Modelo traz algumas alterações significativas em seu design, na sua parte eletrônica e na ciclística. Seu preço já foi definido e será comercializado por R$ 23.990.

Dos confins da Europa a empresa austríaca, KTM, responsável pela fabricação de motocicletas de alta categoria, faz surgir uma nova estreia oficial que chega ao solo brasileiro. O novo modelo de motocicleta, o KTM 390 DUKE, aterrissou no Brasil causando um impacto positivo. Ela porta algumas alterações significativas em seu design, na sua parte eletrônica e na ciclística. O modelo já tem preço fixo e será comercializado pelo valor de R$ 23.990.

Entre as novidades e especificações desta Naked, está a função intitulada ‘KTM My Ride’, que consiste em um sistema de espelhamento na conexão com o smartphone, no painel de tipo TFT colorido. O mesmo modelo de moto agora está munido de novo acelerador eletrônico e está aparelhada de inéditos faróis tipo LED instalados em posição vertical.

Com relação à mecânica, ao motor, o mesmo está equipado com um cilindro e mais 373,2 cm³, atingindo um desempenho, em termos de potência, que chega ao máximo de 44 CV em 9.000 giros. No caso do tanque de combustível do modelo Duke 390, o mesmo foi ampliado, ou seja, antes a capacidade era de 11 litros e agora possui capacidade 13,4 litros.

Ela chega ao consumidor equipada de um sistema de freio que opera a disco, o qual é de maior estrutura na parte sua dianteira. Deste modo, o sistema de freios tornou-se mais seguro, passando de 300 mm para a de 320 mm de diâmetro. Na parte traseira esta moto utiliza um disco simples com 230 mm de diâmetro. Este mesmo sistema de freios ABS, operante em dois canais, também pode ser desligado pelo piloto. Todo o design do cano de escapamento é inteiramente novo.

O modelo KTM Duke 390 pesa em torno de 149 quilos, o que o torna uma das motos mais eficientes no segmento. Na sua parte dianteira, a estrutura da suspensão utiliza um tipo de garfo invertido chamado, upside-down, oriundas da marca WP com 43 mm no diâmetro e 142 mm no que toca ao curso. Com relação à parte traseira, ela está equipada de Monoamortecedor, com garantia de 150 mm no curso. Fechando em alta qualidade, ela está aparelhada de rodas de liga com raio de 17 polegadas.

Está nova geração de motos produzidas pela companhia KTM, na linha da 390, está sendo comercializada em toda a Europa desde o ano passado, 2017. Estando suplementada e equipada com uma série de novos atributos e especificações em relação ao modelo anterior, a KTM 390 Duke se tornou bem sucedida em pouco tempo no velho continente.

Entre outras especificações estão: Chassis aperfeiçoados; nova suspensão; novo conjunto de iluminação; painel de instrumentos em novo design; o sistema de freios já citado; o tanque com maior capacidade. A moto foi sublimada em todo o seu conjunto, que a torna mais eficiente e atraente.

Outros detalhes sobre o motor incluem as seguintes características: o sistema foi mantido na estrutura de monocilíndrico em 373 CC que gera desempenho de até 44 CV, porém, nesta nova versão ela trabalha de modo mais eficiente por meio de giros mais baixos.

Esta moto está inteiramente preparada para chegar uma potência máxima que chega aos 7000 RPM, e a força de torque também foi intensificada ao ponto de atingir o valor de 3,57 no desempenho de 7.250 RPM, em até 3,77 KGFM em 7.000 RPM. Portanto, trata-se de um veículo de grande força e tração, combinando estilo e eficiência em um mesmo conjunto.

Há mais especificações que preenchem este novo modelo e o tornam um dos mais cobiçados no momento, no mercado de motos. Vale a pena conferir.

Por Paulo Henrique dos Santos

KTM 390 Duke 2018

KTM 390 Duke 2018


Modelo está passando por adaptações e será lançado no Brasil no próximo ano.

Os fãs de motos da categoria naked poderão contar com a nova KTM 390 Duke em território nacional, que poderá ser comercializada no Brasil a partir de 2018. A nova linha foi anunciada no Salão de Motos de Milão de 2016 e passou a ser vendida desde o mês de março na Europa. Já a versão brasileira está em fase de desenvolvimento e adaptações técnicas.

Nova KTM 390 Duke terá novidades tecnológicas

A nova KTM 390 Duke poderá chamar muito a atenção do público jovem, pois conta com um novo recurso tecnológico: o KTM My Ride. Esse dispositivo é capaz de espelhar o smartphone no painel de instrumentos da moto, que é bastante grande e tem aparência muito semelhante a de um tablet.

Além disso, será disponibilizado comandos extras opcionais, que serão instalados no punho esquerdo da moto. Eles permitirão que o piloto tenha controle total de chamas recebidas e de player de áudio, sendo esse som reproduzido em mini-falantes dos intercomunicadores, localizados no forro interno do capacete. Dessa maneira, o usuário poderá gerenciar qualquer função do smartphone sem ter que tirar as mãos do guidão.

Design estético

A moto da fabricante australiana tem design estético muito parecido com o de sua versão anterior, a 1290 Super Duke. No entanto, a nova linha ganhou um acelerador eletrônico, nomeado como “Ride by Wire” e freios ABS de última geração. Tem ainda faróis de LED e instrumentação com tela digital, que muda de cor de acordo com a incidência de luz. Dessa forma, foram aposentados o antigo painel de TFT, com fundo laranja, além do farol de LED bipartido.

Alguns recursos básicos da moto

Na Europa, até o momento a KTM 390 Duke tem motor com mais torque e potência, devido às normas antipoluição do continente. Também possui escapamento alongado, que cobre toda a parte da roda traseira da moto. Nesse sentido, a moto apresenta um motor monocilídrico de 373,2 cm3 de capacidade, gerando 44CV. Além disso, tem como potência máxima 9.000 rpm. O tanque de combustível recebeu aumento de capacidade, passando de 11 litros para 13,4 litros. Já o sistema de freios também sofreu alterações, ganhando 20 mm de disco dianteiro (total de 320mm).

Agora resta apenas aguardar as novidades da fabricante para o próximo ano no Brasil.

Mais informações sobre a moto podem ser obtidas em seu site oficial (em inglês).

Camilla Silva


Modelo foi apresentado no Salão de Milão e traz ótimas características.

Para quem anda antenado no mundo das máquinas sabe que o Salão de Milão é a porta de entrada, o cartão de visitas de muitas fabricantes de motos. E foi justamente lá, no Salão de Milão, que a KTM decidiu apresentar no dia 17, a 1290 Super Duke GT.

O novo modelo chega com novidades como o acréscimo de diversas características que remetem aos modelos touring e o chassi, que nada mais é do que o esportivo pertencente à família de “nakeds”. A título de curiosidade além do citado modelo a 690 Duke também mostrou ao público um pacote com mais esportividade.

Mas vamos aos detalhes. A nova GT da KTM, derivada da 1290 Super Duke, conta com um potente motor bicilíndrico de 1301cc e 173 cavalos de potência. E isso ainda aliado a itens típicos das “estradeiras” como um tanque com capacidade para 23 litros, um assento mais confortável, controle de velocidade e para-brisa ajustável.

Obviamente que não podemos deixar passar os equipamentos de série que estarão presentes na versão 2016. Entre eles vamos encontrar  manopla aquecível, suspensão semiativa, luzes diurnas de LED, 4 modos de pilotagem, controle de estabilidade e freios ABS – ambos com sensor de inclinação.

Seguindo com a linha de motos vale lembrar que a Super Duke R desembarcou por aqui no mês de abril deste ano. O preço na época era de R$ 79 mil.

Para ter o “direito” de carregar a letra “R” no nome que, para os mais desavisados, serve para designar os modelos mais esportivos, a “naked” 690 Duke teve algumas alterações como o aumento da potência do motor monocilíndrico de 73 para 75. O que só foi possível com o uso de alguns equipamentos de ponta como o silenciador Akrapovic.

Para completar a 690 Duke R ainda traz o diferencial da pinça de freio Brembo, as tradicionais rodas com a cor laranja, controle de tração, ABS com sensor de inclinação e suspensão WP totalmente ajustável.

Pelo visto o Salão de Milão de 2015 vai trazer novidades incríveis para o setor.

Por Denisson Soares

1290 Super Duke GT

1290 Super Duke GT

1290 Super Duke GT

Fotos: Divulgação


Modelo custará R$ 15.990 e será lançada no Brasil em setembro deste ano.

Sob duas rodas a proposta é estabilidade, conforto e segurança. Tudo isso e muito mais tem a oferecer a moto KTM 200 Duke, agora fabricada no Brasil (Manaus-AM), mas que traz a chancela da marca austríaca Duke, uma das que tem ganhado destaque no mercado de motocicletas pela sua tecnologia e design inovador.  

A KTM 200 da Duke tem um modelo bastante singular, pois seu estilo Off Road mostra a versatilidade do seu projeto, com um farol de desenho ultramoderno e com o nome Duke impresso no taque da moto, o que passou um ar radical para a motocicleta, além do mix de cores que ela tem para oferecer para seus futuros proprietários.  

O mais interessante da KTM 200 é o seu preço. Sem dúvidas, a Dafra, empresa que opera com a marca Duke aqui no Brasil, pretende atrair os olhares de quem deseja uma moto para pequenas aventuras nas estradas e estabilidade pelas vias urbanas. A forma usada para essa atração entre os apaixonados por moto está no preço, já que o mais novo lançamento da Duke vai chegar em setembro com o valor acessível de R$ 15.990,00. Importante salientar que esse valor pode ser ainda parcelado, o que só tende a facilitar a aquisição da moto que promete ser uma sensação.  

O motor dessa moto é monocilíndrico, pesando 129,5 Kg, com 26 cv de potência. Esse equilíbrio entre peso e potência faz com que a KTM 200 tenha um bom desempenho tanto se for usada para esportes off roads como pelas vias urbanas. A cilindrada pode ser de 200 ou 390, ficando a critério do cliente saber em qual dose de aventura deve ter sua KTM 200 Duke.  

Economia é outro atrativo para essa moto. Quem comprar a KTM 200 Duke terá a vantagem de percorrer 300 km de estrada com apenas 11 litros de combustível, capacidade máxima do tanque.   

É agora em setembro que a moto KMT 200 Duke chega ao mercado brasileiro, estando presente em todas as concessionárias Dafra do país. Com essa informação, é hora de começar a se programar para ter a sua, pois nunca foi  tão fácil localizar a relação custo-benefício em uma moto totalmente fabricada no Brasil, com o selo de qualidade da renomada Dafra.

Por Michelle de Oliveira

KTM 200 Duke

Fotos: Divulgação


A KTM, através de sua parceria Dafra, divulgou recentemente o recebimento da 1190 Adventure no Brasil com o valor recomendado de R$ 79.000. Sendo importado da Áustria, o modelo tem motor de 2 cilindros em V que atinge 148 cavalos de potência e peso de 2217 kg. Seu grande concorrente no país é a BMW R 1200 GS, que é fabricada em Manaus pela Dafra, com valor acima de R$ 69.900.

Considerando os sistemas que ajudam na segurança de condução na 1190, está presente o dispositivo combinado de ABS, que faz a repartição da frenagem entre as rodas, prevenindo o travamento delas.

Segundo a companhia, o ABS tem modos de regulagem eletrônica e atuação aprimorada em curvas. Fabricado em parceria com a Bosch, o sistema possibilita que freios ABS e controle de tração atuem em conjunto, com a meta de ajudar o motociclista a não ter perda de controle da moto. O sistema como um todo é denominado como “Motorcycle Stability Control” (MSC), que significa “controle de estabilidade para motocicleta”.

Para completar os controles, a 1190 tem acelerador eletrônico e embreagem deslizante, que previne o travamento da roda em reduções acentuadas de velocidades. O painel é de LCD e por meio dele existe a possibilidade de modificar os níveis de atuação do controle de tração e os 4 modos de condução da moto, que são Sport, Street, Rain e Off-Road.

De acordo com a empresa, no Off-Road é possível o piloto diminuir a ação do ABS na roda de trás para uma pilotagem mais esportiva. A 1190 possui em sua ergonomia assento de espuma de 2 níveis com regulagem de altura para o piloto, ajuste do suporte dos pés e modificação do para-brisa dianteiro.

Outros componentes de destaque são o chassi tubular ultraleve, o acelerador eletrônico “Ride=By-Wire”, a embreagem deslizante, o conjunto de suspensões de alto curso WP e o amortecedor de direção WP.

Por Felipe Couto de Oliveira

KTM 1190 Adventure

KTM 1190 Adventure

KTM 1190 Adventure

Fotos: Divulgação


Em 2012 a KTM 1290 Super Duke R foi apresentada no Salão de Milão como conceito, mas ao que tudo indica, em breve o modelo será produzido em série. Na última quinta-feira (17), a própria montadora austríaca divulgou imagens inéditas do protótipo da motocicleta.  Provavelmente o modelo será lançado oficialmente no mês de novembro de 2013.

A moto será equipada com propulsor de dois cilindros, capaz de entregar 182,5 cavalos de potência e oferecer  torque de 14,68 kgfm. O design da moto é bastante ousado e o DNA é esportivo, sendo que a principal característica da motocicleta consiste no conjunto de elementos de alta performance, além de freios e suspensões super eficientes.

A moto vai de 0 a 200 km/h em apenas 7,2 segundos e, além disso, a montadora alega que a Super Duke R contará com grande economia de combustível. Além disso, o intervalo para a  revisão também é amplo, sendo que as manutenções devem ocorrer a cada 15.000 km rodados.

Foto: Divulgação

A motocicleta pesa apenas 189 kg e  é feita com matérias primas bem leves. Cumpre salientar que tanque de combustível comporta 18 litros e no quesito segurança, a mota conta com freios ABS, além do controle de tração.

A KTM 1290 Super Duke R conta com refrigeração líquida, transmissão de seis velocidades e injeção eletrônica. O valor de venda da nova KTM 1290 Super Duke R ainda não foi divulgado.

Por Larissa Mendes de Oliveira Soares


Após surgir como um conceito durante o Salão de Milão do ano passado, aKTM 1290 Super Duke R está perto de vir a ser o próximo veículo de produção referente à marca de origem austríaca. No último dia 17, terça-feira, a companhia apresentou uma inédita imagem do protótipo final da motocicleta, sendo que não expôs mais especificações e detalhes de caráter técnico.

De acordo com dados oficiais publicados pela corporação, a introdução oficial do modelo irá ocorrer ao final do mês setembro. Se a KTM mantiver o planejamento anunciado na feira milanesa ao ano de 2012, as comercializações da Super Duke no continente europeu poderão ser iniciadas no mês de novembro do ano de 2013.

A KTM, ao inovar com a apresentação de imagens sobre a versão final da 1290 Super Duke R, aguçou a curiosidade dos fãs. Alguns pesquisaram por mais imagens na internet e as enviaram para sites especializados. Para o ano que vem, a empresa tem o objetivo de alavancar a venda de todas as suas gamas e diversificar sua linha com mais produtos e equipamentos.

De acordo com informações da marca, "a nova Super Duke R será um modelo focado em potência e performance sem perder o conforto e a segurança presente em todos os modelos da companhia".

Por Marcelo Araújo

 KTM 1290 Super Duke R


Mais uma motocicleta está sendo lançada no mercado internacional: a KTM Duke 200. O lançamento está acontecendo simultaneamente em diversos países da Europa, América do Norte e também América do Sul.

A grande novidade desta super máquina é o motor que acabou ganhando uma boa atualização da edição passada para esta. Os compradores que resolverem investir o dinheiro nesta motocicleta terão, nada mais nada menos, do que 200 cm3 de cilindrada disponíveis.

A motocicleta também está chegando completa para os usuários, sem que precisem gastar dinheiro comprando itens que não estão inclusos no pacote inicial. A KTM Duke 200 vem com um painel digital com LED, que permite a visualização das informações independente da condição do tempo.

A motocicleta também oferece de fábrica uma suspensão invertida na dianteira e aros de liga leve.

Os preços de comercialização vão depender da região em que for comercializada, mas deve ficar em torno dos US$ 5 mil.





CONTINUE NAVEGANDO: