 RS, a sua nova naked no estilo clássico.

Vindo para poder integrar o seu lineup ainda no ano de 2018, a montadora Kawasaki anuncia que a nova Z900 RS será provavelmente apresentada como sua nova aposta nesse segmento das nakeds modelo clássicas, aproveitando ainda o destaque dos holofotes no Salão Tóquio de Motor Show, no seu país de origem o Japão, que acontecerá nas datas de 25 de outubro até 5 de novembro.

Para deixar seu público-alvo ainda mais animado e ansioso, com muita expectativa para seu lançamento, o seu canal oficial postou um novo teaser que, apesar de todos os anseios, revela um pouco da nova moto, mas deixa a sua apresentação ainda muito mais marcante, como sendo um destaque de sua marca durante esse evento japonês.

Ainda foram divulgados poucos detalhes a seu respeito, e deve trazer mais inspiração em suas linhas clássicas da empresa da Kawasaki a Z1, considerada uma de suas lendas da marca por volta dos anos 1970 e a paixão dos motociclistas em todo o mundo.

Nessas poucas imagens que foram divulgadas sobre sua novidade, elas vêm apresentando linhas bem similares à já comentada motocicleta Z1, que por sua vez, fez muito sucesso por conta da sua beleza ímpar, potência e a sua versatilidade.

Com essa nova Z900 RS, a empresa da Kawasaki promete poder trazer para nossos dias modernos a sua confiança e também a sua durabilidade da famosa motocicleta Z1, mas podendo contar também com as tecnologias que foram desenvolvidas nos modelos mais recentes, como o controle de tração, os modos de pilotagem e os ajustes mais aprofundados.

A Z900 RS deverá trazer para todo o mercado também o mesmo conjunto de mecânica da recém-lançada a Streetfigther da Kawasaki Z900. Ou seja, ela contará com o seu potente motor com quatro cilindros e com 948 cilindradas.

Esse modelo deverá ser bem capaz de oferecer ao seu piloto média de 125 cavalos na sua potência sendo na Z900 padrão e ainda 125 cavalos de potência nas de 9.500 rotações e nas duas versões o mesmo torque com 10,1 kgfm.

Ainda não há nenhuma informação adicional a respeito da data que a montadora japonesa realizará o lançamento oficial da nova Kawasaki modelo Z900 RS em todo mercado internacional.

Mas todos nós esperamos que esses novos detalhes, como um conjunto mecânico, e de sistemas além dos preços possam ser divulgados ainda no Salão Tóquio de Motor Show nesse ano.

A sua montadora não divulgou ainda se esse novo modelo será também comercializado em uma escala mundial ou se ela chegará e quando chegará ao Brasil.

Por enquanto o que nos resta é aguardar por mais informações e ir acompanhando pela internet todos os detalhes dessa nova máquina de duas rodas da empresa japonesa da Kawasaki.

Com certeza se ela vir a chegar ao Brasil será um sucesso de vendas, pois assim como os brasileiros amam carros importados as motos da Kawasaki são uma preferência unânime por todo o país.

Não deixe de ficar ligado em todas novas informações sobre esse modelo, e não perca as datas de estreia se ela realmente chegar por aqui. Com certeza será uma experiência única andar sobre as duas rodas desse magnífico modelo.

Hoje as motos de alta velocidade são muito seguras, e só sofre acidente grave quem é muito imprudente e irresponsável. Portanto, aqueles que gostam de motos de alta velocidade, porém respeitam a vida e os limites de velocidade de suas rodovias com certeza poderão andar sem nenhum problema a não ser em caso de um acidente causado por uma fatalidade.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Kawasaki Z900 RS 2019

Kawasaki Z900 RS 2019

Kawasaki Z900 RS 2019


Nova Harley-Davidson Street Bob é altamente potente e muito confortável.

Seguindo todos os padrões estéticos da antiga versão da Street Bob, e o motor da Twin Cam 96, a nova Harley-Davidson Street Bob, possui dois cilindros em “V”, além de ser refrigerada a ar com 1.585 cm³ de capacidade. Alimentada por uma injeção eletrônica para combustível a ESPFI, oferece uma resposta muito rápida, sem ao menos ‘engasgar’. Mas o seu grande diferencial é no seu torque: com 11,9 kgf.m e 3.250 rpm. Uma força suficiente para poder ‘empurrar’ 304 kg em ordem de sua marcha sem nenhum esforço.

Seja para poder largar nas frentes dos outros carros, em ultrapassagens ou até retomadas, a força do seu motor é brutal. Basta poder girar o seu acelerador com vontade. E ao mesmo tempo, seu V2 trabalha de uma forma dócil na estrada. Como por exemplo: usando 2700 rpm, na sexta marcha engatada e realizando nenhum esforço para isto, a moto chega a uma velocidade bem constante de até 120 Km/h. O seu consumo médio para esta viagem foi de até 19 km/l. Como a versão da Dyna Street Bob com uma capacidade de 17,8 litros com gasolina e possível conseguir rodar uma cerca de 300 km com o tanque cheio.

Outra característica benéfica desse motor, cuja sua arquitetura possui mais de 100 anos, é a sua entrega na potência de uma forma linear, sem nenhum susto, apesar do seu torque elevado. Na unidade que foi avaliada, a sua transmissão de seis velocidades é oferecia com engates precisos. Um pouco suave, mas nem tanto. Mas, isso já é uma característica bem conhecida da HD.

Na sua parte ciclística, ela segue o mais tradicional possível: um garfo telescópico com um sistema bichoque, e com ajuste na sua pré-carga da mola, compõem o seu conjunto de suspensões, copiam com uma certa propriedade as ondulações de cada piso. É claro que os seus pneus largos de 100/90B19 (D) e os 160/70B17 (T), são produzidos pela empresa francesa Michelin Scorcher, e também ajudam e muito nesta missão.

Para poder oferecer ainda mais segurança e muito mais confiança para o condutor motociclista, a nova Dyna Street Bob possui freios a disco em suas duas rodas e ainda possuem freios ABS de série. Em sua dianteira, uma pinça flutuante contendo quatro pistões e, em sua traseira, um flutuante com mais dois pistões. O seu conjunto ainda não foi exigido ao seu extremo, mas quando foi acionado com um pouco mais de vigor ele trabalhou como era esperado.

Na estrada, a nova Street Bob lembra muito, de certa forma, o antigo modelo do Ford Landau. Um carrão dos anos 1970 que rodava possuindo certa desenvoltura nas rodovias, com destaque ainda maior para o seu conjunto de suspensão.

A nova Street Bob conta apenas com um banco, sendo assim o seu piloto terá que realizar suas viagens com a sua mochila em suas costas ou ter que instalar algum acessório se desejar acomodar sua bagagem. Mas isso é uma característica ímpar da Harley.

O seu preço varia entre o valor de R$ 44.400 até R$ 46.050, dependendo do novo padrão de cores que escolher terá uma bela moto, assim como as cores Vivid Black que é em preta fosca, sendo ela em um tom ou até dois tons de cores seja preto, cereja ou azul ou a bem chamativa a Hard Candy Custom, com flakes nas cores prata, com bastante brilho, deixando a moto muito charmosa e chamativa.

Com certeza se procura uma moto custom e muito confortável, além de ser altamente potente a Harley é uma das melhores marcas para adquirir. E se ainda está procurando um modelo novo e com um design único a nova Harley-Davidson Street Bob é a melhor opção sem dúvidas nenhuma.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Harley-Davidson Street Bob

Harley-Davidson Street Bob


Nova Dafra Next 250 2018 traz muitas novidades e algumas interessantes atualizações.

Considerada uma das motos mais superpotentes do mercado atual, a nova Dafra Next 250 ano 2018 é ideal a todas as pessoas que estão procurando por motos de alta pilotagem em rodovias e centros urbanos que possuem vias rápidas. A nova Dafra Next 250 virá com muitas novidades e algumas interessantes atualizações, podendo se tornar ainda uma moto mais tecnológica, com mais modernidade e muito mais segurança. Você poderá conferir nesse artigo todas as informações necessárias em relação à nova Dafra Next.

A Dafra Next 250 chegará com certeza muito em breve para o mercado automobilístico no brasil. Mas muito antes do seu lançamento, ela já é bastante cobiçada entre todos aqueles que a admiram em modelos anteriores e as motos desta dessa linha e dessa categoria.

Este é o novo modelo da Dafra e virá ainda mais que completo, sendo muito essencial para todos aqueles que estão buscando uma motocicleta com um ótimo desempenho e um lindo design ainda mais moderno e encantador.

A seguir, poderá ter muito mais informações sobre a nova Dafra Next 250. Continue lendo conosco para poder conferir cada detalhe dessa máquina!

A melhor forma de conhecer a nova Dafra Next 250, claro depois de dar uma volta pessoalmente é tendo informação sobre cada uma de suas características. Por isso, estamos reunindo as principais neste artigo e com certeza as mais marcantes características da nova Dafra Next 250 ano 2018. Confira:

· A sua Refrigeração é a água;

· Seu Motor 2250cc contém injeção eletrônica em última geração;

· Sua Potência máxima é de 25 cv;

· Os seus Freios são a disco na parte da frente e em sua traseira;

· Seu Painel é totalmente moderno;

· A moto é ainda mais leve e muito ágil;

· Sua Partida é elétrica.

Essas são algumas de suas principais características. Mais adiante, você poderá ter mais informações não deixe de conferir até o final.

Suas dimensões são um comprimento de 200,5cm, sua altura e largura são de 105 / 79cm, os entre-eixos são de 132, o seu peso é de 170kg, a sua altura do assento é de 79cm, Capacidade do seu Tanque é de 14 litros, a Capacidade do óleo do seu motor é de 1,5 litro.

O Motor da nova Dafra Next 250 2018 é monocilíndrico com 4V SOHC e 249,4 cc, e sua refrigeração líquida, ele é alimentado por injeção eletrônica, a sua Ignição é eletrônica, a Partida é elétrica, o seu Diâmetro x curso é de 71 x 63cm, Taxa de sua compressão é de 10, 5:1, sua Potência entre cv a rpm é de 25 a 7 500 e seu Torque é de mkgf a rpm 2,75 a 6 500.

Essa nova Dafra Next 250 poderá estar disponível em todas as concessionárias brasileiras nas três cores. Branca; Preta e Vermelha.

O Teste de consumo ainda não foi realizado.

No geral, a nova Dafra Next 250 se destaca e muito no quesito economia. Porém, os testes de consumo ainda estão sendo feitos, e sendo esse o caso eles ainda não foram divulgados.

Mas, tratando-se de um modelo supereconômico, podemos esperar os seguintes resultados ou bem similares:

Uma Média de consumo com uso esportivo de 22,4 km/l e uma Média de consumo com uso econômico de 46,8 km/l.

Como já foi mencionado neste post, muitas dessas informações sobre o novo modelo está sendo mantida em um total sigilo. E uma dessas informações, é sobre o valor que a moto será vendida em todas as concessionárias brasileiras.

Especula-se também que a nova Dafra Next 250 2018 poderá custar uma média de R$13.790,00.

Com certeza será uma ótima opção para quem procura velocidade e economia. Fique atento às próximas novidades desse novo modelo da nova Dafra Next 250.

Por Ricardo Ferreira Rodrigues

Dafra Next 250 2018

Dafra Next 250 2018


Modelo é uma moto esportiva, com um grande desenvolvimento nas pistas, sendo moderna e muita bonita.

Claramente no cenário nacional podemos observar a quantidade de motos esportivas que temos, e isso tudo devido ao quão chamativas são as mesmas, não só na parte estética, mas em seu desenvolvimento, e uma bem notada neste cenário é a Honda CB 650F, não tão popular como a Honda CB 600 por exemplo, mas bem comercializada e muito bonita. É uma esportiva, tem um grande desenvolvimento nas pistas, muitos usam para grandes e pequenas viagens, e para a cidade apesar de ser boa, não é tão recomendada, devido ao peso, peças próprias para estrada, e algumas outras coisas. Neste ano ela ganha a versão 2019, que promete muito, tanto em maior desempenho quanto em melhor aparência.

Começando então por sua aparência, é notável o quão mais agressiva e robusta ficou a moto, aliás, essa era a intenção da Honda. Como na maioria das produzidas atualmente, tanto pela Honda quanto por outra marca, as linhas expressam mais a ideia da agressividade, mas não são apenas linhas, elas ainda assim entram em harmonia com o resto da montagem da moto. Seu guidão também teve uma modificação, agora está localizado um pouco mais para baixo reforçando ainda mais a forma de esportiva, isso muda diretamente na posição de quem pilota, mas como não foi muita coisa para baixo o condutor não verá muita diferença.

A montadora também pensou no conforto de seus condutores, diminuindo o centro de gravidade da moto e isso influência diretamente no maior conforto de quem conduz, permitindo estabilidade maior, e na verdade é isso que os pilotos buscam atualmente, força, conforto e aparência boa.

Mais uma coisa que ajuda na estabilidade e conforto são os freios ABS que para quem não está familiarizado são aqueles que evitam que as rodas travem quando se faz uma frenagem brusca, consequentemente evitando uma queda, acidente ou algo do tipo. Quem dirige uma moto sem ABS, quando muda para uma que tem esse sistema, sente bastante a diferença, e provavelmente quando muda não deseja voltar para uma que não tenha.

Seus faróis também ajudam muito por ser de LED, isso por que farol de LED, além de transmitir a ideia da moto esportiva em estética, ainda pode proporcionar ao condutor uma visão mais ampla e maior segurança, pois se tiver conduzindo a noite pode observar caso tenha algum perigo próximo com frenagem ou desvio mais fácil.

Ainda na questão de segurança podemos citar suas suspensões que na versão anterior já eram muito efetivas e boas, agora estão ainda melhores, trazendo um sistema muito usado ultimamente apenas nas melhores motos produzidas, que é o SDBV que significa Showa Dual Bending Valve, que em comparação com o anterior é mais leve e garante maior confortabilidade ao ser usado, além da estabilidade ser maior e a sensação de segurança também aumentar.

Já na parte de visualização do condutor o painel de LED mostra fácil interpretação e isso ajuda muito em uma hora de observação rápida do painel e saber onde fica cada informação, pois essa organização permite isso.

O ronco da moto também é algo que chama muito a atenção, principalmente de pessoas que vêm a CB 650F passando, isso devido aos seus 4 cilindros, o escapamento único que é composto por 4 saídas, famoso 4×1 ajuda ainda mais o barulho, e ele ainda pode aumentar mas isso é opcional de cada um, pois terá que tirar o escape original para colocar um mais esportivo, isso pode resultar talvez na perca de garantia.

Resumindo então, para quem deseja comprar uma dessas nesse novo modelo é super recomendável e pode-se notar o tanto de qualidades individuais que foram adaptadas em relação a mesma moto mas no modelo ainda 2018.

Por Gustavo Martins

Honda CB 650F 2019


Modelo foi atualizado e apresenta novos faróis e desenho de tanque de combustível.

A Yamaha apresentou no mês passado no Japão uma versão mais atual da MT-07. Esse modelo foi lançado em 2015, uma moto com motor de 688 cc com 75 cv de potência.

Um novo visual com melhorias em seu conforto e partes estilizadas. Uma das partes que é percebido um novo estilo é o seu farol, muito semelhante ao modelo 09, mais largo e maior.

Em sua apresentação de lançamento em outros países apresenta outra cara com faróis duplos.

Tanque desenhado para motociclistas

O desenho do tanque de combustível foi projetado para melhorar o encaixe das pernas dos motociclistas, a sua capacidade continua a mesma, apenas seu estilo mudou. O tanque da nova MT-07 é comporta até 14 litros de combustível e 2,7 de reserva.

Performance e agilidade

A nova Yamaha MT-07 ou Master of Torque foi considerada em 2015 uma das melhores motos na categoria Street de 301 a 750cc. A sua combinação de performance e agilidade reúne todos os elementos para garantir ao motociclista mais diversão nas ruas e estradas que passa.

Uma motocicleta naked versátil está excepcional para quem curte velocidade e emoção. A tecnologia Crossplane Yamaha produz resultados de aceleração e performance impressionantes com motor de dois cilindros tem um torque de 6,9 kgf a 6500 rpm.

A agilidade nas pistas é porque possui quadro compacto e bem leve, trazendo facilidade na hora de pilotar, além disso, a segurança com seus freios ABS nas duas rodas, garantindo ao piloto uma melhor resposta na hora da frenagem.

Os freios ABS nas duas rodas são itens de série da Yamaha MT-09.

Vendida com opção de cores

A Yamaha Master of Torque 07 possui opção de três cores: as clássicas azul, preta e branca, o destaque fica com a cinza fosco com as rodas na cor amarela. A identificação de cada modelo é a Night Fluo com a combinação cinza fosco e rodas amarelas, a Metal Black com acabamento fosco e a Pearl White com branco perolizado, para pessoas que gostam de um estilo mais elegante.

Ficha Técnica da Master of Torque 07 e Preço

O preço sugerido de venda da Yamaha MT-07 é a partir de R$ 32.290, seu motor é do tipo DOHC de quatro tempos com refrigeração líquida e 8 válvulas, com 2 cilindros.

Possui potência de 74,9 cv a 9000 rpm, conta com embreagem multi-disco úmida, câmbio de 6 velocidades com sistema de partida elétrica, a transmissão primária de engrenagens e secundária através de correntes, abastecimento a gasolina.

Os freios a disco dianteiro duplo hidráulico com sistema que evita bloqueio na frenagem, e traseiro a disco hidráulico com o mesmo sistema evitando quedas em frenagens de emergência.

A altura do assento é de 805 mm e do solo de 140 mm, a Yamaha MT 07 tem 182 kg com tanque com 14 litros de capacidade.

Painel de Bordo

Um atrativo a mais é seu painel com computador de bordo e diversas funções que monitoram o funcionamento da moto e também da pilotagem. A sua iluminação por led, seu posicionamento está acima do guidão permitindo fácil navegação e leitura das informações de suas funções.

A Yamaha MT conta com uma vasta gama de acessórios que podem equipar um pouco mais sua moto, caso tenha interesse em saber quais acessórios podem ser acoplados em sua motocicleta acesse: http://bit.ly/acessorios-mt-07 e escolha qual item pode ser útil para o seu dia a dia.

Yamaha nas redes sociais

A Yamaha está presente nas redes sociais e você pode ficar sabendo de todas as novidades acessando sua fanpage no Facebook e interagir com outras pessoas que já compraram a MT-07, além de descobrir novos detalhes e obter mais informações a respeito da Master of Torque acessando a página no Facebook: https://www.facebook.com/YamahaMotorBrasil.

Achou interessante essa moto? Compartilhe com outras pessoas que poderão curtir também, se você já andou em uma MT-07 deixe seu comentário sobre o que você sentiu ao pilotar essa moto.

Por Marcio Ferraz

Yamaha MT-07 2018


Modelo traz muita tecnologia e conforto na linha 2018.

Primando pela elegância, estilo e apelo tecnológico, a Honda SH 150i é uma interessante scooter comercializada pela Honda no mercado nacional.

Na linha 2018, tanto a motorização como a transmissão continuam as mesmas, motor de 149,3 de cilindrada com transmissão automática CVT, a Honda também disponibilizou uma versão topo de linha, a DLX, com uma cor exclusiva (preta perolizada) tornando a atual SH 150i uma opção de entrada mais barata.

Design e Segurança

Além do acabamento sofisticado, dando estilo e charme a Honda SH 150i, seu design conta com lâmpadas de LED na dianteira imprimindo uma assinatura única ao conjunto, além de privilegiar uma melhor visibilidade ao conjunto.

A Honda SH 150i, conta com rodas de aro 16” trazendo mais conforto no rodar e no pilotar do motorista além de estarem conjugadas com o sistema anti-travamento ABS proporcionando total equilíbrio e controle na pilotagem.

Tecnologia até no Bolso

O sistema de acionamento do motor da Honda SH 150i pode ser feito por chave presencial, além da inovação e da praticidade, o condutor não precisa se preocupar sequer em tirar a chave do seu bolso para dar partida em sua scooter.

Fora isso, o motorista conta com uma conveniente tomada de 12 volts no próprio porta-objetos permitindo o uso variado ou para carregadores de smartphone, por exemplo.

Ainda a Honda SH 150i possui um sistema inovador que desliga o motor quando se encontra em marcha lenta por mais do que 3 segundos, a Honda denomina este sistema de Idling Stop, ele é automático uma vez que é religado quando a moto é acelerada, contribuindo para economia de combustível e o bolso do condutor.

Também presente na Honda SH 150i, o computador de bordo registra o consumo médio e também instantâneo do percurso feito, tem função relógio e também informa as necessidades para se fazer a troca de óleo periódicas, tudo isso incorporado ao conjunto de mostradores do painel.

Preço e Garantia

A Honda SH 150i é comercializada pela Honda com o preço sugerido de R$ 12.450,00, este é o valor sem frete e seguro.

As cores disponíveis são o Vermelho Perolizado e também o Azul Perolizado (em tom mais escuro).

A Honda oferece garantia de 3 anos com fornecimento de óleo gratuito e genuíno em sete revisões, sempre a partir da terceira revisão.

Especificações Técnicas da Honda SH 150i

Motorização e Sistema Elétrico

Motor de quatro tempos, com arrefecimento por líquido

149,3cc de cilindrada

14,7cv de potência com 7.750 rpm

1,40 kgf.m de torque máximo a 6.250 rpm

Transmissão CVT

Partida Elétrica

Alimentação por Injeção Eletrônica e Combustível principal a Gasolina

Ignição Eletrônica

Bateria de 12 volts com 5Ah e farol de LED

Dimensões e Capacidades

Peso de 129kg

Altura de 1158mm, Largura de 740mm e Comprimento de 2026mm

Entre eixos com distância de 1340mm

Altura de 799mm (contada a partir do assento)

Tanque de combustível com capacidade para 7,5 litros

Tanque do óleo do motor com capacidade para 0,9 litro

Características do Chassi

Chassi tipo monobloco

Suspensão dianteira com garfo telescópico de 100mm de curso

Suspensão traseira com dois amortecedores de 95mm de curso

Freio dianteiro a disco com 240mm de diâmetro

Freio traseiro a disco com 240mm de diâmetro

Pneu dianteiro de medida 100/80, com rodas de 16”

Pneu traseiro de medida 120/80, com rodas de 16”

Detalhes no site da Honda

Todos os detalhes desta ótima opção para o trânsito do dia a dia podem ser conferidos no link: https://www.honda.com.br/motos/sh-150i, inclusive com a possibilidade do preenchimento de um formulário de interesse de compra, destacando o estado e a cidade de onde se encontra o proprietário.

Com todas estas inovações e qualidades, a Honda SH 150i prova mais uma vez sua excelente vocação urbana sem abrir mão do conforto.

Por C.B

Honda SH 150i 2018


Linha 2018 trouxe importantes mudanças no design dianteiro, uma nova suspensão dianteira toda reforçada, além de um novo grafismo com nome da linha (Crosser).

A linha aventureira da Crosser da Yamaha já está disponível no mercado nacional em sua versão 2018. A Yamaha oferece inicialmente duas versões no mercado a Crosser 150 Z e Crosser 150 S.

A Yamaha Crosser 150 Z tem preços sugeridos de R$ 11.490,00 e trouxe importantes mudanças no design dianteiro com um novo para-lama, mais alto, chamativo e maior, e uma nova suspensão dianteira toda reforçada, além de um novo grafismo com nome da linha (Crosser). Como seu principal propósito de utilização é o uso em terra, as mudanças não só beneficiam o conjunto como reforçam um rodar bem mais adequado as suas vocações em terrenos mais sujos.

A motorização não mudou, são os mesmos 150cc com 12,4 cavalos de potência, injeção eletrônica e pistão com alumínio forjado com a transmissão de cinco velocidades.

Diferenciais da Linha 150 Z

  • A linha 2018 da Yamaha 150 Z ganhou um novo design na dianteira com um novo para-lama e também uma nova carenagem para o farol dianteiro.
  • O garfo dianteiro também ganhou novos protetores sanfonados e rígidos.
  • O painel da Yamaha Crosser 150 Z é multifuncional e bem completo com iluminação feita por LED, além de várias funções como hodômetro total e parcial, indicadores de combustível, conta-giros, indicador para marchas, marcador para relógio, indicador de nível de combustível e também a importante função ECO.
  • A Crosser 150 Z conta com o Lampejador de Farol no guidão dando maior segurança ao seu condutor em ultrapassagens e na sinalização da moto.
  • A Yamaha oferece ainda 3 (três) anos de garantia com as revisões a preços previamente fixados e peças originais Yamaha, através do programa Y-TEQ.

Principais Especificações Técnicas da Yamaha 150 Z

a. Motorização

Motor quatro tempos de um cilindro, com 149,3 cc de cilindrada, flexível, potência de 12,2 a Gasolina e 12,4 a Etanol, rotação máxima de 7.500 rpm, torque de 1,28 kgf a Gasolina e 1,29 kgf a Etanol, alimentado por injeção eletrônica, com partida elétrica e câmbio de cinco velocidades

A bateria é de 12 volts com 5 AH

A transmissão primária é feita por engrenagens e a transmissão secundária por corrente

O tanque de combustível é de 12 litros com 3 litros de reserva

b. Detalhes da Suspensão, Freios e Pneus

Suspensões dianteiras com Garfo Telescópico de 180mm de curso

Suspensões traseiras do tipo Monocross de Balança com 160mm de curso

Freio dianteiro com disco hidráulico de 230mm

Freio traseiro Mecânico a Tambor de 130mm

Pneu dianteiro de tamanho 90/90

Pneu traseiro de tamanho 110/90

c. Dimensões e capacidades gerais

Entre eixos de 1350mm

Altura de 836mm computada do Assento do condutor

Peso de 131kg, sempre em ordem de marcha

Tanque do óleo do motor de 1,25 litro

Tanque de combustível de 12 litros, com 3 litros para reserva

Altura de 1140mm, Largura de 825mm e Comprimento de 2050mm

Cores Disponíveis: Bege ou Dakar Areia, como a Yamaha denomina, e Azul ou Competition Blue, descrito no site da Yamaha.

Preços Sugeridos

Iniciados em R$ 11.490,00, preço à vista, sugerido sem frete ou valores com seguro.

Através do Consórcio Online Yamaha

Plano Nacional Yamaha: R$ 12.845,00 de valor de crédito, podendo ser pagos em 25x, 36x, 50x, 60x ou até 72x.

Plano Top Yamaha: R$ 13.981,00 de valor de crédito, podendo ser pagos em 25x, 36x, 50x, 60x ou até 72x.

No site da Yamaha

Mais informações e detalhes, além da possibilidade do preenchimento de um cadastro de interesse de compra e download de catálogo técnico, o futuro comprador pode acessar diretamente a página da Crosser no site da Yamaha: https://www.yamaha-motor.com.br/motocicletas/crosser-150/z.

Por C.B

Yamaha Crosser 150 Z 2018


As versões que chegarão na metade de 2018 no mercado estão repletas dos seguintes atributos: o comando único em estilo Joystick com iluminação, todos centralizados em seus ajustes, garantindo maior praticidade e intuição ao ser utilizado.

Depois do colapso da Triumph Motocicletas, a fabricante britânica foi assumida legalmente pela empresa denominada Hinckley na década de 80. No final do ano de 2017 a companhia lançou a nova linha Triumph Tiger 800. O lançamento deste top de linha global ocorreu primeiramente no EICMA 2017. No Brasil, esta motocicleta estreou em uma sessão no Salão Duas Rodas, portando mais de 200 melhorias. Este novo modelo lidera a marca em território nacional, com recorde de vendas. Entretanto, o lançamento oficial está previsto para o mês junho de 2018.

Esta série Tiger 800 compõe uma linha de três versões, iniciando pela top de linha intitulada XCa, seguida das XRx Low Seat, e a XRT. Esta sequência será vendida pela primeira vez no Brasil. O modelo Tiger 800 foi criado em 2010 e conquistou, por conseguinte, a crítica positiva internacional, reconhecida como um modelo apropriado ao público típico de aventureiros.

Esta geração renovada estreia carregada de atualizações tecnológicas, que garantem melhor desempenho no sentido de potencializar a capacidade desta nova Tiger 800, proporcionando maior versatilidade, suavidade e força tanto na estrada quanto nas ruas. A meta principal da companhia consistiu em melhorias específicas em termos de conforto, em estilo e em tecnologia. Entre outras inovações está a nova aparelhagem em seu motor.

Em seu design exterior a Tiger 800 porta um tipo de nova carenagem e uma pintura de alta qualidade. Em seu painel lateral está impresso um novo estilo de ilustração, com emblemas e demais detalhes de grande categoria. O escopo estava em oferecer um visual muito mais dinâmico e modernizado para estas versões, as quais se destacam em On e Off-Road em cada unidade, sem que esse recurso custe a descaracterização da moto.

Em cada versão estão instaladas especificações que portam diversas melhorias, entre elas um painel completo de instrumentos TFT (com cinco polegadas e totalmente configurável, o mesmo já visto na Street Triple 765 RS), sendo colorido também; com punhos atrelados ao guidão e demais comandos com iluminação de fundo, além do dispositivo de luzes em LED.

Em suma, a companhia Triumph atingiu mais um grau de aperfeiçoamento, eliminando alguns pontos fracos existentes na Tiger 800, os quais não possuíam praticidade em termos de meios de configuração das opções em seus ajustes eletrônicos. As versões que chegarão na metade de 2018 no mercado estão repletas dos seguintes atributos: o comando único em estilo Joystick com iluminação, todos centralizados em seus ajustes, garantindo maior praticidade e intuição ao ser utilizado.

Com relação ao guidão, o mesmo está posicionado em 10 mm mais próximo à posição do piloto; a parte do assento recebeu um tipo de espuma de melhor qualidade e o para-brisa agora possui ajuste para até cinco posições.

Esta série possui as três versões em Top de linha, Tiger 800, que estão aparelhadas com o mesmo tipo de motor que consiste em um Tricilíndrico de 800CC; com 12 válvulas e mais a função de refrigeração líquida, com capacidade de gerar a máxima potência de 95CV até 9500RPM, além do torque de 7,8 KGFM com 8000 giros. Portanto, trata-se de um propulsor entre os mais potentes e atualizados, garantindo maior força de modo imediato.

A função de escapamento está munida com um sistema 3 em 1, junto de um silenciador produzido em aço inoxidável, proporcionando maior leveza e melhor fluxo. No que toca ao banco a Tiger 800 vem equipada com duas posições de altura do assento: um de 810-830mm nas XR e outro de 840-860mm nas XC, com capacidade de ajuste em até 20mm de modo adaptar-se à forma de pilotagem ou aos tipos variados de terrenos. Nesse mesmo sentido, entre as versões da Triumhp, está a Tiger 800 XRx Low Seat, que vem equipada com uma suspensão mais abaixo em 760mm, configurando a medida de 50mm mais baixa que as demais versões Tiger 800 XR.

Os preços ainda estão estipulados, dado que a estreia oficial no mercado se dará a partir do mês de junho de 2018. Para mais informações, atualizações e especificações acesse o site: https://www.motorede.com.br/triumph-tiger-800.

Por Paulo Henrique dos Santos

Triumph Tiger 800 2018


Uma das vantagens deste lançamento deverá ser a rapidez para a recarga das baterias, pois ela deverá estar pronta para andar depois de 20 minutos recarregando.

A Vespa Elletrica estará disponível nas lojas a partir do próximo ano, sendo o primeiro modelo a utilizar este tipo de energia, abrindo portas para muitas novidades que virão depois, mas por enquanto a expectativa é que apenas o mercado europeu conte com esta facilidade. A apresentação da Vespa Elletrica foi feita no Salão de Milão, na Itália, na última terça-feira (07) e chamou a atenção do mundo inteiro.

Além de ser um veículo ótimo para driblar os trânsitos saturados nas grandes cidades, ainda garante maior economia no combustível e ajuda a preservar o meio ambiente. Só que por enquanto o preço não foi definido por enquanto, abrindo espaço para vários rumores, mas não há mais dúvidas de que esta é uma importante revolução para a companhia, que já deve ter muitos outros projetos em desenvolvimento, mas tudo muito bem guardado.

Os brasileiros deverão esperar bem mais do que gostariam, pois a marca não deu nem previsão de quando o modelo chegará por aqui.

Uma das vantagens deste lançamento deverá ser a rapidez para a recarga das baterias, um problema comum entre os veículos desta linha, mas esta Vespa deverá estar pronta para andar depois de 20 minutos recarregando, pelo menos é o que garantiu o presidente do grupo Piaggio, que já atua no Brasil desde 2016.

A versão de entrada vem com autonomia de 100 km e será a mais barata, enquanto a mais cara é uma versão mais robusta, com autonomia de 200 km, chamada de 'Elletrica X'. Ela conta com um gerador auxiliar para o motor elétrico e neste caso, a bateria precisará ficar recarregando ao menos por 4 horas.

Mas para os brasileiros, a Vespa Elletrica pode ser uma decepção, já que ela tem um desempenho muito próximo das 'cinquentinhas', quase já não vistas por aqui. A potência máxima é de apenas 5,5 cavalos, ou seja, é um veículo que dá para ir trabalhar e se locomover, mesmo em grandes centros urbanos, mas nada de muito pesado e nem de pressa.

Mas o brasileiro tem motivo de sobra para acreditar que a Vespa Elletrica não fará sucesso por aqui. Primeiro por causa do preço, pois estes veículos quando são lançados no mercado nacional, custam uma fortuna e segunda por causa da questão da própria energia elétrica, pois as contas de luz estão altas e ainda tem as bandeiras tarifárias no vermelho e em módulo 2. O brasileiro tem feito de tudo para economizar energia e deixar um veículo por horas, na tomada, recarregando, não vai ser para muitos.

Esses projetos são lentos e gastam anos para chegar ao mercado europeu, o que dizer então do Brasil. Em 2016 a Vespa apresentou um protótipo no Salão de Milão e só agora chega com o produto final.

Em relação à agilidade do modelo no trânsito, a empresa garante que o torque instantâneo favorece mais velocidade, não sendo este um empecilho para o proprietário. Um ponto a favor da Vespa Elletrica é que não há nenhum barulho, é um veículo extremamente silencioso, uma ótima notícia para os grandes centros urbanos, onde a poluição sonora é cada vez maior.

A Vespa Elletrica conta com um painel bastante colorido, com muitas informações na tela TFT e o consumidor poderá escolher uma das sete cores que estarão sendo oferecidas.

Se este é mais um modelo para o brasileiro contemplar de longe e continuar sonhando, sem ter como usufruir na prática, só o tempo poderá dizer. O país precisa urgentemente de veículos elétricos em suas ruas e avenidas, mas a infraestrutura e o problema da energia elétrica acabam prejudicando diretamente este setor. Vai ser preciso aguardar alguns anos para sabermos o que melhorou por aqui, pois só assim as empresas estarão dispostas a trazer suas novidades para os brasileiros.

Por Russel

Vespa Elletrica

Vespa Elletrica


O design arrojado do modelo combina com traços leves, em linhas fragmentadas em um estilo único, mais para o contemporâneo.

A Triumph Tiger 1200 XR é uma moto para quem gosta de aventura e precisa de muita potência, mas sem perder o estilo para ser usada na cidade. Este modelo foi preparado para enfrentar não só o dia a dia, mas qualquer caminho por onde você quiser se aventurar. Sozinho ou com os amigos, no asfalto ou não terra, você terá conforto e segurança, além de poder contar com muitas novidades.

São 3 versões para a Triumph Tiger 1200 XR, assim é possível escolher a que melhor atende ao seu estilo, sendo que em ambas é possível encontrar tecnologia de ponta, alto desempenho e economia. Já disponível no mercado nacional, o modelo é um dos que mais vem chamando a atenção e é possível citar vários pontos onde esta moto leva vantagem sobre a concorrência.

O primeiro deles é no visual, afinal, é impossível olhar para uma máquina dessa e não ficar admirado. O design arrojado combina com traços leves, em linhas fragmentadas em um estilo único, mais para o contemporâneo. No conjunto, a Triumph Tiger 1200 XR tem um visual que agrada a todos. No painel, instrumentos completos em um display em tela de LCD, trazendo tudo que o piloto precisa: medidor de combustível, velocímetro, indicador de manutenção e posição de marcha, relógio, temperatura externa e do líquido de arrefecimento e os dois modos de pilotagem, sendo eles, o Road e Rain.

Na ficha técnica da Triumph Tiger 1200 XR, é possível conferir todas as informações e novidades é bom ler tudo com bastante atenção, antes de sair por aí com esta máquina, pois tem muito o que conferir, aprender, para que possa conseguir tirar o máximo desta moto.

Confira alguns dos detalhes disponíveis na ficha técnica:

  • Cilindrada: 1215cc
  • Torque Máximo: 137 cv @ 9.300 rpm
  • Potência Máxima: 123 Nm @ 6.200 rpm
  • Caixa de câmbio: 6 velocidades
  • Transmissão final por eixo
  • Embreagem banhada a óleo, multidiscos operada hidraulicamente, auxiliar de torque

A altura desta moto, sem espelho, é de 1.400 mm, a distância entre eixos é de 1.520 mm, peso seco de 244 kg e a capacidade do tanque é de 20 litros. E por falar em capacidade do tanque de combustível, esta Triumph passou por uma avaliação, rodando em perímetros urbanos e também na estrada, sendo que o desempenho ficou além do esperado. Entre a cidade e estrada a média de consumo ficou em 15 km/litro, ou seja, mesmo estando em uma moto grande, relativamente pesada e potente, será possível andar por aí sem pensar que estará gastando muito, pois o consumo fica além do esperado, analisando todos os itens citados.

Quanto ao preço, aí é que muitos poderão ficar surpresos, pois ela oferece muito e isso tem um valor e não é baixo. São 3 opções da Triumph Tiger Explorer 1200 para o consumidor escolher, vejas as opções:

  • Tiger Explorer XR: R$ 54.900,00
  • Tiger Explorer XCX: R$ 65.990,00
  • Tiger Explorer XCA: R$ 78.500,00

A nova Tiger Explorer foi desenvolvida para ir a qualquer lugar, encarando qualquer distância, pois oferece conforto e informações detalhadas e importantes durante toda a viagem. Seja asfalto ou terra, ela tem uma infraestrutura capaz de encarar os desafios com tranquilidade. Este é um modelo para uma viagem transcontinental, então já dá uma ideia de que os obstáculos do dia a dia para ela não são nada.

Com tecnologia de ponta, o piloto tem muito mais estabilidade e controle que podem ser adaptados de acordo com suas preferências. A série XR é indica para quem gosta de estradas, enquanto as XC são para o asfalto e terrenos mais acidentados. Graças ao motor triplo de 1215cc, é possível ter muito mais torque, sem que para isto haja um consumo maior de combustível, conseguindo suavidade e progressão em todas as velocidades.

O ideal é conferir os três modelos e analisar com calma para fazer a escolha certa.

Por Russel

 Triumph Tiger 1200 XR


Novo modelo foi apresentado no Salão de Milão trazendo uma fusão entre o retrô com o futurista o que garante um visual minimalista e elegante.

Substituída pela CB Twister, a antiga Honda CB 300, apesar do sucesso que fez por aqui, deixou de ser produzida no Brasil, em 2016. Porém, acaba de ser apresentada no Salão de Milão, o maior evento do segmento onde são apresentados os novos lançamentos, conceitos e tendência das marcas, uma novidade lançada pela Honda, a nova CB 300R.

Poucos dias antes de expor a CB 300R no Salão de Milão, a Honda publicou um vídeo promocional, anunciado seu novo conceito, Neo Sport Café (NSC), para a nova linha CB que seria apresentada no Salão de Milão.

A nova moto da marca, a CB 300R, fez sua estreia mundial no dia 6 de novembro no evento. A Honda descreveu o modelo como um ”modelo de esporte nu que combina a diversão e a beleza de uma bicicleta esportiva com um pacote de moto de nova geração”.

Seu design é uma fusão entre o retrô com o futurista o que garante um visual minimalista e elegante. Possui guidão de alumínio em borracha cônica, acabamento em vermelho metálico, iluminação de LED completa, faróis arredondados com luz de barra dupla, além disso, o farol dianteiro é o mais fino já montado em uma motocicleta da Honda, possui ainda painel de instrumentos com um visor de LCD/TFT fino e leve, que oferece informação de velocidade, nível de combustível, posição da engrenagem e luzes de advertência dispostas na parte superior. Conta com motor DOHC que funciona muito bem tanto na rodovia com na cidade, possui um cilindro com refrigerado a líquido, 286 cc, 4 válvulas, anéis de pistão de baixa fricção, radiador de núcleo de alta densidade, vela de ignição de irídio, o sistema de partida é elétrico, injeção eletrônica de combustível PMG-FI, a capacidade do tanque é de 10,0 L, possui ótima eficiência de combustível com gasto médio de 30,2 km / L, câmbio com seis velocidades que oferece uma ótima distribuição de engrenagem, transmissão final por corrente, freio dianteiro de disco duplo e traseiro de disco simples com acionamento hidráulico, a suspenção vem com garfo invertido, rodas de liga leve, garfos de 41 mm de diâmetro, braçadeira dianteira de 4 pistões de montagem radial, monoshock ajustável de pré-carga e pinça de freio de quatro pistões, sistema de lubrificação forçada por bomba trocoidal, ABS entre outros.

Veja abaixo a ficha técnica da CB 300R.

MOTOR

Tipo: Cilindro refrigerado por líquido

Deslocamento do motor (cm³): 286cc

Diâmetro e curso (mm): 76mm x 63mm

Taxa de compressão: 10.7: 1 Max.

Potência: 31bhp / 8500rpm Max.

Torque: 27,5Nm / 7,500rpm

Capacidade de óleo: 1.8L / 1.5L

SISTEMA DE COMBUSTÍVEL

Carburação: PGM-FI

Capacidade do tanque de combustível: 10,0L

Consumo de combustível: 85 mpg

SISTEMA ELÉTRICO

Iniciante: Elétrico

Capacidade de carga: 12V-7AH

Saída ACG: 318W

UNIDADE DE TRAÇÃO

Tipo de embreagem: Embreagem hidráulica molhada, multiplaca

Tipo de Transmissão: 6 velocidades

Transmissão final: Cadeia

QUADRO, ARMAÇÃO

Tipo Estrutura de diamante de aço

CHASSIS

Dimensões (LxWxH): 2012mm x 802mm x 1052mm

Distância entre eixos: 1352mm

Ângulo do casco: 24º

Altura do assento: 799mm

Liquidação do solo: 151mm

Peso no freio: 143 kg

Raio de giro: 2,3 m

SUSPENSÃO

Tipo Frente: Forquilha telescópica de 37 mm, curso 130 mm

Traseira: Amortecedor Monoshock, braço oscilante Pro-Link, curso 107mm

RODAS

Tamanho das rodas da frente: 17 polegadas

Tamanho das rodas traseiras: 17 polegadas

Frente de pneus: 110 / 70R17M / C 54H

Pneus traseiros: 150 / 60R17M / C 65H

Travões Tipo de sistema ABS: 2 canais com IMU

Frente: Disco flutuante sem obstrução de 296 mm com pinça Nissin de 4 pistões de montagem radial

Parte traseira: Disco de 220mm com pinça de pistão único.

Por Lorena Ruiz

Honda CB 300R


A Kawasaki Ninja H2 SX foi uma das atrações do Salão Duas Rodas de Milão.

O lançamento da Kawasaki aconteceu no Salão Duas Rodas de Milão, que começou nesta terça-feira, dia 7 de novembro de 2017. A moto Ninja H2 SX deu o que falar e arrancou muitos suspiros mesmo daqueles que não se abalam fácil. Essa moto significou mais do que um modelo novo da marca Kawasaki, a Ninja expandiu a família de motos estilo supercharged da marca Kawasaki.

Neste post iremos te contar como é essa super máquina, além de contar como foi o lançamento e o que esperar do mercado. Confira e tente segurar os suspiros!

Super potência e design arrojado, eis um resumo para a Kawasaki Ninja H2 SX

Dentro das milhares novidades e lançamentos no Salão Duas Rodas em Milão, que é o maior evento de lançamento e novidades de motos do mundo, a Kawasaki surgiu com uma enorme máquina para representar a sua marca. A Ninja H2 SX é muito potente, ela pode chegar a 210 cv de potência. Muita coisa, não é?! Não para por aí, a moto é muito mais que potente. Veja no post!

Muito além de um tubo convencional ou um novo acabamento, a nova Kawasaki ganhou muitas novidades

O modelo novo da Kawasaki se uniu ao modelo H2 e ao outro modelo H2R, formando assim uma linha de motocicletas que utilizam uma ótima tecnologia no motor: a sobrealimentação de ar, desse jeito o dispositivo utiliza um tipo de compressor para levar mais ar dentro do motor da moto, ao invés de utilizar gases de escape com objetivo de girar a turbina do motor, como muitas motos por aí.

Para o modelo Ninja H2 SX, os engenheiros responsáveis desenvolveram um modelo mais avançado de motor, o que deu às motos Ninjas características especiais, mas um tanto contida para o modelo de lançamento, deste jeito a moto se mantém mais confortável para o piloto que poderá dirigir por horas a fio, para por exemplo, pegar estrada e fazer uma viagem. Além de essas mudanças que formam um modelo espetacular, ergonomia da Ninja H2 SX se manteve mais reta e ereta, e estará acompanhada de malas de bagagem. Ou seja, o visual da moto lançada pela Kawasaki é totalmente inovador e muito bonito!

Potente, bonita e tecnológica – Ninja H2 SX é tudo o que você precisa para uma boa viagem ou um rápido passeio

É claro que motocicletas como a nova Kawasaki Ninja H2 SX arrancam olhares e suspiros de qualquer um, não é difícil se imaginar pilotando uma bela moto como essa que estamos falando no post.

Uma das mais faladas do Salão Duas Rodas e será ainda mais quanto inaugurarem as vendas para o modelo.

Outro item que faz os olhos de qualquer um brilhar é o painel desta máquina bela e potente: os dispositivos eletrônicos não foram deixados de lado na hora do planejamento deste eficaz projeto da Kawasaki, coisas como controle de tração, diversos modos de pilotagem pré programados e seguros freios ABS estão muito presentes na moto Ninja H2 SX. Não tem quem não goste e almeje uma beleza dessas.

Valores, datas de início de vendas e outras informações comerciais

O lançamento desta máquina suprema que é a Kawasaki Ninja é muito recente, ela foi apresentada ao público no dia 07 de novembro, e por isso não temos as informações sobre quanto irá custar para possuir essa motocicleta. O certo é que ela merece um bom pagamento, já que tem tudo o que qualquer um precisa para viajar bem tendo o vento da liberdade batendo no seu rosto.

Por David Ferreira

Kawasaki Ninja H2 SX


A Comet 650R, da Kasinski, é moto ideal para quem gosta de pilotar modelos do tipo esportivo. Ela tem um desing moderno,é de alata cilindrada e bastante agradável, super confortável de controlar.  As traseiras com Leds e os  89,6 cv de potência que ela oferece são pontos muito interessantes e que tornam essa moto ainda mais fascinante.

O preço,por sua vez, procura ser competitivo de acordo com seu segmento,com sua linha  de atuação em termos de mercado e público consumidor.  Seus preços, portanto, variam entre R$ 24.300  e R$ 24.800, dependendo da pintura e do modelo escolhidopelo cliente.

Ela pesa 198 kg e tem  motor de V2 de 650 cm³ roletado.Suas características são, sem nenhuma dúvida,muito boas para quem ainda é iniante em pilotar máquinas, motos esportivas. No mais, no que diz respeito as cores, a Comet 650R possui as seguintes opções nesse sentido: vermelha, preta, branca e preta ou vermelha e preta.  

Seja como for,para não esquecer de informar o leitor sobre ospontos negativos dessa moto,o fato é que elapeca por não ter sistema de freios ABS como algumas rivais.  No entanto, numa visão geral, ela passa no teste.

Por Madson Lima de Oliveira


Uma opção de transporte que está sendo utilizada cada vez mais no Brasil são as bicicletas elétricas.

No entanto, este tipo de veículo necessita de uma regulamentação mais específica já que segundo a indústria deste setor uma bicicleta elétrica consiste em um veículo com um motor auxiliar movido a eletricidade com uma potência de até 250 Watts e que possui controle de velocidade quando atinge velocidade de 25 km/h.

Fonte: Novasdodia

 

Este conceito dos fabricantes de motos e bicicletas foi levado para o órgão fiscalizador Contran com o objetivo de obter uma regulamentação do seu uso até julho de 2013.

Por Ana Camila Neves Morais


O mercado de motocicletas no Brasil conta com mais um modelo inovador: a VFR 1200X Crosstourer.

Este veículo possui um motor V4 com 1.236 centímetros cúbicos alcançando uma potência de 129 cavalos e um torque máximo de 12,8 kgfm.

Além disso, esta moto conta com um câmbio automático eletrônico com sistema DCT de dupla embreagem que possui três possibilidades de uso: Manual, automático Sport e Totalmente Automático.

Fonte: Motonline

Outras características interessantes da VFR 1200X Crosstourer são os freios Combined ABS, controle de tração e rodas com 19 polegadas.

No seu aspecto estético, este veículo possui um design esportivo, painel digital multifuncional, piscas com lâmpadas de LED e para-brisas inovadores.

A nova VFR 1200X Crosstourer deve chegar ao mercado automotivo brasileiro nos primeiros meses de 2013, mas os seus valores não foram divulgados pela montadora.

Por Ana Camila Neves Morais


A Husqvarna, empresa especializada na venda e fabricação de motos fez uma atualização do seu modelo TE310 R.

Em sua parte mecânica, esta moto conta com motor de 302,4 centímetros cúbicos, injeção eletrônica, movido à gasolina, câmbio manual de seis marchas que alcança uma potência de até 45 cavalos e um torque de, no máximo, 5 kgfm.

Além disso, a TE310 R vem com pneus de 18 e 21 polegadas, tanque com capacidade para 8,5 litros de combustível e 2,26 metros de comprimento total.

O design da nova Husqvarna é bem moderno com pinturas e adesivos mais resistentes e um painel simples com comando para a partida elétrica da moto.

Todas estas inovações da TE310 R irão chegar no Brasil com valores a partir de R$24.000 tendo como grandes concorrentes a Yamaha TT-R230, Honda CRF 230 e a Kawasaki KX 250 F.

Por Ana Camila Neves Morais





CONTINUE NAVEGANDO: