Nova versão conta com um design mais imponente e agressivo.

A Harley-Davidson apresentou o seu novo modelo: a Street Rod 750, que tem como foco o uso nos centros urbanos, e que teve como base o modelo Street 750. A nova versão conta com um design mais imponente e agressivo. Além disso, o motor de 2 cilindros ficou cerca de 20% mais potente e também com 10% a mais de torque. Entre outros diferenciais, a Street – Rod conta com motorização High Output Revolution X V-Twin que tem 749 cm³ e também freios ABS de série.

A linha Street da marca é a que tem preços mais acessíveis para o consumidor, porém ainda não pode ser encontrada no País. Nos Estados Unidos, estima-se que a nova versão seja vendida por cerca de US$ 8.699,00.

Outra novidade apresentada pela marca é o novo modelo Roadster, que inclui combinações de recursos da linha premium como, por exemplo, freios dianteiros de disco duplo, suspensão traseira especial, além de braçadeira tripla robusta. Um dos diferenciais é o torque de baixa rotação que faz parte do modelo do motor Evolution V-Twin de 1200 cc, e o estilo único e inconfundível da marca que tem detalhes próprios como o guidão rebaixado, para-lama traseiro cortado, tampa no distribuidor com aletas e também a presença de protetores do escapamento preto com aberturas.

O modelo Street Bob destaca-se pelo desempenho devido à presença do chassi da Dyna, que é feito em estilo mais simples, despojado e hardcore e pela presença do motor V-Twin. A pilotagem é feita de forma muito segura, pois o chassi foi fabricado de forma extremamente rígida e, além disso, os componentes de suspensão e freios, também, fazem parte de uma categoria superior. Está versão destaca-se pela presença das rodas personalizadas de borracha premium, que foram criadas para proporcionar durabilidade, desempenho e emoção para o piloto.

O design poderoso faz parte do modelo Fat Bob, que conta com um exclusivo farol dianteiro e também lanterna traseira LED personalizada. A versão destaca-se também pelos pneus largos que foram montados em rodas de alumínio usinadas e pelo desempenho do motor Twin Cam 103 e freios a disco duplo, o que torna a pilotagem diferenciada e com muita emoção.

Por Babi

Harley-Davidson Street Rod 750


Modelo foi apresentado no Salão de Milão e traz ótimas características.

Para quem anda antenado no mundo das máquinas sabe que o Salão de Milão é a porta de entrada, o cartão de visitas de muitas fabricantes de motos. E foi justamente lá, no Salão de Milão, que a KTM decidiu apresentar no dia 17, a 1290 Super Duke GT.

O novo modelo chega com novidades como o acréscimo de diversas características que remetem aos modelos touring e o chassi, que nada mais é do que o esportivo pertencente à família de “nakeds”. A título de curiosidade além do citado modelo a 690 Duke também mostrou ao público um pacote com mais esportividade.

Mas vamos aos detalhes. A nova GT da KTM, derivada da 1290 Super Duke, conta com um potente motor bicilíndrico de 1301cc e 173 cavalos de potência. E isso ainda aliado a itens típicos das “estradeiras” como um tanque com capacidade para 23 litros, um assento mais confortável, controle de velocidade e para-brisa ajustável.

Obviamente que não podemos deixar passar os equipamentos de série que estarão presentes na versão 2016. Entre eles vamos encontrar  manopla aquecível, suspensão semiativa, luzes diurnas de LED, 4 modos de pilotagem, controle de estabilidade e freios ABS – ambos com sensor de inclinação.

Seguindo com a linha de motos vale lembrar que a Super Duke R desembarcou por aqui no mês de abril deste ano. O preço na época era de R$ 79 mil.

Para ter o “direito” de carregar a letra “R” no nome que, para os mais desavisados, serve para designar os modelos mais esportivos, a “naked” 690 Duke teve algumas alterações como o aumento da potência do motor monocilíndrico de 73 para 75. O que só foi possível com o uso de alguns equipamentos de ponta como o silenciador Akrapovic.

Para completar a 690 Duke R ainda traz o diferencial da pinça de freio Brembo, as tradicionais rodas com a cor laranja, controle de tração, ABS com sensor de inclinação e suspensão WP totalmente ajustável.

Pelo visto o Salão de Milão de 2015 vai trazer novidades incríveis para o setor.

Por Denisson Soares

1290 Super Duke GT

1290 Super Duke GT

1290 Super Duke GT

Fotos: Divulgação


Parceria entre o piloto de Fórmula 1 e a montadora de motos de luxo fez surgir uma moto de grande estilo e ótimas características.

Lewis Hamiltone MV Agusta criam uma moto em parceria. Essa é uma grande ação de marketing.

A MV Agusta é uma empresa que fabrica motos de luxo. O bacana é que o modelo foi desenvolvido pelo bicampeão da Fórmula 1 em parceria com a marca. Essa novidade promete ser um dos principais destaques do Salão de Milão.

A moto foi lançada no dia 15 de agosto e já está fazendo sucesso. O visual, o design e o preço ainda não foram divulgados. A moto tem motor de 3 cilindros e 798 cc, além de 140 cavalos. A expectativa é que o produto consiga alavancar ainda mais a força da MV Agusta no mercado de duas rodas em todo o mundo. A moto, por sua vez,  foi baseada na Dragster RR

Hamilton falou sobre sua paixão também pelos veículos de duas rodas e que isso, sem sombra de dúvida, terminou por fazer com que ele tivesse essa ideia. Afinal o campeão do automobilismo também já mostrou interesse em pilotar, quem sabe, num torneio de Moto GP. É possível encontrar nas redes sociais e na internet, fotos de Hamilton com sua criação. Um detalhe interessante é que Ayrton Senna também já lançou uma moto, no caso uma do modelo Ducati.

O modelo da moto da MV Agusta em parceria com Lewis Hamilton é uma nova versão da Dragster que, naturalmente, tem tudo para agradar aos fãs em geral. O centro de desenvolvimento da MV disse que está muito feliz com esse projeto e que novos modelos ainda irão surgir daqui para frente.

A moto, como era de se esperar, será muito veloz e estilosa. Pois bem, o que podemos esperar dessa parceria? Essa é uma pergunta que teremos a resposta em breve.

O que vocês acharam dessa novidade?

Por Madson Lima de Oliveira

Moto da MV Agusta e Lewis Hamilton

Moto da MV Agusta e Lewis Hamilton

Fotos: Divulgação


Para aqueles que são fãs de motos e sempre gostam de estar por dentro das novidades no mundo das motocicletas, saibam que a Yamaha está com um novo conceito muito peculiar. Vale ressaltar que os conceitos possuem uma função bastante interessante: expressar ideias, apesar de muitas vezes as mesmas estarem bem longe da realidade, bem como funcionalidade das ruas. O novo conceito da Yamaha possui destaque para uma moto bastante exótica: a mesma conta com assento inspirado em um cavalo. Confira mais detalhes na continuação desta matéria.

É importante destacar que este novo conceito apresentado pela Yamaha é destinado ao protótipo de motocicleta do projeto “Ah a May”. O projeto em si será apresentado ao público por meio da 9ª edição da Bienal Internacional de Design de Saint-Etienne 2015, na França.

A Yamaha é uma das maiores montadoras em seu segmento e sempre está em busca de inovação, bem como apresentação de novos conceitos para o mercado das motocicletas. A transnacional japonesa dispõe de atuação em diversos países e liderança de vendas em várias categorias.

Segundo a Yamaha, o banco referente ao novo conceito é totalmente inspirado no perfil de um cavalo. O grande objetivo dos desenvolvedores desse projeto foi simbolizar a simbiose com a natureza. Um dos aspectos mais interessantes é a sua longitude, pois a mesma visa tirar a visão do piloto do painel da moto e concentrar a mesma no cenário da estrada.

Além disso, saiba que a empresa japonesa não divulgou qual foi o modelo base para a criação deste novo conceito. Porém, através de boatos e fotos da própria moto, bem como o formato do motor e seu posicionamento levam a crer que o novo conceito foi desenvolvido com base na naked MT-07.

Outro detalhe muito importante é que a Yamaha também está com outra novidade. A fabricante vai levar para a Bienal Internacional de Design de Saint-Etienne 2015 uma bicicleta elétrica. Essa bicicleta é um dos itens mais esperados em relação à Yamaha, haja vista ser um projeto bastante interessante e altamente tecnológico, pois quando acoplada sobre sua base o modelo pode ser pedalado e acaba gerando energia a uma bateria.

Por Bruno Henrique

Projeto Ah a May da Yamaha

Foto: Divulgação


Após a tão aguardadaBrutale 800 ter chegado ao Brasil, enfim, e mais esperado que a primeira, chega o segundo modelo do seguimento de 800 cc da famosa italiana MV Agusta. Estamos tratando aqui de uma moto primorosa, a F3 800.

A moto que “chegou” recentemente traz um motor de 3 cilindros em linha. São 798 cm³ capaz de gerar 148 cavalos de potência. De acordo com as informações divulgadas a previsão é de que motocicleta já esteja sendo colocada a venda na segunda semana do mês de agosto nas concessionárias. Quanto ao preço a informação é de que será vendida inicialmente por R$ 56 mil.

A F3 tem seus pontos interessantes que a levaram a ser aguardada por muitos fãs. Em primeiro lugar digamos que ela se trata de um modelo mais “manso” do que a F4 e por outro lado é mais excitante do que a F3 675 – esta ainda não é comercializada no Brasil. Por isso, e por alguns outros pontos , a F3 800 se torna uma moto de categoria intermediária que tem a intenção de proporcionar a emoção de uma megaesportividade de 1000 cm³ e isso com a tranquilidade e facilidade de se pilotar uma moto de 600 cm³.

Vejamos os detalhes técnicos:

A F3 chega com um pacote que pode sim ser chamado de avançado no que diz respeito à parte eletrônica. Claro, que tudo alinhado com um motor de 800 cm³ capaz de 148 cv a 13 mil rpm e com um torque de 8,9 kgfm que são lançados a 10.600 giros.

Visando beneficiar de maneira eficiente o alto desempenho vale destacar um detalhe: um duplo cabeçote que possui quatro válvulas em titânio e que ainda conta com novos injetores de combustível.

Outro detalhe que também é um diferencial do bloco de motor é o virabrequim contra-rotativo. Para quem não sabe o que isso quer dizer que tem como objetivo diminuir o efeito de inércia rotacional que ocorre durante as mudanças de direção rápidas. De acordo com a própria montadora também tem como função melhorar o equilíbrio da motocicleta.

A F3 pesa ao todo 173 kg, e acaba oferecendo uma relação entre peso e potência 1,17 kg/cv. Esse simples aspecto coloca a moto na linha de briga direta com motos superesportivas e de maior cilindrada. De acordo com a fabricante a moto tem capacidade de atingir uma velocidade máxima de 269 km/h

Por Denisson Soares

MV Agusta F3 800

Foto: Divulgação


Em 2012 a KTM 1290 Super Duke R foi apresentada no Salão de Milão como conceito, mas ao que tudo indica, em breve o modelo será produzido em série. Na última quinta-feira (17), a própria montadora austríaca divulgou imagens inéditas do protótipo da motocicleta.  Provavelmente o modelo será lançado oficialmente no mês de novembro de 2013.

A moto será equipada com propulsor de dois cilindros, capaz de entregar 182,5 cavalos de potência e oferecer  torque de 14,68 kgfm. O design da moto é bastante ousado e o DNA é esportivo, sendo que a principal característica da motocicleta consiste no conjunto de elementos de alta performance, além de freios e suspensões super eficientes.

A moto vai de 0 a 200 km/h em apenas 7,2 segundos e, além disso, a montadora alega que a Super Duke R contará com grande economia de combustível. Além disso, o intervalo para a  revisão também é amplo, sendo que as manutenções devem ocorrer a cada 15.000 km rodados.

Foto: Divulgação

A motocicleta pesa apenas 189 kg e  é feita com matérias primas bem leves. Cumpre salientar que tanque de combustível comporta 18 litros e no quesito segurança, a mota conta com freios ABS, além do controle de tração.

A KTM 1290 Super Duke R conta com refrigeração líquida, transmissão de seis velocidades e injeção eletrônica. O valor de venda da nova KTM 1290 Super Duke R ainda não foi divulgado.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Em termos de motocicletas, a categoria de 150 cilindradas é de longe a preferência nacional. Não só o seu preço, mas também o baixo custo de manutenção e economia de combustível fazem da categoria um sucesso de vendas no Brasil. A líder no segmento é a famosa Honda CG150, mas agora a Yamaha vem com tudo para tentar abocanhar uma parte dos consumidores. Com a nova YS150 Fazer, a companhia japonesa busca concorrer diretamente no segmento que mais vende no país.

A Fazer foi projetada especialmente para proporcionar conforto ao piloto durante longas viagens. Com design bonito e moderno, a motocicleta possui injeção eletrônica e utiliza gasolina ou etanol. Embora a motocicleta seja bastante semelhante com a CG150 da Honda, a potência é um pouquinho menor. São 12,2 cv a 7.500 rpm, enquanto a concorrente possui 14,2 cv e 8.500 rpm. No entanto, a empresa afirma que apesar disso, o seu modelo possui um rendimento melhor que a concorrente, com menor consumo. A motocicleta passou dos 40 km por litro de gasolina, segundo medições da ABNT.

A Yamaha irá disponibilizar duas versões da motocicleta para venda. A mais simples delas é a ED, que irá custar aproximadamente R$ 7.390, enquanto a SED é mais completa e custará R$ 7.850. As duas versões são muito parecidas e possuem freios a disco dianteiro, conta-giros, velocímetro digital e até mesmo um indicador de marcha engatada, ideal para quem não possui experiência em pilotagem.

POR EBENÉZER CARVALHO


Suzuki Inazuma 250O Brasil será finalmente o palco para a chegada da Suzuki Inazuma 250, que irá concorrer diretamente com os modelos de 250 cilindradas já estabelecidos no país.

A apresentação da motocicleta está prevista para o próximo mês no Salão Duas Rodas. Por enquanto, a companhia não informou mais detalhes sobre a data exata que a moto estará disponível para a venda e nem os preços finais ao consumidor.

O motor bicilíndrico de 250 cm³ é a grande novidade no modelo, que possui a injeção direta de combustível como seu principal diferencial. A potência gerada pelo motor é de 24,48 cv em uma transmissão de seis marchas.

A motocicleta vem com uma suspensão traseira mono-shock e garfos telescópicos que vão proporcionar maior absorção de impactos. Além disso, os freios hidráulicos possuem discos ventilados tanto na traseira quanto na dianteira e as rodas são feitas em alumínio com três raios. O painel da Inazuma também é um de seus grandes diferenciais. LED indicativos fazem parte de um conjunto de LCD bastante bonito e atrativo.

No Brasil, as principais concorrentes da motocicleta serão a Honda CBR 250R e a Dafra SYM Next 250. Com o anúncio, a empresa visa recuperar o mercado nacional de motos de pequeno porte, as chamadas Naked. Embora o preço não tenha sido divulgado, o valor médio das motocicletas do segmento gira em torno de R$ 12 mil e, para criar uma concorrência acirrada, a Suzuki deverá manter algo em torno disso.

Por Ebenézer Carvalho


BMW F800 GSQuem vai ao Salão Duas Rodas em outubro poderá apreciar o grande lançamento que a BMW trará no mês de novembro: a F800 GS. A grande atração do estande da poderosa será a opção mais radical da maxitrail e será montada na capital do Estado do Amazonas, em Manaus.

A nova moto terá alterações em seu peso, ela ganhará 15 kg em relação à tradicional, o que também aumenta o seu consumo: 1,7 km/h a menos a uma velocidade de 120 km/h. Ela terá também uma bolha maior do que a versão anterior, que poderá suportar com facilidade viagens de longa distância. A versão ainda conta com uma novidade: o modo “Enduro” para atuação da eletrônica – em que o funcionamento do ABS e do controle de tração é ajustado especificamente para rodar na terra.

Os protetores de mão e do motor, e a nova carenagem, além das pedaleiras mais largas e o banco com três opções de altura, destacam ainda mais a sua especialidade off-road. Para que o piloto possa realizar suas aventuras, o tanque ganhou 8 litros, totalizando 24, e uma autonomia de 560 km.

A versão brasileira pode chegar diferente da vendida na Europa (com freios ABS e controle de tração e suspensão eletrônicas opcionais). O que se sabe é que aqui o freio e controle de tração são standard na GS comum. 

Por Jaime Pargan


A empresa BMW apresentou o scooter C Evolution, modelo com funcionamento inteiramente elétrico, durante o Salão de Frankfurt. A moto move-se através de uma bateria de 8 kWh (íon-lítio) e produz máxima potência de 47 cavalos.

O scooter C Evolution vai de zero a cem quilômetros por hora em 6,2 s, atingindo máxima velocidade de 120 km/h, que é eletronicamente limitada. Após completada a carga, em cerca de quatro h plugada em tomada voltagem 220 e corrente de 12A, o modelo apresenta independência de 100 quilômetros. O C Evolution ainda foi equipado pela marca com um conjunto que recupera a energia através de sistema de frenagem e até também quando é desativado o acelerador.

São 4 versões de recuperação da energia e entrega da potência: Road, Eco Pro e Sail. Fora a tecnologia para a reposição da energia, o sistema de controle de torque marca presença no scooter da marca, o que evita que extrapole a aceleração da roda de trás e chegue ao limite aderente ao solo. A opção final da produção deste primeiro modelo de scooter inteiramente elétrico da empresa ainda não possui dia para chegar às lojas autorizadas da marca.

Por Marcelo Araújo

BMW C Evolution


A empresa americana Indian Motorcycle (do grupo Polaris) já atua no país com uma linha de quadriciclos e vê uma boa oportunidade para atuar no mercado de motocicletas. A montadora foi criada em 1901 e é uma das pioneiras na fabricação de motocicletas, quadriciclos, veículos para neve, entre outros.

Ainda não há uma data específica, mas no site da empresa já é possível ver o aviso de que em breve a empresa irá atuar no Brasil. Dentre as opções, está a montagem das motos na Zona Franca de Manaus. Segundo a diretoria, o país está no radar da empresa por ser um mercado em constante ascensão.

É provável que a linha de montagem seja realizada em regime de CDK, no qual as peças são importadas e as motos são montadas aqui. Esse modelo, usado por grandes montadoras como BMW, Ducati e Harley Davidson, mostrou-se bem eficiente.

A Indian Motorcycle irá competir com outras marcas como a Harley Davidson, Honda e Yamaha. Para atender ao mercado brasileiro, a empresa passará a ter o dobro de lojas até o fim de 2013.

Por Robson Quirino de Moraes


Você sabia que a marca Harley-Davidson está completando 110 anos? Agora já sabe, e de quebra fica sabendo que para comemorar o aniversário a marca preparou a venda de um super modelo considerado a primeira grande Harley- Davidson.

Se você se animou com a notícia corra, pois a edição conta com um número limitado de motocicletas, cerca de aproximadamente 1.450 unidades devem ser produzidas em todo o mundo.

Este novo modelo casa uma sutil combinação, o preto e a cor bronze se comunicam perfeitamente com o brasão feito especialmente para a comemoração do aniversário.

O novo modelo garantirá um torque muito maior e terá menos vibrações, típicas de motores menores.

O modelo nomeado de Dyna Super Glide Custom está com preços fantásticos, cada exemplar sai por singelos R$ 41.000,00, afinal, é a big twin mais acessível da categoria.

Abusando do cromado, a versão de aniversário conta ainda com duas saídas de escapamento e guidão no mais tradicional estilo chifre de boi, incitando o piloto a encarar a estrada em longas viagem pelo mundo.

Por Fernando Setoue


Nova Suzuki V-Strom 650Mais um lançamento da Suzuki para o ano de 2013 foi a V-Strom 650, um modelo veloz e que alia esportividade e potência. Além do design impecável, a nova V-Strom 650 apresenta um ótimo desempenho. Este modelo está mais leve e potente que a versão anterior, permitindo uma resposta mais rápida à aceleração.

O motor da V Strom 650 é o V-Twin de 645 cm³. Ele proporciona uma aceleração constante aumentando a potência gradativamente. A potência máxima atingida pela moto é de 67 cavalos a 8.800 rpm, além de um torque de 6,12 kgf.m a 6.400 rpm.

O chassi da V-Strom 650 está mais rígido e apresenta dupla longarina, além de balança de liga de alumínio, proporcionando uma direção mais suave e estável. A suspensão dianteira possui uma pré-carga com mola ajustável e um tubo de 43 mm na suspensão traseira. Com essas configurações, é possível ajustar a pré-carga da mola através de um regulador.

A V-Strom 650 ainda possui freios ABS (disco duplo na frente) e capacidade de tanque de 20 litros de combustível. Ela está disponível nas cores azul e branca e seu preço é de R$ 34.900.

Por Robson Quirino de Moraes


Crypton Penélope Charmosa - Nova moto para mulheresNeste mês o destaque para o quesito lançamento ficou para a Crypton da Penélope Charmosa que pertence ao grupo Yamaha.  

A Crypton por si só já é a preferida das mulheres devido ao seu tamanho e sua praticidade de pilotagem. Na sua versão ultra feminina, além do indispensável cor de rosa, o modelo  conta com o grafismo na lateral e também na parte traseira onde remete a personagem Penélope Charmosa, que até as mulheres "grandinhas" costumam se espelhar.  

Na fábrica  localizada em Manaus foram produzidas aproximadamente 1.500 unidades com praticidade na partida elétrica e a segurança do freio a disco. O valor para a aquisição gira em torno de R$ 5.500,00 e estipula-se que cerca de 55% do produto não está mais disponível para venda já neste primeiro mês.  

O sucesso está sendo tão crescente que a Yamaha já pensa em ampliar sua produção  com o licenciamento e  parceria inédita com a Warner Bros.    

A empresa também está promovendo um Concurso Cultural com o tema Beleza Feminina onde o prêmio será uma dessas gracinhas para colocar em sua garagem (regulamento aqui).

Por Luciana Ávila


A moto NXR 150 Bros, um dos modelos de grande sucesso da Honda, vai ficar de “cara nova” em setembro deste ano. A reformulação se deu sobre vários aspectos, mas está no design o que mais irá chamar a atenção. A moto ganhou mais versatilidade, prometendo também trazer mais conforto para quem guiá-la. Outro traço marcante na motocicleta será a robustez que vai receber em seu novo desenho.

Na frente, a nova NXR 150 Bros vai ganhar novos faróis com mais potência, além de um novo painel. O painel de instrumentos terá luz de advertência da injeção eletrônica, indicadores de direção, leitura do marcador de combustível e hodômetro total e parcial.

O motor da NX 150 Bros será monocilíndrico, tendo uma potência de 13,8 cv com suportes internos que reduzem o atrito entre as peças do motor.

A nova Bros poderá ser adquirida na versão Flex (álcool ou diesel).

O preço da Nova Bros irá variar de R$ 8.640,00 a R$ 8.990,00 (valor passível de financiamento).

A motocicleta estará disponível nas cores preta, vermelha e verde.

Por Michelle de Oliveira


Finalmente a Ducati confirmou quais os modelos que serão vendidos no Brasil. Além do modelo que será montado pela Dafra em Manaus, a Diavel, chegarão ao mercado nacional as Nakeds Monster 796 e Streetfighter 848, a Superbike 848 EVO e as Bigtrails Multistrada 1200 e Panigale 1199. Porém, a companhia ainda não revelou nenhuma data definida para o início das vendas dos modelos, nem o valor pelo qual serão comercializadas.

O modelo de entrada será a Naked Monster 796, que conta com motor de 803 cm³ e 87 CV. Já a Panigale 1199, modelo superesportivo, possui 195 CV e é a mais potente da gama.

Assumida pelo grupo Volkswagen no ano passado, a Ducati fez parte da apresentação que a companhia alemã fez como prévia no Salão do Automóvel de 2012. Antes, a marca era representada pelo grupo Izzo no Brasil, que também distribui motos da KTM, Husqvarna, MV Agusta, Triumph e Harley Davidson.

O fim da parceria entre a Izzo e a Ducati foi bastante conturbado, na época várias revendas no Brasil foram fechadas. Porém, em 2012 a marca abriu sua primeira assistência técnica autorizada e ainda falou sobre seus novos planos de atuação no mercado brasileiro, mas ainda não foi divulgado nenhum dos nomes dos novos distribuidores.

Por Felipe Santos Bonfim


O mercado de motocicletas no Brasil conta com mais um modelo inovador: a VFR 1200X Crosstourer.

Este veículo possui um motor V4 com 1.236 centímetros cúbicos alcançando uma potência de 129 cavalos e um torque máximo de 12,8 kgfm.

Além disso, esta moto conta com um câmbio automático eletrônico com sistema DCT de dupla embreagem que possui três possibilidades de uso: Manual, automático Sport e Totalmente Automático.

Fonte: Motonline

Outras características interessantes da VFR 1200X Crosstourer são os freios Combined ABS, controle de tração e rodas com 19 polegadas.

No seu aspecto estético, este veículo possui um design esportivo, painel digital multifuncional, piscas com lâmpadas de LED e para-brisas inovadores.

A nova VFR 1200X Crosstourer deve chegar ao mercado automotivo brasileiro nos primeiros meses de 2013, mas os seus valores não foram divulgados pela montadora.

Por Ana Camila Neves Morais


Uma novidade interessante vai ser oferecida em pouco tempo nas ruas de Barcelona: o aluguel de scooters elétricas.

Esta iniciativa vem da empresa Cooltra que já adquiriu cerca de 1.000 unidades do GOVECS Go! 2.3 com o objetivo de oferecer um transporte mais facilitado aos moradores, mas sem poluir o meio ambiente.

O modelo de scooter elétrica adquirido pela Cooltra tem a capacidade de fazer 80 quilômetros com uma recarga apenas e obtêm a velocidade máxima de 80 km/h.

A partir desta compra, a Cooltra criou o Programa eRenting que oferece o aluguel de uma scooter elétrica por R$415 mensais ou R$15 por dia incluindo seguros, assistência técnica, manutenção do veículo e recarga gratuita nos diversos pontos espalhados pela cidade de Barcelona.

Apesar de possuir um mercado modesto, o avanço das vendas e utilização das scooters elétricas promete aumentar muito nos próximos anos.

Por Ana Camila Neves Morais


Mais um novo modelo de moto estará disponível no mercado para o ano de 2013 e a novidade do momento é a Honda NXR Bros 150.

Na sua nova versão, este veículo pode ser adquirido nas versões ES que possui freio a tambor nas rodas ou ESD com disco localizado na parte dianteira da motocicleta.

Em seu aspecto mecânico, a nova Honda NXR Bros 150 possui motor monocilíndrico OHC com refrigeração a ar, câmbio de cinco marchas, injeção eletrônica, potência de até 14 cavalos e um torque máximo de 1,53 kgfm bem como tanque com capacidade de armazenar até 12 litros de combustível.

 

Em sua questão estética foram inseridas diversas novidades como um farol maior equipado com refletor multifocal, lanternas traseiras além de oferecer mais conforto para o seu motorista sendo, assim, uma ótima opção no estilo off-road que se insere.

A nova Honda NXR Bros 150 pode ser adquirida por valores entre R$8.640 e R$8.990 dependendo da versão escolhida e com as opções de cores preta, verde e vermelha.

Por Ana Camila Neves Morais


A Suzuki lançou recentemente um modelo de moto com 125 cilindradas: a GSR 125 S.

Esta motocicleta possui nova carenagem e um spoiler sob o motor bem como rodas mais esportivas e piscas com lentes de cor branca.

Do ponto de vista mecânico, a GSR 125 S possui um motor monocilíndrico com refrigeração a ar alcançando potência de até 10,72 cavalos e um torque máximo de 0,95 kgfm em um câmbio com cinco marchas.

Seus bancos possuem altura de 73 centímetros apenas, semiguidão com contrapeso nas extremidades, o bocal do tanque possui um estilo aeronáutico além de possuir um painel digital com um display em LCD que indica nível de combustível, situação dos hodômetros e o velocímetro.

Esta moto possui ainda a possibilidade de realizar partida elétrica e um consumo médio de 26,94 quilômetros por litro de combustível utilizado

Todas as novidades da nova GSR 125 S podem ser adquiridas por preços a partir de R$6.490,00.

Por Ana Camila Neves Morais


Acaba de estrear na Alemanha, mais precisamente no Salão de Colônia, realizado no início de outubro, a nova moto da Kawasaki. Trata-se do modelo Z800, que na verdade se configura como uma versão atualizada da Kawasaki Z750.

Segundo informações da montadora, a antiga versão foi completamente reformulada, havendo mudanças tanto no visual, quanto na parte mecânica. Em termos de estética, a moto teve alterações no chassi e nos faróis, entretanto, o design se manteve com a mesma essência moderna. Em relação à motorização, a nova versão agora conta com uma potência maior, pois o propulsor de 4 cilindros passou a ter 148 cilindradas.

Mesmo sendo uma grande novidade para o mercado, a Z800 deve seguir caminhos parecidos aos percorridos pela Ninja 300, também da Kawasaki. Assim como o lançamento, a Ninja 300 foi toda incrementada no que diz respeito ao motor e suas cilindradas, recebendo em consequência disso o aumento das cilindradas e da potência.

Conforme a Assessoria de Imprensa da marca, os preços de comercialização permanecerão em sigilo até o lançamento nas concessionárias, além disso, não há previsão de estreia no Brasil.

Por Larissa Mendes de Oliveira


Apresentado recentemente, o conceito Onyx da Peugeot terá um amplo campo de atuação. Fora o automóvel da montadora, também é possível encontrar o Onyx nos formatos scooter e bicicleta.

Estas novidades serão reveladas durante um dos mais tradicionais eventos do segmento automotor em escala mundial, o Salão do Automóvel de Paris, que ocorre no final do mês de setembro e conta com as maiores marcas de veículos do mundo.

A Peugeot fará a apresentação de uma scooter de três rodas, contando com uma na traseira e 2 na dianteira, que tem o objetivo de ser um veículo econômico e sustentável. Segundo informações da marca, o veículo tem a capacidade de rodar até 50 quilômetros com apenas um litro de combustível.

Adicionando a motorização a uma combustão de 400 cilindradas juntamente com motor elétrico, a scooter tem a possibilidade de alcançar a potência total de 61 cv, com toque de 5,9 kgmf. Como forma de alimentação do propulsor à base de eletricidade do Onyx, haverá a utilização de um cabo que se conecta em tomadas. O comprimento do veículo é de 2.100 mm e o entre eixos apresenta 1.500 mm.

Por Marcelo Araújo


Os responsáveis pela fabricante Yamaha devem estar bastante satisfeitos, afinal, estão anunciando o lançamento da primeira moto com motor monocilíndrico e bicombustível de 249 cm³, que recebeu o nome de Fazer 250 Blueflex. Com este motor, pode-se alcançar uma potência de até 21 cv e torque máximo de 2,1 kgfm a 8.000 rpm.

De acordo com as informações obtidas, o modelo foi apresentado oficialmente no Festival no Japão, que aconteceu em São Paulo.

Disponível nas cores preta ou prata, a nova versão da Fazer conta visualmente com desenhos diferenciados. Já com relação aos atributos, é possível encontrar freios a disco, injeção eletrônica e um sistema que auxilia o funcionamento do motor.

Este sistema consiste no acendimento e desligamento da luz Blueflex, instalada no painel, e permite saber o momento certo para que a moto seja ligada. Dessa forma, segundo a Yamaha, quando exposta a baixas temperaturas, a moto pode demorar aproximadamente 20 segundos para pegar, tempo que o sistema necessita para realizar o controle da combustão nestes casos.

Mesmo com a inovação do motor bicombustível no segmento a que pertence, a Fazer 250 Blueflex chega às lojas do mercado brasileiro pelo preço sugerido de apenas R$ 11.690.

Por Anne A. Matioli Dias


Em se tratando da marca Honda, é possível esperar diversas novidades a cada novo modelo que apresenta. A fabricante pensa sempre em uma maneira de interagir melhor com seu público, criando características únicas para os seus produtos, que conquistam os consumidores.

Dessa forma, a Honda apresenta sua NC 700X, exibida anteriormente no Salão de Milão e que, agora, chega às lojas do Brasil como uma grande novidade.

De acordo com as informações divulgadas, este modelo vem com um design diferenciado que, inclusive, conta com um compartimento para guardar um capacete. Além disso, é caracterizado como um crossover urbano, sendo o primeiro da marca.

Como se pode notar, esta moto é a aposta da Honda para o segmento, no entanto, seus aspectos off-road são mais visuais que práticos, trata-se de um modelo para se usar no asfalto, não na terra, assim como acontece com alguns veículos atualmente.

A NC 700X conta com um motor bicilíndrico, fabricado no Japão, que garante potência aos percursos, e também com o sistema de freios C-ABS, que impede o travamento das rodas, trazendo mais segurança e praticidade.

Visualmente, a moto está disponível em duas opções de cores: vermelha e branca. O preço inicial divulgado é de R$ 27.490.

Por Anne A. Matioli Dias


A MV Agusta F3 Serie Oro é uma edição limitada, com apenas 200 unidades, sendo que no Brasil só foi destinada uma motocicleta dessa série. A tão cobiçada moto tem motor de 3 cilindros e 675 cm³, capaz de gerar uma potência máxima de até 126 cv a 14.400 rpm e 7,24 kgfm de torque a 10.600 rpm. Não bastasse isso, a motocicleta tem capacidade para atingir a velocidade máxima de até 260 km/h. 

A MV Agusta F3 Serie Oro ainda possui diversos detalhes em dourado, que dá o toque especial na grade das saídas de ar, rodas e corrente. Além disso, a moto possui banco em couro, suspensão e amortecedor de direção Öhlins, peças em fibra de carbono, placa de identificação em ouro, pedaleiras do piloto ajustáveis e pinças dianteiras em monobloco.

A notícia que poderá abalar os interessados, é que a única moto dessa série que esteve disponível no Brasil já foi vendida a um colecionador, que preferiu não se identificar para a mídia. O proprietário além de ter em mãos uma grande preciosidade, ainda levou junto com a F3 Serie Oro, um kit especial, contendo a chave, pen drive com o manual e certificado de autenticidade.

Por Camila Caetano


Mais uma novidade chega ao mercado de motocicletas no Brasil, pois a BMW anunciou a nova versão da F800 GS, a qual mantêm o seu estilo off-road, mas com muitas inovações como a sua carenagem lateral com alertas menores e maiores ângulos.

Outra mudança ficou por conta das entradas frontais de ar, que ficaram mais altas e próximas ao para-brisa da motocicleta. Além disso, as aletas protetoras do radiador passaram a ter a forma triangular, oferecendo um visual mais agressivo para esta motocicleta.

Na parte mecânica, foi mantido o motor bicilíndrico paralelo de 798 cm³, que é capaz de gerar até 85 cavalos de potência e um torque máximo de 8,4 kgfm a 5.750 rpm. Não bastasse isso, a moto ainda possui sistemas eletrônicos como o ASC (Controle Automático de Estabilidade, que regula o torque traseiro de forma eletrônica) e o ESA (Ajuste Eletrônico da Suspensão, que ajusta a pré-carga da mola de suspensão traseira em três posições: Comfort, Normal e Sport).

Esta nova motocicleta deve ser apresentada ainda este ano no Salão de Colônia (na Alemanha) e no Salão de Milão (na Itália). Já no Brasil, a nova F 800 GS será feita na cidade de Manaus (AM) e custará entre R$ 42.900 e R$ 43.900.

Por Ana Camila Neves Morais


O Audi A5 Cabriolet acaba de chegar ao Brasil. O veículo apresenta quatro lugares e uma charmosa capota automática de tecido que abre ou fecha em apenas 15 segundos, isso ocorre mesmo que o carro esteja a uma velocidade de até 50 km/h.

Outro atrativo que promete chamar a atenção de muitos motoristas é o teto acústico com uma camada isolante, assim o condutor fica mais concentrado, já que os sons dos ruídos externos são reduzidos na parte interna do automóvel.

Além do seu design inovador, o carro também possui um motor 2.0 TFSI de quatro cilindros, que fornece até 211 cavalos, conseguindo chegar a uma velocidade de até 238 km/h, com aceleração de 0 a 100 km/h em 7,3 segundos.

O Audi A5 Cabriolet também possui uma transmissão muito mais rápida, pois possui um câmbio S tronic (dupla embreagem) de sete velocidades, possibilitando que o condutor engate as marchas com mais eficiência e rapidez, o que também permite uma redução no consumo de combustível.

Para aqueles que preferem o conforto, o A5 Cabriolet conta com o modo automático, onde as marchas são mudadas mais suavemente que as tradicionais. O veículo ainda conta com diversos outros equipamentos.

Por Camila Caetano


A Kawasaki recentemente fez uma apresentação em São Paulo de dois novos modelos de motos que farão parte de sua linha de 2013. Os modelos foram batizados de Naked ER-6n e Sport Touring ZX-14R e trazem uma mecânica e um visual totalmente renovados.

A ER-6n foi vista pela primeira vez no Salão de Milão e está disponível desde junho no Brasil, nas cores preta e na tradicional verde da Kawasaki. Os preços sugeridos para este modelo são de R$ 25.990 para a versão Standard e R$ 28.880 para o modelo que vem equipado com freios ABS.

Já a ZX-14R finalmente chegará ao mercado nacional após ter feito grande sucesso no exterior. Mesmo possuindo uma nomenclatura bem parecida com a sua antecessora, a nova versão foi totalmente renovada e promete continuar competindo com a Suzuki GSX-R 1300 Hayabusa, para ver quem leva o título de moto de série mais rápida.

A ZX-14R será fabricada em Manaus e terá duas versões disponíveis com preços diferentes. O modelo sem freios ABS será comercializado por R$ 56.900 somente na cor preta e a versão com freios ABS será vendida por R$ 60.990 apenas na cor verde.


A Yamaha, uma das maiores montadoras de motos do país, inova mais uma vez em seu modelo YZF-R1, buscando recuperar o mercado para esta moto superesportiva.

Este modelo foi melhorado em 2010 ao inovar com o seu virabrequim "crossplane", mas ficou para trás na corrida das motos de 1000 cilindradas com relação à tecnologia, pois as suas concorrentes diretas, como a MV Agusta e a Kawasaki, equiparam os seus modelos com o controle de tração.

O controle de tração proporciona uma aceleração com mais confiança nas saídas de curva e agora a R1 se iguala a suas concorrentes adquirindo este mesmo sistema. O modelo 2013, portanto, ganhou o chamado Traction Control System (TCS) com 6 diferentes níveis de atuação, sendo esta a grande novidade desta versão.

Além disso, o modelo recebeu algumas alterações aerodinâmicas e visuais na carenagem dianteira.

Outra mudança é que a nova YZF-R1 vai ser oferecida em maior quantidade de cores, como o preto básico, branca com grafismos, azul com rodas douradas, entre outros.

Com relação à mecânica, foi mantido o motor DOHC com 4 cilindros em linha.

Completando o seu pacote eletrônico, a Yamaha R1 2013 possui o YCC-T (acelerador eletrônico), que manteve o D-Mode o qual altera a resposta do acelerador eletrônico sem mudar a faixa de potência de torque da moto. Houve também a mudança na programação da ECU (Unidade Central Eletrônica), que alterou o grau de abertura do acelerador em algumas situações, assim como o volume injetado e o tempo de ignição do motor.

Esta moto superesportiva estará disponível para venda no mercado brasileiro a partir da segunda quinzena de junho, com um preço sugerido pela montadora de R$ 61.490,00.

Para conferir mais informações sobre a moto, acesse o site www.yamaha-motor.com.br.

Por Ana Camila Neves Morais


A Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores) anunciou que, após a medida adotada pelo Governo de aumentar o IPI (Imposto Sobre Produtos Industrializados) de motocicletas, as principais motos atingidas serão as de até 50 cm³ importadas ou produzidas fora da Zona Franca de Manaus (AM). A alíquota de 35% no IPI deverá ser aplicada a partir do dia 1º de setembro.

Segundo a Federação, o objetivo do Governo foi de atingir o grande volume de motos independentes e fabricadas na Ásia.

De acordo com a Abraciclo (Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares), a medida adotada representa um modo de maior incentivo à indústria nacional, já que passa a regular o mercado, por causa da condição de um aumento na competividade com os produtos importados. Isso se deve ao fato de as montadoras instaladas em Manaus possuírem isenção do IPI e fabricarem a maior parte dos modelos de motocicletas nacionais.

Ainda, conforme as informações obtidas, as motos de alta cilindrada não serão atingidas pela medida, devido ao fato de já possuírem o IPI de 35%.

Por Anne A. Matioli Dias


Assim que foram lançadas, as scooters já ganharam o público. Com seu design funcional e bagageiro para transportar cargas leves, homens e mulheres aderiram ao modelo e procuraram adquirir o seu.

Com o tempo escasso atualmente, as scooters se tornaram uma ótima forma de transporte rápido, garantindo economia em combustível e horas de trânsito.

Na Itália, a Peugeot apresentou seus novos modelos de scooters, a Tweet 125 Pro e a Ludix 14 50 Pro 2T e 4T. Os modelos já existiam no comércio da França e chegam à Itália como uma opção mais barata para entregas e afins.

O modelo Tweet foi projetado para um conjunto de maior potência que o Ludix, com motor capaz de gerar 6,5 cv e consumir por volta de 27 km/l. Esta opção sai por cerca de R$ 5.400,00.

No caso dos 2 modelos Ludix, ambos possuem rodas de aro 14” (que proporcionam estabilidade) e podem atingir velocidade máxima de 45 km/h, com consumo de cerca de 28 km/l. O valor apresentado para estas scooters equivale a R$ 3.821,10.

Contudo, a nova linha de scooters da Peugeot procura combinar segurança, baixo custo operacional e conforto, agregando valor em custo x benefício.

Por Anne A. Matioli Dias


A Dafra Motos lançou este mês um modelo de scooter voltado para as mulheres, a Smart Joy, que faz parte de uma série especial da marca.

O novo modelo é o resultado de uma pesquisa feita pela própria empresa com as donas de scooter. Segundo a gerente de marketing da Dafra, a Smart Joy é perfeita para as mulheres que procuram um veículo que seja fácil de pilotar, confortável e econômico.

A cor do novo modelo segue as últimas tendências e foi escolhida levando em consideração o gosto das mulheres pesquisadas.

A Smart Joy conta ainda com câmbio automático e porta-objetos, dois itens muito valorizados por esse público. Outra vantagem é a luz auxiliar que integra o porta-objetos.

Outro ponto que merece destaque é o design do painel de instrumentos, que conta com ponteiro analógico de velocidade, hodômetro parcial e total, além de indicadores que mostram a carga da bateria, nível do óleo e funcionamento da injeção eletrônica.

Para deixar o veículo ainda mais personalizado, a Smart Joy é acompanhada por uma cartela de adesivos que serve como uma forma de customizar o modelo.

A Smart Joy já está à venda em todas as lojas da marca, tendo como preço sugerido o valor de R$ 5.290,00.

Para conferir mais informações, acesse o site www.daframotos.com.br.

Por Joyce Silva


Você é um amante de motos? Gostaria de ter um modelo esportivo com um alto desempenho e a um preço relativamente baixo? Se a sua resposta a essas perguntas é sim, então está aí a moto perfeita para você: a nova Kasinski Comet GT650R.

Esta moto possui um motor V2 de quatro válvulas alimentado eletrônicamente por um moderno sistema de injeção, recebendo assim o ajuste ideal da mistura de combustível e ar, o que faz com que atinja uma grande potência, com 6,9 Kgf.m enquanto o motor estiver funcionando a pouco mais de 7 mil rotações. Desse modo, bastará um pequeno toque no acelerador para obter uma resposta rápida por parte desta moto, conferindo assim ao piloto um enorme prazer.

O modelo é também bastante estável graças a uma novidade no acionamento do freio da roda dianteira, através de um sistema de pinças duplas, mantendo a moto sempre agarrada ao solo.

Foram dados a Comet GT650R novos grafismos e um novo emblema, dando-lhe assim um ar muito mais esportivo. Também as carenagens laterais foram totalmente remodeladas, conferindo-se uma maior modernidade a este modelo.

Esta moto poderá ser adquirida a partir de R$ 25.300.


A Coreia do Sul é um país que abriga muitas fabricantes de motocicletas. Agora, com o novo modelo da Dafra, a Roadwin 250R, o mercado coreano visa bater a concorrência no segmento de designs “esportivos de entrada”.

O modelo começou a ser vendido nas concessionárias da fabricante desde Janeiro deste ano, mas só agora obteve o reconhecimento que merece.  

O principal ataque da montadora foi competir com o preço de suas principais rivais Kawasaki Ninja 250R e Kasinski Comet GT 250 R. O valor da Roadwin ganhou uma percentagem de 20% a menos em comparação com suas concorrentes. A motocicleta da Dafra é R$ 2.500 mais barata que a Kasinski e possui o equivalente a R$ 3.050 a menos dos R$ 15.540 de custo na Kawasaki.

O motor monocilíndrico de 24 cavalos pode não se comparar aos bicilindricos potentes que fazem as suas rivais serem mais caras. Porém, a marca aposta bastante em sua meta de atingir os 30% esperados na participação do atual mercado automotivo. Segundo as metas, deve-se atingir pouco mais de mil unidades da moto vendidas a cada mês.

Por Jéssica Monteiro

Fonte: G1


Mais uma motocicleta está sendo lançada no mercado internacional: a KTM Duke 200. O lançamento está acontecendo simultaneamente em diversos países da Europa, América do Norte e também América do Sul.

A grande novidade desta super máquina é o motor que acabou ganhando uma boa atualização da edição passada para esta. Os compradores que resolverem investir o dinheiro nesta motocicleta terão, nada mais nada menos, do que 200 cm3 de cilindrada disponíveis.

A motocicleta também está chegando completa para os usuários, sem que precisem gastar dinheiro comprando itens que não estão inclusos no pacote inicial. A KTM Duke 200 vem com um painel digital com LED, que permite a visualização das informações independente da condição do tempo.

A motocicleta também oferece de fábrica uma suspensão invertida na dianteira e aros de liga leve.

Os preços de comercialização vão depender da região em que for comercializada, mas deve ficar em torno dos US$ 5 mil.


A nova Suzuki Intruder 125 chega ao mercado no ano de 2012 para provar que o clássico pode ser misturado com o moderno e, ainda assim, continuar sendo sinônimo de credibilidade. Isso significa que o novo modelo tem charme, sofisticação e é confortável acima de tudo.

Seu design possui um novo assento que proporciona uma excelente posição para a pilotagem, conta com um painel mais moderno, um bagageiro mais amplo, espelhos retrovisores cromados e um novo logotipo no tanque de combustível e tampa lateral. Além de estar disponível em 4 cores incríveis e de ter pneus que oferecem um maior conforto para o piloto e seu passageiro.

O seu motor 125 cm³ é de 4 tempos, 5 marchas, monocilíndrico, 2 válvulas, OHC, sendo assim uma moto mais econômica que as demais do mesmo segmento. A Intruder ainda possui sistema de partida elétrica, freio a disco, roda de liga leve de fino acabamento e o tipo de ignição é eletrônico.

O valor sugerido pela Suzuki para Intruder 125 é de R$ 5.490,00 à vista.

Para mais informações sobre o modelo e onde encontrá-lo acesse www.suzukimotos.com.br.

Por Jéssica Severo


Sendo criada e lançada para substituir a Twistter 250 cilindradas e para comemorar os 40 anos da Honda, a CB 300R 2012 já chegou ao mercado sendo a moto mais cobiçada pelos jovens.

A principal alteração da nova moto está ligada a um importante item de série, o freio a disco na traseira que deve aumentar em muito a segurança do motorista (e o preço também, mas devemos lembrar que uma segurança adicional é sempre algo válido de se pagar), sendo um item obrigatório no novo modelo. No mais a moto contará com um motor de 291 cilindradas e terá um tanque com capacidade de até 18 litros de combustível.

Quanto ao design temos um conceito “street fighter” e muitas mudanças nos grafismos sendo que a cor preta não existirá mais para o modelo (o que gerou até alguma divisão de opiniões sobre a moto) sendo a cor branca acrescentada. Dentre as outras cores teremos vermelho padrão, azul metálico e amarelo.

O preço sugerido para esse modelo é de R$ 11.490,00 e seus principais concorrentes são a Kasinski Comet 250 e a Yamaha Fazer 250.

Por Keize de Moraes


O ano de 2012 começou com novidades no mercado de motocicletas do Brasil. A Dafra Motos está lançando a nova Riva 150, motocicleta que chega para complementar a linha street (que já contava com as motos Super 100, Speed 150 e Apache RTR 150) e para ser um dos principais produtos da marca no país.

Produzida em parceria com a Haojue, fabricante chinesa de motocicletas e uma das maiores do mundo, a Riva 150 tem um visual moderno, contando com faróis em formato piramidal na dianteira, lanterna traseira com design diferenciado, suportes dos estribos traseiros em alumínio e integrados ao chassi e escapamento na cor preta e com protetor cromado.

Outros destaques são as rodas de liga leve de 18 polegadas (calçadas com pneus Pirelli City Demon), trava de capacete, pedaleiras retráteis, sensor de acionamento da embreagem (para evitar a partida do motor com a moto engrenada), além do painel de instrumentos que se integra à carenagem e dispõe de velocímetro digital, indicador de marchas, conta-giros analógico, nível de carga da bateria e hodômetro (total e parcial).

O motor é o OHC monocilíndrico e de arrefecimento a ar, de 149,4 cm³, capaz de render 12,1 cv de potência a 8.250 rpm, associado ao câmbio mecânico de cinco velocidades. Ainda na parte mecânica, outra novidade é o freio dianteiro a disco.

A Dafra sugere o preço de R$ 4.990,00 para a moto, que pode ser adquirida nas cores vermelha, preta e pérola.

Fonte: DAFRA Motos

Por André Gonçalves


O dia de abertura da edição 2011 do Salão Duas Rodas, que acontece no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, foi cheio de novidades para o público brasileiro. Uma delas é que a partir de novembro estará nas revendedoras oficiais da Honda de todo o Brasil a nova CBR 600F, motocicleta do segmento esportivo, que chega para completar a gama de média/alta cilindrada da marca japonesa vendida no país.

O modelo conta com um desenho bastante arrojado e esportivo, marcado principalmente pela carenagem integral, que serve para diminuir os efeitos do vento e da resistência aerodinâmica sobre o condutor, e pelos semi-guidões, que disponibilizam uma posição mais confortável para o piloto, seja na estrada ou na cidade. Ainda no quesito conforto, as novidades são as alças do garupa embutidas nas laterais; o novo posicionamento das pedaleiras; e a parte traseira mais alta.

Outros destaques são o motor DOHC 16V, de 599,3 cm³, refrigerado a água, que gera, de acordo com a montadora, 102 cv de potência e 6,53 kgfm de torque; a suspensão de garfo telescópico invertido na dianteira e de monochoque com molas ajustáveis na traseira; os pneus do tipo 120/70 na frente e 180/55 atrás; o tanque de combustível com capacidade para 18 litros; e o painel de instrumentos digital.

A CBR 600F será produzida em Manaus, e estará disponível nas versões Standard, com preço sugerido de R$ 32.500 e na cor branca, e C-ABS, nas cores branca e preta, que vai custar R$ 35.500.

Por André Gonçalves

Fonte: Honda


Transitar por ruas e estradas brasileiras é basicamente um desafio em horários de pico. A quantidade de carros, motos, caminhões e ônibus têm tornado a vivência nos grandes centros urbanos e até em cidades do interior cada vez mais difícil. Os governos estaduais e federais procuram se valer de obras viárias para sanar os principais problemas.

Os motoqueiros, porém, levam vantagem nessa questão. Aquelas famosas corridas entre os carros ganha um novo motivador, e embora essa recorrência (andar pelos corredores) não seja lá muito aceita, não existem meios eficazes de coibição. Visando o mercado brasileiro, a Kawasaki lança o modelo Ninja 650R.

A motocicleta possui motor bicilíndrico capaz de desenvolver 649 cavalos de potência (quatro tempos), bem como injeção eletrônica e refrigeração líquida.

A versão com dispositivo ABS sai por R$ 30.650, enquanto o modelo sem esse equipamento fica em R$ 28.400. Ambos os valores incluem frete para São Paulo e Rio de Janeiro.

Por Luiz Felipe T. Erdei





CONTINUE NAVEGANDO: