Uma das vantagens deste lançamento deverá ser a rapidez para a recarga das baterias, pois ela deverá estar pronta para andar depois de 20 minutos recarregando.

A Vespa Elletrica estará disponível nas lojas a partir do próximo ano, sendo o primeiro modelo a utilizar este tipo de energia, abrindo portas para muitas novidades que virão depois, mas por enquanto a expectativa é que apenas o mercado europeu conte com esta facilidade. A apresentação da Vespa Elletrica foi feita no Salão de Milão, na Itália, na última terça-feira (07) e chamou a atenção do mundo inteiro.

Além de ser um veículo ótimo para driblar os trânsitos saturados nas grandes cidades, ainda garante maior economia no combustível e ajuda a preservar o meio ambiente. Só que por enquanto o preço não foi definido por enquanto, abrindo espaço para vários rumores, mas não há mais dúvidas de que esta é uma importante revolução para a companhia, que já deve ter muitos outros projetos em desenvolvimento, mas tudo muito bem guardado.

Os brasileiros deverão esperar bem mais do que gostariam, pois a marca não deu nem previsão de quando o modelo chegará por aqui.

Uma das vantagens deste lançamento deverá ser a rapidez para a recarga das baterias, um problema comum entre os veículos desta linha, mas esta Vespa deverá estar pronta para andar depois de 20 minutos recarregando, pelo menos é o que garantiu o presidente do grupo Piaggio, que já atua no Brasil desde 2016.

A versão de entrada vem com autonomia de 100 km e será a mais barata, enquanto a mais cara é uma versão mais robusta, com autonomia de 200 km, chamada de 'Elletrica X'. Ela conta com um gerador auxiliar para o motor elétrico e neste caso, a bateria precisará ficar recarregando ao menos por 4 horas.

Mas para os brasileiros, a Vespa Elletrica pode ser uma decepção, já que ela tem um desempenho muito próximo das 'cinquentinhas', quase já não vistas por aqui. A potência máxima é de apenas 5,5 cavalos, ou seja, é um veículo que dá para ir trabalhar e se locomover, mesmo em grandes centros urbanos, mas nada de muito pesado e nem de pressa.

Mas o brasileiro tem motivo de sobra para acreditar que a Vespa Elletrica não fará sucesso por aqui. Primeiro por causa do preço, pois estes veículos quando são lançados no mercado nacional, custam uma fortuna e segunda por causa da questão da própria energia elétrica, pois as contas de luz estão altas e ainda tem as bandeiras tarifárias no vermelho e em módulo 2. O brasileiro tem feito de tudo para economizar energia e deixar um veículo por horas, na tomada, recarregando, não vai ser para muitos.

Esses projetos são lentos e gastam anos para chegar ao mercado europeu, o que dizer então do Brasil. Em 2016 a Vespa apresentou um protótipo no Salão de Milão e só agora chega com o produto final.

Em relação à agilidade do modelo no trânsito, a empresa garante que o torque instantâneo favorece mais velocidade, não sendo este um empecilho para o proprietário. Um ponto a favor da Vespa Elletrica é que não há nenhum barulho, é um veículo extremamente silencioso, uma ótima notícia para os grandes centros urbanos, onde a poluição sonora é cada vez maior.

A Vespa Elletrica conta com um painel bastante colorido, com muitas informações na tela TFT e o consumidor poderá escolher uma das sete cores que estarão sendo oferecidas.

Se este é mais um modelo para o brasileiro contemplar de longe e continuar sonhando, sem ter como usufruir na prática, só o tempo poderá dizer. O país precisa urgentemente de veículos elétricos em suas ruas e avenidas, mas a infraestrutura e o problema da energia elétrica acabam prejudicando diretamente este setor. Vai ser preciso aguardar alguns anos para sabermos o que melhorou por aqui, pois só assim as empresas estarão dispostas a trazer suas novidades para os brasileiros.

Por Russel

Vespa Elletrica

Vespa Elletrica


Confira aqui as novidades e o preço da Vespa 946 Emporio Armani.

Após voltar com as suas vendas em território brasileiro, a Vespa já está com o preço definido para seu novo modelo, a Vespa 946 Emporio Armani.

O novo lançamento da marca já dá início suas vendas com preço começando em R$ 59.830, um preço que permitiria comprar quase dois veículos populares aqui no Brasil.

A nova Vespa é filha de uma parceria que foi realizada entre o grupo Piaggio, o qual é dona da marca de mesmo nome e o estilista Giorgio Armani.

Além de seu preço ser bem alto no Brasil, o valor da scooter chega bem próximo de grandes motos com altas cilindradas, como por exemplo, a BMW R 1200 GS, a qual chega a custa até R$ 63.900.

Vespa 946 Emporio Armani vem com uma nova coloração

O novo Scooter, modelo 946 Emporio Armani, conta com uma coloração especial, que possui tons de cinza com leves toques de verde, sendo visível apenas em certas condições de iluminação.

A motocicleta foi fabricada em uma edição especial da Vespa modelo 946, um modelo que ao mesmo tempo em que reúne alguns elementos clássicos, possui um visual bem futurista.

Na moto Vespa 946 Emporio Armani, foi adotado também um tom mais opaco para as partes metálicas, enquanto na parte lateral do scooter está estampado o nome "Emporio Armani”, em referência a parceria firmada com a marca do estilista.

Na parte que fica logo acima do farol dianteiro, está localizado a famosa águia, que é o logotipo característico da tradicional marca de Giorgio Armani.

Vespa chega novamente ao mercado brasileiro

Fazendo parte do Grupo Piaggio, o scooter Vespa retornou e mais uma vez está em território brasileiro no mês outubro através de uma parceria firmada com um grupo investidor, conhecido como Asset Becley. Já foram iniciadas suas vendas, com os modelos vindos do exterior, porém, a parceria há algum tempo está estudando e já está nos planos da companhia realizar a montagem do scooter, a partir do ano de 2018, na cidade de Manaus, no Amazonas, região norte do Brasil.

FILIPE R SILVA





CONTINUE NAVEGANDO: